Liderança: como ser um líder de sucesso?

Algumas pessoas apresentam o espírito de liderança desde a infância, seja durante uma brincadeira ou em atividades escolares em grupo. No entanto, você não necessariamente precisa nascer com ela para ter um bom desempenho como líder.

Essa soft skill pode ser desenvolvida e aprimorada diariamente, basta que se dedique e coloque em prática algumas técnicas. Isso fará com que alavanque sua carreira e até mesmo ocupe uma posição de destaque na empresa!

Se interessou e quer saber como desenvolver essa habilidade? Então, acompanhe este post e descubra o que iremos abordar a seguir:

Vamos lá? Boa leitura!

O que é liderança?

Liderar pouco tem a ver com dar ordens e estipular regras. Em síntese, liderança é a habilidade que uma pessoa tem de não somente gerenciar uma equipe, mas também de se auto-liderar.

Essa capacidade permite que a pessoa profissional consiga influenciar um grupo e fazer com que ele conquiste os resultados desejados pela empresa. Nesse caso, a inteligência emocional é uma das aliadas às pessoas que querem desenvolver a liderança, uma vez que elas devem lidar com as dificuldades de cada integrante da equipe com tranquilidade e empatia.

Além disso, a pessoa profissional que sabe liderar utiliza os pontos fortes das pessoas da equipe em prol das metas da empresa, sempre fazendo com que elas se sintam valorizadas e motivadas, seja por meio de feedbacks ou alocando-as em funções que combinem com o perfil pessoal.

No âmbito pessoal, uma pessoa que lidera a si mesma é a protagonista das próprias decisões e tem atitude. No entanto, para que isso ocorra, é preciso dedicar-se ao autodesenvolvimento com o propósito de realizar conquistas sem influência alheia.

Qual a importância de uma boa liderança?

Em uma pesquisa realizada pela consultoria britânica Órion Partners, das 2 mil pessoas entrevistadas, 24% afirmam ter líderes ruins e 500 delas acreditam que as pessoas na liderança estão estressadas, não sabem se comunicar e não são empáticas. Quando essas características fundamentais não são aplicadas, temos líderes ruins e pessoas funcionárias insatisfeitas.

Em um negócio, uma boa liderança é fundamental para o sucesso. Sem ela, as pessoas colaboradoras podem ter a impressão de estarem desamparadas, o que causa desmotivação e falta de produtividade. Por isso, pessoas que atuam como líderes dentro da empresa são essenciais.

Imagine uma startup que conta com profissionais excelentes na equipe, mas que tem como líder uma pessoa que não sabe se comunicar e que prioriza dar ordens, sem analisar as características de cada pessoa do grupo. Não seria possível progredir, certo? 

As pessoas trabalhadoras sentiriam-se desvalorizadas e não compreenderiam qual a real função delas. Uma boa liderança motiva a equipe e valoriza sabe ouvir cada integrante e, consequentemente, é peça importante para a conquista das metas.

Quais os maiores desafios de ser um bom líder?

Lapidar a eficácia

O primeiro desafio de uma pessoa líder é conseguir desenvolver as habilidades necessárias para estar em uma posição de alta responsabilidade. Afinal de contas, você não é mais responsável somente pela sua produtividade, mas de toda uma equipe. Para conseguir lidar com toda essa demanda, será necessário se aperfeiçoar ao máximo em habilidades de gestão de tempo e tomada de decisão, focando na eficácia. 

Desenvolver pessoas colaboradoras

Uma das tarefas mais árduas de uma boa liderança é providenciar oportunidades e treinamentos para que as pessoas da equipe possam se aperfeiçoar e desenvolver suas próprias habilidades de liderança. 

Em outras palavras, a liderança deve ser capaz de formar outras lideranças. Isso é um desafio pois essa tarefa é constantemente vista como um adicional, quando na verdade é de suma importância. Se a maioria das pessoas compreenderem como atua a liderança, mais fácil será de elas desenvolverem um papel autônomo e tomarem decisões assertivas.

Lidar com as constantes mudanças

Sabemos que o ambiente profissional muitas vezes pode ser imprevisível e dinâmico. Isso inclui mudanças de última hora que podem afetar todo o planejamento. Como líder, a pessoa deve estar preparada para reduzir os impactos dessas mudanças e lidar com os transtornos que isso pode causar nas pessoas de sua equipe. 

