Liderança: como ser um líder de sucesso?

Algumas pessoas apresentam o espírito de liderança desde a infância, seja durante uma brincadeira ou em atividades escolares em grupo. No entanto, você não necessariamente precisa nascer com ela para ter um bom desempenho como líder.

Essa soft skill pode ser desenvolvida e aprimorada diariamente, basta que se dedique e coloque em prática algumas técnicas. Isso fará com que alavanque sua carreira e até mesmo ocupe uma posição de destaque na empresa!

Se interessou e quer saber como desenvolver essa habilidade? Então, acompanhe este post e descubra o que iremos abordar a seguir:

Vamos lá? Boa leitura!

O que é liderança?

Liderar pouco tem a ver com dar ordens e estipular regras. Em síntese, liderança é a habilidade que uma pessoa tem de não somente gerenciar uma equipe, mas também de se auto-liderar.

Essa capacidade permite que a pessoa profissional consiga influenciar um grupo e fazer com que ele conquiste os resultados desejados pela empresa. Nesse caso, a inteligência emocional é uma das aliadas às pessoas que querem desenvolver a liderança, uma vez que elas devem lidar com as dificuldades de cada integrante da equipe com tranquilidade e empatia.

Além disso, a pessoa profissional que sabe liderar utiliza os pontos fortes das pessoas da equipe em prol das metas da empresa, sempre fazendo com que elas se sintam valorizadas e motivadas, seja por meio de feedbacks ou alocando-as em funções que combinem com o perfil pessoal.

No âmbito pessoal, uma pessoa que lidera a si mesma é a protagonista das próprias decisões e tem atitude. No entanto, para que isso ocorra, é preciso dedicar-se ao autodesenvolvimento com o propósito de realizar conquistas sem influência alheia.

Qual a importância de uma boa liderança?

Em uma pesquisa realizada pela consultoria britânica Órion Partners, das 2 mil pessoas entrevistadas, 24% afirmam ter líderes ruins e 500 delas acreditam que as pessoas na liderança estão estressadas, não sabem se comunicar e não são empáticas. Quando essas características fundamentais não são aplicadas, temos líderes ruins e pessoas funcionárias insatisfeitas.

Em um negócio, uma boa liderança é fundamental para o sucesso. Sem ela, as pessoas colaboradoras podem ter a impressão de estarem desamparadas, o que causa desmotivação e falta de produtividade. Por isso, pessoas que atuam como líderes dentro da empresa são essenciais.

Imagine uma startup que conta com profissionais excelentes na equipe, mas que tem como líder uma pessoa que não sabe se comunicar e que prioriza dar ordens, sem analisar as características de cada pessoa do grupo. Não seria possível progredir, certo? ]

As pessoas trabalhadoras sentiriam-se desvalorizadas e não compreenderiam qual a real função delas. Uma boa liderança motiva a equipe e valoriza sabe ouvir cada integrante e, consequentemente, é peça importante para a conquista das metas.

Quais os principais tipos de liderança?

Ainda que seja bastante falada, muitas pessoas não sabem que existem diversos tipos de liderança e conhecê-los pode te ajudar a identificar quais estão presentes na empresa em que trabalha ou qual acredita trazer benefícios, caso desenvolvido. Descubra quais são eles a seguir:

Liderança democrática

Em uma ambiente democrático, as pessoas têm a liberdade de expressar suas opiniões e são tratadas igualmente, excluindo qualquer tipo de privilégio e desigualdade. Essa é a característica principal de uma liderança democrática!

Pessoas que praticam esse modelo de liderança dão espaço para que cada integrante da equipe contribua e sinta que seu ponto de vista é relevante. Por isso, o grupo é motivado a participar e, consequentemente, há um aumento no foco e na produtividade.

Liderança autocrática

Por mais que esse tipo de liderança não seja o mais aconselhado, é importante explicá-lo. Essencialmente, ele é o contrário da liderança democrática. Nesse modelo, apenas o posicionamento da pessoa que é líder importa. Portanto, toda a equipe deve seguir aquilo que ela ordena.

Liderança coaching

Nesse caso, a pessoa que lidera aplica as técnicas de coaching, como a roda da vida ou a SWOT pessoal, com o intuito de fazer com que cada integrante se dedique ao autoconhecimento e seja capaz de enxergar suas habilidades e fraquezas. Dessa forma, cada pessoa colaboradora evolui e pode trazer melhorias para a equipe e para a empresa.

Liderança liberal

Autonomia é o termo que resume o que é liderança liberal. Nesse modelo, as pessoas lideradas têm liberdade para exercer suas funções e atividades, enquanto a pessoa que lidera pouco ordena. As pessoas colaboradoras agem por si só e são as protagonistas na hora de tomar decisões.

