Imagine que você tem apenas alguns segundos com uma pessoa investidora para apresentar sua ideia de negócio. O futuro da sua empresa depende dessa conversa. E aí, o que você falaria? Essa é a ideia por trás do elevator pitch.

Essa ferramenta pode ser a grande oportunidade de apresentar o seu negócio para uma pessoa estratégica, que pode financiar ou alavancar o seu projeto. Mas o poder de síntese e persuasão que esse discurso exige é um desafio para pessoas empreendedoras, que certamente gostariam de falar horas e horas sobre todas as suas ideias.

Neste artigo, reunimos todas as informações sobre elevator pitch e como preparar uma apresentação perfeita para vender o seu negócio em menos de um minuto. Siga para saber tudo!

O que é o Elevator Pitch e como funciona?

Elevator pitch é uma apresentação rápida e persuasiva sobre uma ideia, direcionada a pessoas que possam impulsioná-la.

A expressão se refere a um encontro no elevador, como se você cruzasse com uma pessoa investidora ou dona de uma grande empresa e tivesse apenas o tempo de subir ou descer os andares para mostrar a sua ideia. O elevator pitch não tem um tempo exato, mas pode durar de 30 segundos a 2 minutos.

Nessa rápida conversa, você deve conseguir mostrar o valor da sua ideia e convencer essa pessoa de que merece o seu incentivo. Geralmente o pitch apresenta o contexto da ideia, o problema que ela resolve, o público que atende e o diferencial da solução — tudo isso de forma simples e persuasiva, dentro de apenas alguns segundos.

Essa expressão é bastante usada no universo das startups, que costumam realizar rodadas de investimentos em busca de recursos. Nesse momento, elas precisam apresentar rapidamente sua ideia de negócio e captar o interesse de pessoas investidoras.

Entretanto, o elevator pitch pode ser usado também em outros contextos. Por exemplo: quando você trabalha numa empresa e quer o apoio da liderança para tocar uma ideia adiante no seu setor ou quando participa de eventos e precisa ter um discurso na ponta da língua para a hora do networking.

Qual a importância do Elevator Pitch?

O objetivo do elevator pitch é mostrar o valor da sua ideia para quem você está apresentando. Como você não vai conseguir falar sobre tudo, a intenção é deixar aquela vontade de querer saber mais. É isso que vai fazer a pessoa entrar em contato depois para continuar a conversa.

Portanto, o Elevator Pitch é importante para abrir portas. É provável que a venda, o investimento, a contratação — ou qualquer que seja o objetivo do pitch — não aconteça exatamente naquele momento. Mas é a partir do elevator pitch que você consegue captar o interesse de pessoas estratégicas para chegar ao seu objetivo.

No contexto do empreendedorismo, o elevator pitch é a chance de conquistar a atenção de potenciais pessoas investidoras, sócias ou parceiras que sejam essenciais para alavancar o negócio.

Conheça a história do Elevator Pitch: como surgiu o termo?

Acredita-se que a expressão “elevator pitch” surgiu com a própria tecnologia dos elevadores. Elisha Otis, pioneiro no setor, foi também o primeiro a usar o recurso do elevator pitch para defender o valor do seu produto.

Em 1853, o empreendedor precisava mostrar que os elevadores dos edifícios eram seguros, já que a população ainda desconfiava daquela invenção. Então, em vez de preparar um discurso técnico e enfadonho, Otis mostrou a engenhosidade dos elevadores com mais criatividade.

Em um centro de convenções, diante de dezenas de pessoas, ele montou um poço de elevador aberto, que permitia seu içamento até 3 andares. Quando estava lá em cima, cortou sua corda de suporte. As pessoas se apavoraram, mas logo suspiraram aliviadas: o mecanismo de segurança do elevador freou automaticamente com segurança antes de atingir o solo.

Assim, em menos de um minuto, Otis mostrou que as pessoas poderiam confiar na sua tecnologia e comprovou o valor dos elevadores, que se popularizaram ainda mais.

Quando devo usar o Elevator Pitch?