Manter um bom relacionamento

Como diz a expressão popular, “uma andorinha só não faz verão”. De maneira semelhante, uma única equipe não será responsável pelo progresso total. Assim, a pessoa líder de uma equipe deve gerenciar relações com outras equipes, pessoas superioras e clientes, fazendo com que haja uma boa interação. Afinal, isso é imprescindível para conseguir apoio e ajuda quando necessário.

Inspirar a equipe

A liderança deve ser um exemplo de como ser e se comportar dentro da empresa. Esse exemplo deve ser positivo e benéfico, inspirando confiança e motivação para as pessoas da equipe se sentirem mais seguras, confortáveis e felizes no trabalho, o que terá como consequência laços mais fortes entre as pessoas colaboradoras pertencentes ao grupo de trabalho.

Simultaneidade

Todos os desafios anteriores são difíceis a seu próprio modo. Agora, imagine ter de lidar com todos eles de uma vez só, acontecendo na sua rotina habitual. É por essa razão que há esse desafio adicional de organizar-se e preparar-se para quaisquer situações concomitantes. Uma pessoa líder deve contar com ferramentas e metodologias que o ajudem a se programar, se antecipar e lidar com os desafios do dia a dia. 

Qual a diferença entre chefes e líderes?

Estamos até então falando de liderança. Mas será que qualquer tipo de “liderança” pode ser considerada uma boa liderança? Aquela figura que compunha os setores empresariais da empresa no século passado, repetidamente representada na mídia e cultura popular como “Chefe” — mal-humorada, inimiga, vigilante e egocêntrica — será que ela pode ser considerada uma pessoa líder? Vamos conferir abaixo quais são as diferenças entre uma pessoa chefe e uma líder

CHEFELÍDER
Somente fala e sua palavra é a final.Escuta atentamente e busca falar nos momentos que é necessário. Divide a palavra com todas as pessoas da equipe.
Se considera detentora de todo o conhecimento e acredita que ninguém poderá sugerir algo melhor. Aceitam sugestões e escutam ideias de pessoas colaboradoras, por compreender que todo mundo, independentemente de seu nível hierárquico, pode ter boas ideias. 
Vê a equipe somente como resultados.Vê a equipe como pessoas individuais e complexas. 
Delega e ordena somente.Trabalha junto.
Pensa somente em coisas que são benefício próprio.Pensa não só em si mas na equipe como um todo, em suas demandas, em seu desenvolvimento e evolução. 
Cria e segue regras à risca, mesmo se isso for prejudicar sua equipe. Compreende a verdadeira razão da existência de uma regra e aplicam sua essência, flexibilizando-a a depender da situação.
Não acredita e até teme um pouco a inovação e mudança. Vive em constante estagnação.Procura se adaptar às diferentes tecnologias e sempre está estudando as novas que saem no mercado.
Critica e humilha pessoas colaboradoras que estão em situação de erro. Orienta por meio de feedbacks e compreensão. 
Não assume a culpa, apontando outras pessoas como culpadas. Entende que se algo deu errado é porque a culpa é da sua gestão que não foi capaz de antever o problema. 

Qual a diferença entre gerenciamento e liderança?

Apesar de constantemente serem utilizadas no mesmo contexto, ambas palavras têm diferenças bastante fundamentais. 

1: Estar em um papel de gerenciamento não é ser líder. Uma pessoa gerente pode ser incumbida de delegar uma série de tarefas, mas não significa que ela terá todas as funções que uma pessoa líder tem. 

2: Líderes e pessoas gerentes têm uma conceituação diferente de visão e objetivos. A pessoa líder enxerga o panorama geral da organização, focando na visão de onde a equipe precisa chegar, motivando e inspirando pessoas colaboradoras. A pessoa gerente organiza uma série de etapas e tarefas para se chegar em um determinado objetivo. 

3: Líderes têm maiores chances de assumir riscos, mas gerentes não. O papel da pessoa gerente é evitar que riscos sejam tomados, sempre pensando nos possíveis obstáculos. Já a pessoa líder tem como parte de seu trabalho saber quando correr riscos e quando evitá-los. 

4: O foco da liderança é nas pessoas e nas relações, do gerenciamento são as estruturas e os processos. Líderes precisam saber motivar sua equipe e potencializar o trabalho delas para que elas consigam desempenhar papéis autonomamente. A pessoa gerente vai implementar ferramentas, processos e outros métodos para auxiliar a liderança em seu caminho. 

