Os valores para quem opta pelo MSC ou pelo pagamento parcelado foram ajustados. Confira os detalhes abaixo

A partir da Turma 21, que terá início em fevereiro de 2022, algumas das condições do Modelo de Sucesso Compartilhado (MSC) da Trybe passarão por uma atualização. Como sempre fazemos em nossas comunicações, preparamos esse post exercendo o nosso valor de transparência para (i) comunicar os detalhes desta atualização com antecedência e (ii) explicar os motivos.

As novas condições do MSC serão:

1. O valor máximo do investimento na formação passa a ser de até R$ 40.000,00, atualizado anualmente pela inflação (IPCA);

2. A remuneração mensal mínima a partir da qual a pessoa estudante começa a pagar deixará de ser corrigida anualmente pelo IPCA.

As demais condições do Modelo de Sucesso Compartilhado permanecem as mesmas, sendo elas:

  • A remuneração mensal mínima que a pessoa estudante deve ter para começar a pagar pela formação da Trybe continua sendo igual a R$3.000,00.
  • Quando a remuneração mensal for maior ou igual à remuneração mínima, a pessoa estudante pagará 17% da sua remuneração para a Trybe, por mês. 
  • Enquanto a remuneração estiver abaixo deste valor mínimo, a pessoa continua sem pagar nada para a Trybe!
  • A pessoa estudante continua pagando a Trybe até atingir o valor máximo da formação ou até completar 5 anos após a conclusão do curso – o que acontecer primeiro. 
  • Quando completar o valor máximo do pagamento ou atingir o limite de tempo, a pessoa estudante estará 100% livre de qualquer obrigação financeira com a Trybe.

Entenda as razões dessa mudança.

Ao longo do ano de 2021, as condições macroeconômicas do país se alteraram de forma substancial, especialmente no que diz respeito às perspectivas para a taxa básica de juros da economia (SELIC) e para os índices de inflação. Este novo cenário exigiu que fizéssemos adaptações nas condições do MSC para que mantivéssemos a sustentabilidade do modelo.

Por conta de tais motivos, o valor do curso para aqueles que optarem pelo pagamento parcelado também será reajustado, o qual passará a ser de 11 vezes de R$2.000,00.

Adicionalmente, no que diz respeito à atualização do patamar mínimo pelo IPCA, por conta das múltiplas entradas de novas turmas, o controle interno de diferentes valores a partir dos quais os pagamentos são devidos se mostrou um grande desafio operacional. Somado aos motivos acima, este é um motivo adicional que explica o porquê deixaremos de realizar tal correção.

Ressalto que estudantes das Turmas 1 a 20 mantêm os valores antigos, conforme assinado em seus contratos com a Trybe. Esses ajustes passam a valer apenas a partir da Turma 21, com início em fevereiro de 2022.

O valor para o pagamento do curso á vista continua o mesmo: R$18.000,00

Caso ainda tenha ficado qualquer dúvida sobre as modificações, é só entrar em contato com a gente através do nosso suporte.

Abraços,

Deixe um comentário
Você também pode gostar