Embora o elevator pitch seja uma prática comum no contexto das startups, esse recurso pode ser usado em outros. Veja alguns exemplos:

Captação de recursos

A captação de recursos é determinante para alavancar projetos, não só de novos negócios e produtos, mas também de produções culturais, projetos acadêmicos, obras públicas, entre outros. Portanto, o elevator pitch pode ajudar, nos mais diversos contextos, a financiar ideias.

Vendas

O discurso direto e persuasivo do elevator pitch pode ser usado para ganhar o interesse de potenciais clientes, especialmente pensando no mercado B2B. A venda pode não acontecer naquela hora, mas você ganha a oportunidade de falar mais sobre a sua solução.

Entrevistas de emprego

Em uma entrevista de emprego, você também precisa conquistar a atenção da pessoa contratante. Então, o elevator pitch pode ajudar a mostrar o que você tem de melhor e impactar a pessoa entrevistadora. Depois, ao longo da conversa ou em uma nova entrevista, você pode desenvolver mais sobre suas competências.

Quais os tipos de pitch?

Em uma tradução literal, “pitch” significa arremesso. No contexto do empreendedorismo, é uma forma de lançar uma ideia para quem possa ajudar a alcançar seu objetivo. Mas esse arremesso pode acontecer de diferentes formas, não só com o elevator pitch.

Abaixo, vamos apresentar o pitch deck e o pitch de uma frase. Além desses, há também outros seis tipos de pitch que o autor Daniel Pink aponta como sucessores do elevator pitch, no contexto da era digital em que há maior dificuldade de concentração e as plataformas se multiplicaram.

Vamos ver agora outros tipos de pitch que você pode usar:

Pitch deck

Pitch deck é a apresentação de slides usada para introduzir uma ideia de negócio. Geralmente tem de 10 a 15 slides, que apresentam de forma objetiva e atrativa o problema, a solução, o mercado e o modelo de negócio. Um dos mais famosos é o pitch deck do Airbnb.

Pitch de uma frase

O pitch de uma frase (one-sentence pitch) é uma descrição extremamente sucinta sobre a proposta de valor da sua ideia. Exige a capacidade de sintetizar em algumas palavras o que a sua empresa faz e qual problema resolve.

Pitch de uma palavra

O pitch de uma palavra é ainda mais desafiador: trata-se da forma mais resumida possível de apresentar o valor da sua ideia de negócio. É preciso identificar um único conceito que representa o que a sua ideia entrega.

Pitch de pergunta

O pitch de pergunta tem forte poder de persuasão. Em vez de afirmar o que o seu produto faz, transforme isso em uma pergunta que faça o interlocutor refletir. Assim, ele consegue entender o valor da ideia na sua própria vida.

Pitch rimado

O pitch de rima tem a intenção de facilitar o processamento da mensagem no cérebro. As rimas melhoram a memorização e o envolvimento com a ideia que você quer passar.

Email pitch

Daniel Pink propõe também o email pitch (ou subject-line pitch). O autor sugere que você tente transformar a sua ideia em uma linha de assunto de email que faça as pessoas clicarem para saber mais.

Twitter pitch

Twitter pitch é a apresentação da sua ideia em 140 caracteres, que por muito tempo foi o número limitado de caracteres que a rede social permitia usar em um post.

Pixar pitch

O pitch da Pixar propõe que você transforme a sua ideia em um pequeno storytelling. Você deve seguir esta estrutura: Era uma vez ___. Todos os dias, ___. Um dia ___. Por causa disso, ___. Até que finalmente, ___.

Qual a relação entre Elevator Pitch e prospecção?

Como vimos, um elevator pitch pode ser usado como uma ferramenta de vendas. No momento da prospecção de clientes, esse recurso serve para captar a atenção de potenciais leads, com quem você pode ter uma conversa mais aprofundada depois.

Mas o diferencial do pitch é justamente não parecer uma venda. A pessoa vendedora se distancia daquela ideia de telemarketing e constrói um discurso baseado no valor do produto para a vida de clientes, de forma simples e objetiva. Dessa forma, tende a ganhar a confiança do prospect e ter uma prospecção muito mais eficiente.

Os principais elementos que um Elevator Pitch deve ter

Agora, vamos começar a entender como construir um elevator pitch de sucesso. Para isso, é importante conhecer os principais elementos que devem estar na sua fala: problema, público, solução e diferencial.