5: Liderança está focada na inovação, gerenciamento na manutenção. Faz parte do papel das pessoas líderes forçarem os limites e inovarem sempre que possível. As pessoas gerentes podem refinar os processos e adotar medidas mais cabíveis, mas sem tomar decisões tão radicais. 

É importante ter em mente que a confusão entre os termos acontece pois diversas vezes uma pessoa assume ambos papéis. Isso significa que uma pessoa líder também pode ser uma gerente ou gestora da equipe. No entanto, é importante frisar que uma pessoa gestora não necessariamente é uma pessoa líder. 

Quais os 6 principais tipos de liderança?

Ainda que seja bastante falada, muitas pessoas não sabem que existem diversos tipos de liderança e conhecê-los pode te ajudar a identificar quais estão presentes na empresa em que trabalha ou qual acredita trazer benefícios, caso desenvolvido. Descubra quais são eles a seguir:

1.Liderança democrática

Em um ambiente democrático, as pessoas têm a liberdade de expressar suas opiniões e são tratadas igualmente, excluindo qualquer tipo de privilégio e desigualdade. Essa é a característica principal de uma liderança democrática!

Pessoas que praticam esse modelo de liderança dão espaço para que cada integrante da equipe contribua e sinta que seu ponto de vista é relevante. Por isso, o grupo é motivado a participar e, consequentemente, há um aumento no foco e na produtividade.

Vantagens de ser líder democrático

  • Pessoas colaboradoras se sentem ouvidas e valorizadas;
  • Maior liberdade e autonomia;
  • Espaço para diálogo entre diferentes níveis hierárquicos;
  • Maior compreensão do processo de tomada de decisão e dos procedimentos internos da empresa;
  • Maior espaço para a inovação;

Desvantagens de ser líder democrático

  • Maior dificuldade em tomar decisões ágeis, uma vez que ela não é centralizada;
  • Possibilidade de perder o controle das pessoas colaboradoras, caso a liderança não seja firme;
  • Maior necessidade de gestão de conflitos, uma vez que discordância pode surgir com maior frequência. 

2.Liderança autocrática

Por mais que esse tipo de liderança não seja o mais aconselhado, é importante explicá-lo. Essencialmente, ele é o contrário da liderança democrática. Nesse modelo, apenas o posicionamento da pessoa que é líder importa. Portanto, toda a equipe deve seguir aquilo que ela ordena.

Vantagens de ser líder autocrático

  • Possibilidade de centralizar e controlar todo o processo de maneira bem rigorosa;
  • Maior agilidade no processo de tomada de decisões
  • É mais fácil saber como a liderança pensa e age nesse contexto, ou seja, há previsibilidade.
  • Menor existência de conflitos entre pessoas colaboradoras.

Desvantagens de ser líder autocrático

  • Maior possibilidade da liderança cometer erros e injustiças, uma vez que a decisão é única;
  • Pessoas colaboradoras podem não confiar na liderança;
  • Perda de motivação entre pessoas colaboradoras;
  • Criação de uma equipe sem autonomia e independência.

3.Liderança coaching

Nesse caso, a pessoa que lidera aplica as técnicas de coaching, como a roda da vida ou a SWOT pessoal, com o intuito de fazer com que cada integrante se dedique ao autoconhecimento e seja capaz de enxergar suas habilidades e fraquezas. Dessa forma, cada pessoa colaboradora evolui e pode trazer melhorias para a equipe e para a empresa.

Vantagens de ser líder coach

  • Maior gestão de emoções;
  • Melhoria no ambiente de trabalho;
  • Pessoas colaboradoras são impulsionadas a se tornarem líderes;
  • Desenvolvimento de habilidades e competências;
  • Melhores relacionamentos no ambiente de trabalho;

Desvantagens de ser líder coach

  • Não faz efeito imediatamente;
  • Pode haver uma dificuldade em concluir-se objetivos e cumprir prazos, pois o foco é diferente;
  • Maior tempo para treinamentos e dinâmicas;
  • Não é efetivo em todos os contextos organizacionais;

4.Liderança liberal

Autonomia é o termo que resume o que é liderança liberal. Nesse modelo, as pessoas lideradas têm liberdade para exercer suas funções e atividades, enquanto a pessoa que lidera pouco ordena. As pessoas colaboradoras agem por si só e são as protagonistas na hora de tomar decisões.

