Javascript Date Format: como formatar datas?

Sabemos bem que utilizar datas faz parte do dia a dia de pessoas que desenvolvem programas. Não há como fugir disso, pois elas são necessárias para diferentes tipos de conteúdos e são apresentadas em formatos variados. Por isso, é importante entender como utilizar JavaScript date format, ou seja, como formatar datas em JavaScript.

O objeto Date faz parte dos objetos padrão do JavaScript ou objetos globais predefinidos, que compõe números e datas e permitem executar operações numéricas. É preciso atenção ao manipular datas, pois existem algumas particularidades que é necessário observar para aplicar a formatação da maneira adequada. Para que você entenda mais sobre isso, fizemos este post em que vamos mostrar:

Vamos lá? Boa leitura!

Javascript Date Input: formatos

Basicamente, os formatos de input são os tipos de datas que o JavaScript pode receber e interpretar. Portanto, existem três formatos de datas que a linguagem trabalha. Confira, a seguir, cada um deles.

  • ISO Date: que segue o padrão internacional e tem o formato YYYY-MM-DD, exemplo: “2020-01-29”;
  • Long Date: tem o formato MMM DD YYYY, exemplo: Jan 29 2020 ou 29 Jan 2020;
  • Short Date: MM/DD/YYYY, exemplo: 01/29/2020.

Parsing Dates

O método parse() converte uma string de caracteres, que contém uma representação de data, e faz um cálculo para transformá-la em milissegundos desde a data de 1 de janeiro de 1970. Portanto, se utilizarmos o método na data do exemplo acima teremos:

var parseDataLong = Date.parse ("Jan 29, 2020");
console.log(parseDataLong);
// saída: 1580266800000
var parseDataISO = Date.parse ("2020-01-29");
console.log(parseDataISO);
// saída: 1580256000000
var parseDataShort = Date.parse ("01/29/2020");
console.log(parseDataShort);
// saída: 1580266800000


Perceba que apesar de a data ser a mesma em todos os exemplos, existe uma pequena variação com relação ao resultado da data no formato ISO. Isso acontece porque não foi especificado qual o fuso horário correspondente. Em função disso, o JavaScript utiliza como padrão o fuso de UTC, ou seja, o fuso do meridiano de Greenwich, que é zero.

JavaScript format: output

Diferente dos tipos de entrada, todas as datas processadas pelo JavaScript são completas. Isso significa que ela contém todas as informações sobre o período. Portanto, se criarmos uma variável e atribuirmos a ela um objeto do tipo Date sem nenhum parâmetro adicional, o resultado será a data atual do navegador com as informações completas: data, hora e time zone. Confira o exemplo a seguir.

var novaData = new Date();
console.log(novaData);
// saída: Wed Jul 08 2020 10:17:49 GMT-0300 (GMT-03:00) {}


Perceba que há todas as informações com relação à data, inclusive o dia da semana e o fuso horário correspondente. É importante dizer que quando há o input de datas em qualquer um dos três formatos mencionados, teremos a data completa armazenada no objeto Date, mesmo que alguns valores estejam zerados. Veja o código a seguir.

var dataLongOutput = new Date("Jan 29, 2020");
console.log(dataLongOutput);
// saída: Wed Jan 29 2020 00:00:00 GMT-0300 (GMT-03:00) {}


Perceba que houve um input no formato Long Date, entretanto, ao exibir o resultado na console, a saída traz todas as informações. Como não informamos um horário, foi atribuído zero e o fuso horário será o utilizado pelo navegador.

ISO Dates: diferentes tipos de leitura de data

A ISO 8601 é uma norma internacional que determina qual é o formato da data e hora. Na prática, ela classifica qual o posicionamento de cada elemento que compõe a data e hora. A classificação, portanto, define que a organização deve ser do valor maior para o menor. Portanto, em primeiro lugar deve conter a informação sobre o ano, a seguir, o mês, dia, hora e minutos e segundos.

O objetivo da norma é evitar confusão na determinação das informações. Por isso, ela também define a quantidade de dígitos que cada informação deve conter. Portanto, a representação da data nesse formato é:

YYYY-MM-DDTHH:mm:ss.sTZD

No qual cada variável corresponde:

  • YYYY: ano com quatro dígitos;
  • MM: mês;
  • DD: dia;
  • T: indicação de início das horas;
  • HH: horas;
  • mm: minutos;
  • ss: segundos;
  • s: milissegundos;
  • TZD: time zone, que corresponde a +hh:mm ou -hh:mm.