Com esses elementos, você pode estruturar um elevator pitch baseado na seguinte frase:

Minha empresa está desenvolvendo [descrição da solução] para ajudar [segmento de público] a [explicação do problema] com [principal diferencial].

A partir daí, você pode dar um toque criativo e montar um discurso da forma que for mais eficiente para o seu objetivo. A seguir, entenda melhor o que significa cada elemento do discurso:

Problema

Responda qual problema, dor ou necessidade real do público a sua ideia resolve. Esse elemento é essencial para mostrar o impacto da sua solução para as pessoas. Basicamente, o problema mostra a diferença do seu produto para transformar a realidade de como ela é para como deveria ser.

Quanto maior for esse impacto, maior é o potencial de sucesso da ideia — e quem ouvir o seu elevator pitch precisa perceber isso.

Mas é importante que você mostre que a solução surgiu a partir da identificação de um problema, e não o contrário. Ter uma ideia de produto para depois encontrar um problema na realidade mostra imaturidade do negócio.

Público

É essencial que uma ideia seja pensada para um público específico, que enfrente o problema que você quer solucionar. Além disso, esse problema precisa ser relevante para as pessoas, se não a sua solução vai ser irrelevante na vida delas.

No elevator pitch, procure mostrar quem são essas pessoas e tenha um levantamento do tamanho desse mercado, inclusive em termos financeiros. Assim, você consegue comprovar que a ideia tem um público consistente.

Solução

Explicar a solução é apresentar a sua ideia e como ela soluciona o problema do seu público. Mas, neste momento, é importante simplificar. Sabemos que a sua ideia pode ser incrível, mas o interlocutor precisa entender fácil e rapidamente o valor que você entrega. Imagine que você está falando com uma criança, que não vai entender termos técnicos e complicados.

Aqui você também pode falar sobre o modelo de negócio, ou seja, como você estrutura o negócio e gera receita para entregar essa solução de forma sustentável. Para uma potencial pessoa sócia ou investidora, é essencial entender as formas de sustentação dessa ideia.

Diferencial

Imagine que podem existir várias ideias como a sua. Mas o que você tem de diferencial que merece a atenção e interesse do seu interlocutor? Você pode falar que entrega alguma inovação no modelo de negócio, que tem uma equipe incomparável, que atende um mercado ainda desatendido, entre outros diferenciais.

Mais uma vez, pense em diferenciais que sejam relevantes para o público e o mercado. O seu interlocutor deve perceber que esse diferencial pode representar alguma vantagem para a sua ideia.

Como criar um Elevator Pitch? O passo a passo!

Agora é hora de montar o seu elevator pitch. Você já conhece os principais elementos. Então, vamos ver passo a passo como planejar e estruturar o seu discurso. Acompanhe:

1. Domine a sua ideia

Apesar de ser conciso, um elevator pitch não pode ser superficial. Você precisa demonstrar que domina toda a ideia que está por trás daquele texto objetivo e direto. Por isso, estude bem a sua ideia, identifique seus pontos-chave e perceba se há alguma ponta solta.

2. Entenda o seu público-alvo

Você precisa entender o público-alvo da sua ideia, mas aqui estamos falando das pessoas que vão ouvir o seu elevator pitch. Entenda o seu perfil, seus interesses, o que é importante para elas e qual a melhor forma de comunicação. Assim você pode pensar em um discurso mais interessante.

3. Defina uma estratégia

Planeje uma estratégia para construir o seu discurso. Você pode ir pelo caminho da empatia com o público, pode impactar com dados, fazer uma demonstração, entre outras estratégias. Mas pense sempre na abordagem que melhor se comunique com o seu público.

4. Pesquise referências de elevator pitch

Existem várias formas de elaborar um elevator pitch. Para aguçar sua criatividade, vale a pena pesquisar referências de pitch pela internet e até participar de eventos abertos que promovam esse tipo de apresentação. Você vai ter várias ideias para montar um discurso único e marcante.

5. Prepare-se para diferentes momentos

Prepare diferentes versões do seu elevator pitch. Provavelmente você vai apresentar sua ideia para diferentes pessoas em diversos contextos. E o discurso não pode ser o mesmo para todo mundo, ou vai se tornar desinteressante.