Por mais que a ideia de conquistar tanta liberdade seja tentadora, na prática, esse tipo de liderança pode ser um desafio. Para que esse método seja efetivo, a equipe deve ser constituída por pessoas proativas e capazes de exercer a autogestão. Caso contrário, o resultado será um grupo desorientado e incapaz de enxergar os objetivos da empresa.

Vantagens de ser líder liberal

  • Maior compreensão das responsabilidades e objetivos de uma empresa, uma vez que as decisões se centralizarão mais nas pessoas colaboradoras;
  • Menor pressão do ambiente de trabalho;
  • Maior liberdade para utilizar-se a criatividade para solucionar problemas;

Desvantagens de ser líder liberal

  • Dificuldade em encontrar uma forma efetiva de organização;
  • Algumas pessoas colaboradoras podem estar perdidas nesse processo;
  • Líder se torna uma pessoa mais distante.

5.Liderança servidora

As pessoas que querem exercer uma liderança servidora devem desenvolver a empatia. Essa habilidade é essencial aqui, pois esse tipo de líder tem como prioridade o bem-estar das pessoas colaboradoras. Por isso, ele precisa compreender sempre que cada pessoa tem experiências e dores distintas e, por consequência, não se comportam da mesma maneira. Para entendê-las e conquistá-las, é necessário ouvi-las.

Vantagens de ser líder servidor

  • O clima organizacional se torna mais leve e sem pressão;
  • A cultura organizacional mais empática atinge inclusive clientes e outras pessoas;
  • Aumento da confiança entre pessoas colaboradoras e liderança;
  • Maior compreensão dos valores e objetivos da empresa;

Desvantagens de ser líder servidor

  • Funciona em poucos setores e nichos, geralmente aqueles que envolvem pessoas, comunidade e sociedade;
  • Não é fácil e nem rápido alcançar resultados;
  • A seleção de pessoas deve ser mais cautelosa, afinal, nem todos os tipos de pessoas colaboradoras se adaptam a esse sistema.

6.Liderança situacional

Essa liderança é característica de empresas que mudam constantemente, ou seja, organizações que estão sempre dispostas a inovar. Portanto, esse modelo funciona para as pessoas que consideram o cenário atual da empresa e lideram de acordo com ele. Logo, se a situação sofre mudanças, a pessoa na liderança deve ser flexível e se adaptar a elas.

Vantagens de ser líder situacional

  • É o tipo de liderança mais flexível e completo, abrangendo tipos diferentes de pessoas colaboradoras em uma mesma liderança;
  • Aumento da visão estratégica;
  • Maior motivação e engajamento;
  • Mais fácil de bater metas aspiracionais;

Desvantagens de ser líder situacional

  • Demora um tempo até a liderança ser capaz de categorizar e identificar como lidar com cada pessoa colaboradora;
  • Não funciona tão bem para metas a longo prazo;
  • Pode causar a sensação de diferentes tratamentos numa mesma equipe, caso ela não compreenda o modelo de gerenciamento. 

Liderança em tecnologia: qual o perfil de um profissional de sucesso na área!

Atualmente, para ser uma pessoa bem-sucedida na área de TI, é importante investir em formação para estar sempre antenado, aprender diversas linguagens de programação e conhecer um segundo idioma — de preferência, a língua inglesa.

Somado a isso, algumas soft skills, como boa comunicação e criatividade, são habilidades essenciais e vão fazer com que a pessoa profissional se destaque no mercado de TI e alcance um cargo de liderança. No entanto, para que isso ocorra, algumas técnicas devem ser desenvolvidas e colocadas em prática. Veja as principais a seguir:

Conheça o mercado

Compreender o cenário atual do mercado em que a empresa ou startup está inserida é fundamental para saber quais os próximos passos no caminho para o sucesso. A pessoa que almeja ser líder ou que já lidera deve saber em que patamar o negócio está em comparação a concorrência.

Dessa forma, é possível enxergar quais melhorias são necessárias e quais os pontos estão impedindo o progresso. Ter essa noção mostra às pessoas colaboradoras que você tem domínio das decisões e, por isso, elas podem depositar a confiança em você.

