A área de programação é uma das que mais cresce em todo o mundo no momento. Com a possibilidade de trabalhos flexíveis, bem como com a ocorrência da transformação digital nas empresas, há um aumento nas contratações nessa área.

Para muitas pessoas, a programação vai além de uma possibilidade de carreira. E também pode ser encarada como uma habilidade complementar para áreas afins, que não trabalham diretamente com TI, mas podendo ser úteis. É o caso, por exemplo, do direito, marketing, engenharia, entre outros.

Quer começar a saber mais sobre curso de programação e entender por onde começar? Continue lendo e tire suas dúvidas sobre o tema:

  • Curso de programação para iniciantes: por onde começar?
  • Como escolher o melhor curso de programação? Dicas para não errar na escolha!
  • Curso de programação online x curso de programação presencial

Curso de programação para iniciantes: por onde começar?

A carreira de programação, dentro da TI, é sedutora e atraente, principalmente pelo fato de cada vez mais ocorrer uma demanda por pessoas qualificadas para trabalhar com tecnologia. Essa é uma demanda que cresce a cada ano, já que ainda vivemos com escassez de mão de obra qualificada nesse setor. Além disso, podemos acrescentar o crescimento no número de startups – em 4 anos, o número de unidades existentes triplicou no Brasil.

Muitas também se interessam pela área não só como uma oportunidade de trabalho direta, mas também como uma forma de complementar as habilidades necessárias para outros setores. Por exemplo, um profissional de marketing que entende sobre o tema consegue potencializar seus resultados ao longo do tempo.

A questão é que a programação exige muito estudo, dedicação e prática. Para isso, vamos mostrar quais cursos podem ser feitos nesse momento inicial. Aproveite para saber mais sobre os passos fundamentais para aprender a programar aqui.

Curso de lógica de programação

Antes de qualquer coisa, a pessoa precisa entender como funciona a lógica de programação. Ela difere, muitas vezes, da forma como lidamos com a solução de problemas em nosso cotidiano. Porém, para isso, é fundamental que o curso tenha uma boa base prática, ou você não conseguirá entender sua aplicação direta na programação.

Curso de programação: linguagens básicas

Após entender como funciona a lógica de programação e questões mais simples na prática, é hora de entender algumas linguagens de suporte que são bastante utilizadas no mercado de forma geral. São elas:

  • JavaScript;
  • Python;
  • Java

Especializações

A partir do conhecimento das linguagens básicas, você poderá ter a noção necessária para experimentar um pouco mais sobre a área. Por exemplo, poderá se tornar um desenvolvedor de aplicações, um desenvolvedor web, entre outras possibilidades.

Os cursos de especialização também podem aprofundar algum dos pontos que trouxemos acima. Há, por exemplo, o aprofundamento em JavaScript, Python, Java focado para aplicações em dispositivos móveis, entre outras opções.

Se ainda assim você estiver um pouco perdido, então aproveite e conheça o curso introdutório gratuito da Trybe. Com ele você poderá tirar as suas principais dúvidas sobre o tema e ver se realmente essa é a área na qual deseja atuar. Para realizá-lo, você deverá, em primeiro lugar, participar do processo seletivo. Saiba mais sobre ele aqui.

Como escolher o melhor curso de programação? Dicas para não errar na escolha!

Por ser um mercado bastante amplo, não faltam escolas que trabalham com cursos de programação. Porém, nem todas são, de fato, sérias, idôneas ou ensinam bem os conhecimentos. Lembre-se de que é necessário contar com o melhor para se diferenciar no mercado.

Quanto mais sólida for a sua base, melhor poderá ser sua atuação no futuro. Por isso, não deixe de escolher o melhor lugar. Vamos dar algumas dicas imperdíveis para tomar a melhor decisão a seguir.

Além da teoria

Não adianta você ser um expert na parte teórica mas ter problemas com a parte prática do curso. Afinal, há questões que não são palpáveis em nosso dia a dia e, por isso, todo o conhecimento fica muito abstrato.

A parte prática é fundamental para conseguir aplicar os conhecimentos e testar se, de fato, está compreendendo bem os fundamentos de programação

Carga horária compatível com suas expectativas

Um bom curso é aquele que permite o seu aprofundamento em seus aprendizados para trabalhar com programação. Para isso, é importante que você verifique se a carga horária está compatível com suas expectativas e com a proposta do curso.

Por exemplo, se o curso pretende formar pessoas capazes de entrarem no mercado já com a qualificação completa, a duração não pode ser curta demais, ou não terá as competências necessárias para, de fato, inserir aqueles que formarem no mercado.

O mesmo vale para a observação do currículo – verifique se ele, de fato, abrange questões modernas e necessárias sobre programação, como algoritmos, lógica de programação, linguagens importantes, metodologias ágeis, entre outros.

Ter um valor justo para a qualidade do curso

Por mais que seja um investimento em sua carreira, um curso de programação implica em custos. Muitas vezes os altos valores podem ser um grande impedimento para quem deseja mudar de área.

Não precisa ser assim. Há ótimos cursos existentes, com qualidade excelente, sem precisar despender valores exorbitantes, injustos para o cliente. Um curso de altíssima qualidade não precisa ter um custo abusivo.

Curso de programação online x curso de programação presencial

Essa é uma dúvida muito comum da maioria das pessoas que buscam um curso introdutório ou que não conhecem ainda sobre programação: vale a pena apostar na modalidade online ou a presencial é melhor?

Essa conclusão deve ser tomada com base em diversos fatores pessoais, pois desde que o curso seja bem escolhido considerando o currículo de formação, escola e seus objetivos, a escolha entre presencial ou online tem muito mais relação como o que irá funcionar melhor na sua realidade.

A modalidade à distância pode ser bem interessante para aqueles que tem uma rotina mais corrida e queiram reduzir o tempo gasto com deslocamento ou pretendem estudar de qualquer lugar, especialmente para que está pensando em uma transição de carreira, e talvez queira conciliar o estudo com outras atividades do seu dia a dia.

Já a modalidade presencial, pode fazer mais sentido para quem sente necessidade de aprender em grupo, interagindo presencialmente com outras pessoas. Outro fator que pode influenciar, é que muitas pessoas não gostam ou não conseguem manter uma boa disciplina fazendo o curso de forma remota.

Também é importante mencionar que, mesmo com opções remotas de alta qualidade, é possível interagir com outros estudantes de forma remota, por meio de plataformas online.

Ter as duas modalidades disponíveis auxilia, também, para quem tenha que lidar com questões de rotinas, trabalho, questões pessoais, entre outros.

Sendo assim, a escolha deverá ser feita de acordo com a sua rotina e aquilo que melhor se adequar ao seu dia a dia. A qualidade do curso importa mais do que a modalidade escolhida.

Um bom curso de programação é a porta de entrada para você que deseja começar uma nova rotina em sua vida, obtendo melhores resultados em sua carreira e entrando em uma área na qual há uma forte tendência de crescimento nos próximos anos!

Gostou deste conteúdo? Então não deixe de conhecer a Trybe, uma escola que oferece o curso de desenvolvimento web com mais de 1500 horas de aprendizagem com muita mão na massa e a possibilidade de desenvolver as atividades no hub ou de forma remota!

11 Shares:
Você também pode gostar