6. Monitore o tempo

Quando você está escrevendo, pode ter uma ideia equivocada do tempo de fala. Então, ensaie e monitore quanto tempo você leva para apresentar o seu pitch. Quando estiver ensaiando para uma apresentação específica, informe-se sobre o tempo limite e adapte o discurso para não o extrapolar.

7. Pratique e aperfeiçoe o discurso

Um dos segredos do sucesso de um pitch é a prática. Você precisa ter o discurso na ponta da língua, mas de forma que você fale naturalmente, sem parecer ensaiado. Se perceber que não está bom, volte e repense o discurso, até que faça sentido. Dessa forma, você vai se preparar para encontros inesperados, que podem ser mais comuns do que você imagina.

O que falar/fazer durante o seu Elevator Pitch? Veja 6 dicas!

Já está com o seu elevator pitch pronto? Então, vamos ver agora algumas dicas sobre o que fazer ou falar durante a sua apresentação!

1. Comece com uma frase de impacto

No início de uma apresentação, as pessoas ainda podem estar distraídas, olhando o celular ou pensando no pitch anterior. Então, o início da fala é essencial para captar a atenção do seu interlocutor. Comece com uma frase de impacto — uma pergunta ou um dado desconcertante, por exemplo.

2. Conecte-se com a sua audiência

Crie uma forma de conexão com a audiência. Além de alinhar a sua linguagem, olhe nos olhos das pessoas, faça perguntas que se conectem com a realidade delas e estabeleça uma conversa horizontal. Procure se parecer com colegas ou uma pessoa consultora, não uma vendedora que não para de falar.

3. Mantenha uma postura segura e entusiasmada

Demonstre confiança e entusiasmo para envolver a audiência. Se não, ninguém vai comprar a sua ideia nem se sentir motivado a participar do seu projeto. É claro que, para espantar a insegurança e a apatia, é preciso treinar bastante.

4. Faça perguntas

Fazer perguntas é uma forma de engajar a audiência. Se a pessoa não está prestando atenção, a pergunta tem o papel de provocar o pensamento e retomar o interesse no seu discurso. Você pode fazer isso no início, durante ou ao final da fala, dependendo da sua estratégia.

5. Finalize o discurso

Deixe uma frase de impacto ao fim da fala para manter a sua ideia na mente das pessoas. Muitas pessoas apresentadoras não sabem finalizar o discurso e acabam criando um clima desconfortável na audiência, que não sabe se terminou, se deve aplaudir ou esperar mais.

6. Deixe uma forma de contato

Depois de um elevator pitch, o seu objetivo é continuar a conversa e aprofundar a sua ideia, não é? Então, garanta que a pessoa tem uma forma de contato com você. Deixe um cartão de visita, informe seu email ou, se houver abertura, já marque uma reunião.

Erros para evitar durante o seu Elevator Pitch: o que não falar/fazer?

Agora que você já tem as dicas do que fazer na apresentação do seu elevator pitch, saiba também o que NÃO fazer. Existem alguns erros comuns que você deve evitar:

Tratar como uma venda

O elevator pitch pode ser usado para vender produtos e serviços, mas não é exatamente um discurso de venda. Você não quer que a pessoa compre naquele momento, porque isso pode ser invasivo. Em vez disso, procure mostrar como a sua ideia tem impacto.

Falar rápido demais

Mantenha a serenidade. Falar rápido demais demonstra insegurança e ainda pode dificultar a compreensão do que você está falando. Uma boa dica para isso é treinar a respiração enquanto você pratica o pitch em casa.

Ser prolixo

O elevator pitch precisa ser objetivo. Você tem pouco tempo para mostrar como a sua ideia é interessante! Então, ser uma pessoa prolixa pode atrapalhar o seu objetivo. Procure simplificar as frases, enxugar ao máximo as falas e focar no que realmente interessa.

Usar termos muito técnicos

Geralmente o pitch é apresentado a pessoas leigas, que não atuam no seu mercado. Por isso, evite jargões e termos técnicos da sua área de atuação. Talvez você queira impressionar com essas palavras, mas elas tendem a dificultar a compreensão da sua ideia.

3 exemplos de Elevator Pitch para você se inspirar!