Delegue os afazeres

Saber diferenciar suas prioridades daquilo que pode ser colocado em segundo plano e delegado à pessoa colaboradora é uma das atitudes que te torna líder. Além de permitir que você dê atenção àquilo que precisa, incentiva as pessoas da equipe a desenvolver novas habilidades e se destacar em outras funções.

Saiba dar e receber feedbacks

Os feedbacks são uma forma de descobrir em quais pontos estão as fraquezas e quais decisões têm trazido benefícios para a empresa. Por isso, eles devem ser sempre bem-vindos! Contudo, vale lembrar que o ideal é dá-los individualmente e aceitar recebê-los também. Desse modo, a pessoa colaboradora se sente importante e aprende.

Descubra o que esperam de você

Muitas pessoas na liderança não se questionam se estão exercendo essa habilidade da forma que mais agrada e beneficia a equipe. Essa atitude pode ser um obstáculo para o crescimento das pessoas colaboradoras, uma vez que uma boa liderança é aquela que promove, acima de tudo, o bem-estar do grupo.

Portanto, é fundamental descobrir e colocar em prática aquilo que as pessoas integrantes esperam de você. Promova rodas de conversa ou reuniões one-on-one para discutir seu desempenho como líder e ouvir sugestões da equipe.

Invista em conhecimento

Uma pessoa que lidera de forma exemplar está sempre antenada e disposta a aprender. Ao investir em conhecimento, ela não só se sobressai em meio a concorrência, mas também incentiva as pessoas lideradas a aprimorar seus conhecimentos. Além disso, a equipe pode compartilhar os novos aprendizados e torná-los algo coletivo.

Valorize cada talento

Imagine que uma pessoa colaboradora tem grande facilidade em programar na linguagem C, mas não se sente motivada quando precisa fazê-lo em JavaScript. É nítido que ela terá um melhor desempenho fazendo aquilo que tem mais afinidade, correto? Nessa situação, uma pessoa que exerce bem o papel de líder precisa explorar as habilidades de cada pessoa integrante da equipe e usá-las da melhor forma.

10 habilidades que toda liderança precisa ter!

1. Saber separar profissional de pessoal: Já dissemos que a pessoa líder é responsável por uma série de obrigações e que possui muitos desafios no seu dia a dia. Se ela não souber onde terminar seu trabalho no final do dia, ela poderá acabar se sobrecarregando.

2. Motivação: a pessoa líder tem que ter a habilidade de mudar o clima do ambiente de trabalho, até mesmo quando a equipe está perdendo o jogo! Isso faz com que as pessoas se sintam motivadas a continuar.

3. Tomada de decisão: Essa é uma das competências mais importantes para líderes. Apesar de ajudarem pessoas a fazerem isso por conta própria, a pessoa líder deve ser expert em tomar a decisão mais assertiva em tempo recorde. 

4. Comunicação: ser líder é transmitir uma mensagem — o tempo todo! A qualidade dessa mensagem e se a pessoa entender o que será dito cabe totalmente à pessoa líder. Logo, saber escolher palavras, quais informações dividir naquele momento e de que forma é essencial.

5. Mentoria: uma boa liderança sabe que não estará no mesmo papel por muito tempo. A tendência é que ela continue avançando e continuando. Como ser uma boa liderança significa pensar na equipe, ela precisa formar a próxima geração de líderes. Logo, uma excelente habilidade para se ter é a de ser uma pessoa mentora.

6. Pensamento estratégico: toda empresa tem uma estratégia competitiva para conseguir impactar o mercado da melhor forma e ganhar destaque em relação às pessoas concorrentes. A liderança deve ser capaz de compreender isso e trazer essa realidade para mais perto de sua equipe e de seus objetivos específicos.

7. Adaptabilidade: líderes devem ser capazes de mudar sua pele mais rápido do que camaleões. Isso significa que quando algo inesperado acontecer, essas pessoas devem ser capazes de surgir com planos alternativos em um piscar de olhos.

8. Confiabilidade: a pessoa líder deve ser capaz de inspirar confiança. As pessoas colaboradoras devem sentir que a pessoa líder sabe o que está fazendo e guiará a equipe para o sucesso. Caso isso não ocorra e uma única pessoa sequer não tiver essa percepção, a equipe toda corre o risco de não alcançar os resultados desejados. 