Por mais que a ideia de conquistar tanta liberdade seja tentadora, na prática, esse tipo de liderança pode ser um desafio. Para que esse método seja efetivo, a equipe deve ser constituída por pessoas proativas e capazes de exercer a autogestão. Caso contrário, o resultado será um grupo desorientado e incapaz de enxergar os objetivos da empresa.

Liderança servidora

As pessoas que querem exercer uma liderança servidora devem desenvolver a empatia. Essas habilidade é essencial aqui, pois esse tipo de líder tem como prioridade o bem-estar das pessoas colaboradoras. Por isso, ele precisa compreender sempre que cada pessoa tem experiências e dores distintas e, por consequência, não se comportam da mesma maneira. Para entendê-las e conquistá-las, é necessário ouvi-las.

Liderança situacional

Essa liderança é característica de empresas que mudam constantemente, ou seja, organizações que estão sempre dispostas a inovar. Portanto, esse modelo funciona para as pessoas que consideram o cenário atual da empresa e lideram de acordo com ele. Logo, se a situação sofre mudanças, a pessoa na liderança deve ser flexível e se adaptar a elas.

Liderança em tecnologia: qual o perfil de um profissional de sucesso na área!

Atualmente, para ser uma pessoa bem-sucedida na área de TI, é importante investir em formação para estar sempre antenado, aprender diversas linguagens de programação e conhecer um segundo idioma — de preferência, a língua inglesa.

Somado a isso, algumas soft skills, como boa comunicação e criatividade, são habilidades essenciais e vão fazer com que a pessoa profissional se destaque no mercado de TI e alcance um cargo de liderança. No entanto, para que isso, ocorra algumas técnicas devem ser desenvolvidas e colocadas em práticas. Veja as principais a seguir:

Conheça o mercado

Compreender o cenário atual do mercado em que a empresa ou startup está inserida é fundamental para saber quais os próximos passos no caminho para o sucesso. A pessoa que almeja ser líder ou que já lidera deve saber em que patamar o negócio está em comparação a concorrência.

Dessa forma, é possível enxergar quais melhorias são necessárias e quais os pontos estão impedindo o progresso. Ter essa noção mostra às pessoas colaboradoras que você tem domínio das decisões e, por isso, elas podem depositar a confiança em você.

Delegue os afazeres

Saber diferenciar suas prioridades daquilo que pode ser colocado em segundo plano e delegado à pessoa colaboradora é uma das atitudes que te torna líder. Além de permitir que você dê atenção àquilo que precisa, incentiva as pessoas da equipe a desenvolver novas habilidades e se destacar em outras funções.

Saiba dar e receber feedbacks

Os feedbacks são uma forma de descobrir em quais pontos estão as fraquezas e quais decisões têm trazido benefícios para a empresa. Por isso, eles devem ser sempre bem-vindos! Contudo, vale lembrar que o ideal é dá-los individualmente e aceitar recebê-los também. Desse modo, a pessoa colaboradora se sente importante e aprende.

Descubra o que esperam de você

Muitas pessoas na liderança não se questionam se estão exercendo essa habilidade da forma que mais agrada e beneficia a equipe. Essa atitude pode ser um obstáculo para o crescimento das pessoas colaboradoras, uma vez que uma boa liderança é aquela que promove, acima de tudo, o bem-estar do grupo.

Portanto, é fundamental descobrir e colocar em prática aquilo que as pessoas integrantes esperam de você. Promova rodas de conversa ou reuniões one-on-one para discutir seu desempenho como líder e ouvir sugestões da equipe.

Invista em conhecimento

Uma pessoa que lidera de forma exemplar está sempre antenada e disposta a aprender. Ao investir em conhecimento, ela não só se sobressai em meio a concorrência, mas também incentiva as pessoas lideradas a aprimorar seus conhecimentos. Além disso, a equipe pode compartilhar os novos aprendizados e torná-los algo coletivo.

Valorize cada talento

Imagine que uma pessoa colaboradora tem grande facilidade em programar na linguagem C, mas não se sente motivada quando precisa fazê-lo em JavaScript. É nítido que ela terá um melhor desempenho fazendo aquilo que tem mais afinidade, correto? Nessa situação, uma pessoa que exerce bem o papel de líder precisa explorar as habilidades de cada pessoa integrante da equipe e usá-las da melhor forma.

A liderança é uma habilidade fundamental no ambiente de trabalho e pode ser a qualidade que falta para que você conquiste o emprego dos sonhos, já que, ao colocá-la em prática, você auxilia a equipe a alcançar metas.

Agora que você já sabe o que é liderança, que tal aprender o que é pensamento sistêmico e como ele pode beneficiar uma empresa?