O JavaScript aceita inputs do tipo ISO date de algumas formas variadas. Entretanto, por não informar os dados completos, ocorrem variações ao atribuir o valor ao objeto Date. Confira, a seguir, como esses dados podem ser recebidos e os resultados armazenados na variável.

Ano e mês

Uma das formas de input é informando apenas o ano e mês, no formato “YYYY-MM”. Veja um exemplo:

var dataISOAnoMes = new Date("2020-01");
console.log(dataISOAnoMes);
//saída: Tue Dec 31 2019 21:00:00 GMT-0300 (GMT-03:00) 


Somente ano

Confira a leitura para a informação apenas do valor correspondente ao ano.

var dataISOAno = new Date("2020");
console.log(dataISOAno);
//saída: Tue Dec 31 2019 21:00:00 GMT-0300 (GMT-03:00) 


Data e horário

Ao informar a data e o horário, apesar de fornecer dados mais completos, ainda obtemos uma variação referente ao horário ao armazenar o conteúdo no objeto Date. Veja que a informação referente ao horário está definida entre as letras “T” e “Z”. Observe o código a seguir.

var dataISODataHora = new Date("2020-01-29T06:00:00Z");
//console.log(dataISODataHora);
//saída: Wed Jan 29 2020 03:00:00 GMT-0300 (GMT-03:00)


Time zones: entenda a sua função no objeto Date

Time zone é o valor referente à diferença de horas entre uma determinada localização e o horário de Greenwich. O Brasil contém quatro time zones diferenciados devido ao tamanho de seu território. O horário padrão de Brasília, por exemplo, tem o time zone GMT-3, ou seja, existe uma diferença de menos três horas com relação ao horário de Greenwich.

Não informar o time zone ao definir a data em JavaScript pode trazer uma alteração ao recuperarmos o seu conteúdo. Conforme o exemplo mencionado na utilização de data e hora ISO, percebemos uma diferença de três horas entre o horário informado e o armazenado no objeto Date. Veja como será a saída do mesmo exemplo se informarmos o time zone.

var dataISODataHoraTmz = new Date("2020-01-29T06:00:00-03:00");
console.log(dataISODataHoraTmz);
//saída: Wed Jan 29 2020 06:00:00 GMT-0300 (GMT-03:00)


Perceba que a data é armazenada com o mesmo horário informado no input, ou seja, 06:00 horas. Portanto, a utilização do time zone contribui para a melhor precisão dos valores referentes às datas.

Formatar datas em JavaScript: confira 4 exemplos!

Já sabemos como o JavaScript lê e armazena a data e hora. Entretanto, nem sempre queremos utilizar esse formato para apresentar às pessoas usuárias de uma aplicação web. Por isso, é importante entender como formatar datas de maneiras diferentes.

Exemplo 1: JavaScript date format DD MM YYYY

Neste exemplo vamos formatar a data no modelo “DD/MM/YYYY”. Para isso, vamos utilizar alguns métodos disponíveis no JavaScript que permitem a manipulação de cada parte do objeto Date. Confira o algoritmo a seguir.

let data = new Date();
let dataFormatada = ((data.getDate() )) + "/" + ((data.getMonth() + 1)) + "/" + data.getFullYear(); 
console.log(dataFormatada);
// saída: 8/7/2020


Para formatar a data utilizamos três métodos disponíveis no objeto Date que facilitam a recuperação dos valores desejados, são eles:

  • getDate(): que retorna o dia correspondente;
  • getMonth(): retorna o mês;
  • getFullYear(): retorna o ano com quatro dígitos.

Perceba que no método getMonth() somamos 1 no valor recuperado. Isso é necessário porque o método utiliza os números de 0 a 11 para referenciar os meses. Por exemplo, janeiro corresponde a 0, fevereiro a 1 e assim por diante. Por isso, é necessário adicionar 1 à numeração para que o valor utilizado seja o do mês desejado.