9. Autoconhecimento: a liderança deve saber exatamente onde ela se encaixa dentro da empresa e saber como gerenciar a si. Arrogância e prepotência não são roupagens interessantes para pessoas nessas posições, logo, elas devem aprender a ser firmes sem destratar ninguém. 

10. Inteligência Emocional: a pessoa líder não é uma máquina e também tem emoções. Logo, elas também podem ficar no caminho delas algumas vezes. Por conta disso, quanto maior a inteligência emocional, maior será a percepção desses sentimentos e como gerenciá-los sem interferir no ambiente profissional. 

Qual tipo de líder é você? Descubra com nosso teste sobre liderança!

De acordo com pessoas especialistas na área de gestão e liderança, existem 6 posicionamentos emocionais que definem pessoas líderes. Responda as perguntas a seguir seguindo o fluxograma até chegar no seu tipo de liderança!

QUANTO TEMPO VOCÊ TEM ATÉ QUE HAJA RESULTADOS DA SUA EQUIPE?

Não tenho! Tempo é dinheiro e recursos, preciso deles para ontem! (Pule para A)
Sou paciente. Entendo que progresso leva tempo. (Pule para B)

A — Como você garante que sua equipe consiga chegar nesses resultados a tempo?

Aa. Falo exatamente o que eu quero que façam. (pule para Aa)
Ab. Mostro o que é esperado que aconteça. (Pule para Ab)

Aa. VOCÊ É TIPO 1 — COMANDANTE. Leia melhor a descrição de cada tipo abaixo. 

Ab. VOCÊ É TIPO 2 — PRECURSOR. Leia melhor a descrição de cada tipo abaixo. 

B — Qual a melhor forma de demonstrar para sua equipe o que você precisa?

Ba. Somente inspirar minha equipe com um objetivo e visão bem nítidos. Confio que saberão o que fazer. (Pule para Ba).
Bb. Trabalhando com ela lado a lado para ajudar a encontrar a melhor forma. (Pule para Bb).
Bc. Trabalhar em um plano de desenvolvimento que a desafiará a fazer o seu melhor. (Pule para Bc). 

Ba. VOCÊ É TIPO 3 — VISIONÁRIO. Leia melhor a descrição de cada tipo abaixo.

Bb. Como você descreveria o seu time?
Bba. Discutimos, debatemos e solucionamos tudo juntos. (pule para Bba).
Bbb. Somos pessoas que compreendem, nos ajudamos e nos importamos com como cada pessoa se sente. (pule para Bbb).

Bba. VOCÊ É TIPO 4 — DEMOCRÁTICO. Leia melhor a descrição de cada tipo abaixo.

Bbb. VOCÊ É TIPO 5 — AFILIATIVO. Leia melhor a descrição de cada tipo abaixo.

Bc. VOCÊ É TIPO 6 — COACH. Leia melhor a descrição de cada tipo abaixo.

RESULTADOS

TIPO 1 — Comandante

  • O que é: Essa liderança toma decisões por conta própria de maneira ágil e eficaz. São pessoas bastante respeitadas e dificilmente alguém as desafia. São úteis em tempos de crise e quando decisões precisam ser tomadas rapidamente. 
  • Tipo de liderança: autocrática
  • Exemplo de Tipo 1: Winston Churchill, comandou a Inglaterra durante a Segunda Guerra Mundial a partir desse tipo de liderança. 

TIPO 2 — Precursor

  • O que é: A liderança precursora foca em táticas que sejam ágeis, com objetivo de conseguir atingir os resultados dentro do prazo. Para esse tipo de liderança, é essencial que o trabalho não tenha contratempos e que os resultados sejam rápidos. Para isso, todas as pessoas devem trabalhar de maneira a aproveitar o seu máximo potencial. A pessoa líder eventualmente mostra como o trabalho deve ser feito. 
  • Tipo de liderança: situacional
  • Exemplo de Tipo 2: Jack Welch, antigo CEO da GE que acreditava que colocar prazos era mais eficaz que micro gerenciamentos. 

TIPO 3 — Visionário

  • O que é: Tipos Visionários aparecem em momentos de transição e levam as pessoas de sua equipe a olharem o panorama geral, colocando metas ambiciosas. Normalmente, essas pessoas líderes têm como objetivo mudar o mundo a sua maneira e são bastante sonhadoras.  
  • Tipo de liderança: liberal/situacional/democrática
  • Exemplo de Tipo 3: Steve Jobs, por meio da sua visão, conseguiu alterar o rumo da indústria tecnológica.

TIPO 4 — Democrático

  • O que é: Para pessoas líderes democráticas, posição dentro da organização não importa: todas terão a mesma voz e poderão expressar suas opiniões. Esses tipos de líderes são uma ótima forma de melhorar a visão da empresa e criar melhores laços entre pessoas colaboradoras. 
  • Tipo de liderança: democrática
  • Exemplo de Tipo 4: John F. Kennedy, antigo presidente dos Estados Unidos, foi reconhecido como exemplo de líder democrático.

TIPO 5 — Afiliativo

  • O que é: Essa pessoa líder é perita em criar laços e evidenciar o lado emocional das pessoas. Para ela, o que importa é que as pessoas se sintam confortáveis e felizes, colocando isso como sua prioridade máxima. A partir disso, pessoas colaboradoras conseguem se desenvolver e evoluir continuamente. 
  • Tipo de liderança: servidora
  • Exemplo de Tipo 4: Dalai Lama é um líder mundial afiliativo que inspira confiança nas pessoas. 

TIPO 6 — Coach

  • O que é: Essas pessoas líderes são também mentoras, auxiliando as pessoas colaboradoras a atingirem seu potencial máximo. Nesse tipo de liderança, há muito feedback e comunicação entre todas as pessoas. Essas pessoas trabalham melhor em equipes que não são tão experientes. 
  • Tipo de liderança: Coaching
  • Exemplo de Tipo 4: John Wooden foi o treinador de times de basquete norte-americanos que mais ganhou campeonatos sob esse regime. 

Quais as principais responsabilidades de um líder?

Todas as responsabilidades de uma pessoa na liderança podem ser resumidas em 5 categorias principais, que são:

1) Monitorar a operação e gerenciamento

Dentro dessa categoria está: colocar metas, verificar metodologias e estruturas, reunir-se com gerentes e pessoas gestoras, etc. 

2) Motivar a equipe

Dentro dessa categoria está: fazer dinâmicas, garantir que todas as pessoas compreendam suas tarefas, dar feedbacks, etc. 

3) Monitorar resultados

Dentro dessa categoria está: reunir dados, fazer apresentações, apresentar resoluções para a equipe, projetar e calcular quanto falta para a meta ser cumprida, etc. 

4) Resolver problemas

Dentro dessa categoria está: antever possíveis mudanças e contratempos, gerenciar conflitos entre membros da equipe, lidar com alterações no cronograma, etc. 

5) Responsabilizar-se pelo bem-estar geral da equipe

Dentro dessa categoria está: cuidar para que as pessoas da equipe não tenham mais tarefas do que o recomendado, que elas não se sobrecarreguem, etc.

3 livros sobre liderança! Como ser um líder de sucesso?

Liderança: A Inteligência emocional na formação do líder de sucesso — Daniel Goleman

Daniel Goleman Liderança

Daniel Goleman é uma das pessoas mais influentes na área de inteligência emocional e mindfulness. O livro é uma compilação de textos que Goleman escreveu para o Harvard Business Review que contam com dicas essenciais para qualquer pessoa que queira desenvolver essa habilidade e colocá-la em prática em sua gestão.

Desafios da liderança (10 leituras essenciais – HBR)

Desafios de liderança HBR

A Harvard Business Review é referência em textos sobre negócios, organizações e liderança. Neste livro, está uma coletânea dos melhores textos sobre o assunto Liderança. Você poderá aprender conceitos fundamentais e lições valiosas a partir dos desafios apresentados. 

Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes — Stephen R. Covey

7 hábitos liderança

Esse é tido como um dos livros mais importantes para o mundo dos negócios. Os 7 hábitos de Covey são atemporais e podem mudar por completo a forma como as pessoas líderes se comportam dentro da organização, levando-as a serem mais produtivas e eficazes. É um livro que está constantemente na lista de best-sellers da seção. 

A liderança é uma habilidade fundamental no ambiente de trabalho e pode ser a qualidade que falta para que você conquiste o emprego dos sonhos, já que, ao colocá-la em prática, você auxilia a equipe a alcançar metas.

Agora que você já sabe o que é liderança, que tal aprender o que é pensamento sistêmico e como ele pode beneficiar uma empresa?