Exemplo 2: JavaScript date format YYYY MM DD

Vamos fazer outra simulação, agora com o formato YYYY-MM-DD. Assim como no exemplo anterior, vamos precisar dos métodos do objeto Date para construir o código. Veja como fica essa formatação ao depurar o código abaixo:

let data = new Date("Jan 29 2020 ");
let dataFormatada = (data.getFullYear() + "-" + ((data.getMonth() + 1)) + "-" + (data.getDate() )) ;                 
console.log(dataFormatada);
// saída: 2020-1-29


Exemplo 3: JavaScript date to string format

Neste exemplo vamos usar strings no formato dos meses, ou seja, vamos utilizar a saída DD MMM YYYY, na qual o MMM é uma abreviação do mês. Entretanto, o JavaScript não oferece um método para esse tipo de formatação. Por isso, é preciso criar o seu próprio código para exibir a data nesse modelo. Confira o código a seguir.

const meses = ["Jan", "Fev", "Mar", "Abr", "Mai", "Jun", "Jul","Ago","Set","Out","Nov","Dez"];
let data = new Date("12/31/2019");
let dataFormatada = ((data.getDate() + " " + meses[(data.getMonth())] + " " + data.getFullYear()));
console.log(dataFormatada);
//saída: 31 Dez 2019


Exemplo 4: Colocar zero antes de dias e meses com um algarismo

Agora, vamos criar uma função callback para utilizar no momento da formatação da data. Se você não sabe o que é uma função callback, saiba mais sobre isso neste conteúdo. O objetivo da função é adicionar o algarismo zero antes do mês ou dia que tenha apenas um algarismo. Além disso, vamos retornar a data no formato DD/MM/YYYY. Veja como fica o código:

function adicionaZero(numero){
    if (numero <= 9) 
        return "0" + numero;
    else
        return numero; 
}
let dataAtual = new Date("2020-1-29"); //29/01/2020
let dataAtualFormatada = (adicionaZero(dataAtual.getDate().toString()) + "/" + (adicionaZero(dataAtual.getMonth()+1).toString()) + "/" + dataAtual.getFullYear());
console.log(dataAtualFormatada);
// saída: 29/01/2020
let dataAtual2 = new Date("2020-10-2"); //02/10/2020
let dataAtualFormatada2 = (adicionaZero(dataAtual2.getDate().toString()) + "/" + (adicionaZero(dataAtual2.getMonth()+1).toString()) + "/" + dataAtual2.getFullYear());
console.log(dataAtualFormatada2);
// saída: 02/10/2020


Fizemos duas formatações no exemplo acima para testar todas as possibilidades com relação aos meses e dias.

Dicas importantes sobre datas: Veja 3 delas!

A utilização de datas pode ocasionar algumas dúvidas ou dificuldades no processamento. Isso porque existem diferentes formatos de input, assim como várias maneiras de apresentá-la às pessoas usuárias da página. Por isso, vale a pena seguir algumas recomendações para diminuir o risco dessas ocorrências.

Sempre utilize zero antes de dias ou meses com apenas um algarismo

Essa dica é importante porque existem navegadores que apresentam falhas quando leem datas em que os dias ou meses têm apenas um algarismo. Para evitar esse transtorno, o melhor é criar uma função como a apresentada no exemplo 4 e adicionar o zero antes desses números sozinhos.

Prefira o formato ISO date

Sempre que possível, prefira utilizar o formato ISO date. Isso porque ele contém informações bem mais completas sobre a data, horário e time zone. Os outros formatos podem sofrer variações conforme o navegador e, dessa forma, apresentar variações no resultado da data.

Não omita as letras T e Z no formato ISO date

Como mencionamos no tópico sobre ISO date, as letras T e Z têm uma função específica, que é indicar o início da hora e time zone respectivamente. Ao utilizar esse formato, é importante não omitir essas letras, pois elas podem ocasionar falhas na conversão do objeto Date e, com isso, alterar o conteúdo da data.

Como vimos ao longo do texto, há diferentes formas de aplicar o JavaScript date format, ou seja, de formatar datas em JavaScript. Portanto, observe com atenção os tipos utilizados na entrada e aplique os diferentes métodos disponíveis na linguagem para devolver à aplicação a data com a formatação desejada.

Gostou do nosso conteúdo sobre como formatar data no JavaScript? Então, veja este excelente guia inicial sobre expressões regulares e como utilizar esse recurso!