Lembra que dissemos para você buscar referências de pitch para despertar sua criatividade? Agora, vamos ajudar você com três exemplos de elevator pitch como inspiração! Confira:

Malalai

O elevator pitch da startup Malalai foi apresentado em um programa do Sebrae Minas. Priscila, responsável pelo projeto, utilizou a estratégia de criar empatia, embasada em um storytelling que encantou seu interlocutor.

Perceba também que a empreendedora demonstra conhecimento e brilho nos olhos pelo que faz — o que é capaz de mostrar o potencial da sua ideia e envolver a audiência.

INCORPORAR: https://www.youtube.com/watch?v=sQQc3Y8e4i8

ContaAzul

O ContaAzul, que é um software de gestão para pequenas empresas, elaborou uma frase que sintetiza o seu negócio e serve de base para a elaboração do elevator pitch:

“O ContaAzul é um software de gestão simples e eficiente PARA micro e pequenas empresas brasileiras QUE têm pouco conhecimento sobre gestão e pouco tempo para cuidar das finanças. O ContaAzul é como um sistema ERP, mas DIFERENTEMENTE de soluções antigas, é 100% online e muito fácil de usar”.

Veja que a frase traz todos os elementos principais do elevator pitch que apresentamos antes: problema (pouco conhecimento e pouco tempo), público (micro e pequenas empresas), solução (software de gestão simples e eficiente) e diferencial (online e fácil de usar).

Multiweb

A Multiweb é outro projeto que participou do programa do Sebrae Minas, em 2017. Bruno Camargos, responsável pela startup, apresentou sua ideia de plataforma de e-commerce multifuncional em 40 segundos.

O empreendedor iniciou sua fala com alguns questionamentos sobre o cenário do e-commerce no Brasil e as dores do seu público. Em seguida, falou da sua experiência no mercado digital, explicou sua ideia de negócio e mostrou o valor que entrega a pessoas lojistas virtuais. Ao final, deixou um convite: “topa me ajudar a mudar o cenário do e-commerce brasileiro?”.

INCORPORAR: https://youtu.be/N8bnIZS79Kk?t=206

Gostou de ver alguns exemplos? Agora você já tem referências e todas as informações que precisa para elaborar o seu elevator pitch. Essa ferramenta é essencial para apresentar suas ideias, além de um ótimo exercício para ver se o que você imaginou realmente faz sentido.Dessa forma, o elevator pitch pode ser a porta de entrada para o sucesso da sua ideia! Agora, leia também sobre como é trabalhar em uma startup e os desafios desse tipo de negócio.

Imagine que você tem apenas alguns segundos com uma pessoa investidora para apresentar sua ideia de negócio. O futuro da sua empresa depende dessa conversa. E aí, o que você falaria? Essa é a ideia por trás do elevator pitch.

Essa ferramenta pode ser a grande oportunidade de apresentar o seu negócio para uma pessoa estratégica, que pode financiar ou alavancar o seu projeto. Mas o poder de síntese e persuasão que esse discurso exige é um desafio para pessoas empreendedoras, que certamente gostariam de falar horas e horas sobre todas as suas ideias.

Neste artigo, reunimos todas as informações sobre elevator pitch e como preparar uma apresentação perfeita para vender o seu negócio em menos de um minuto. Siga para saber tudo!

  • O que é o Elevator Pitch e como funciona?
  • Qual a importância do Elevator Pitch?
  • Conheça a história do Elevator Pitch: como surgiu o termo?
  • Quando devo usar o Elevator Pitch?
  • Quais os tipos de pitch?
  • Qual a relação entre Elevator Pitch e prospecção?
  • Os principais elementos que um Elevator Pitch deve ter
  • Como criar um Elevator Pitch? O passo a passo!
  • O que falar/fazer durante o seu Elevator Pitch? Veja 6 dicas!
  • Erros para evitar durante o seu Elevator Pitch: o que não falar/fazer?
  • 3 exemplos de Elevator Pitch para você se inspirar!

O que é o Elevator Pitch e como funciona?

Elevator pitch é uma apresentação rápida e persuasiva sobre uma ideia, direcionada a pessoas que possam impulsioná-la.

A expressão se refere a um encontro no elevador, como se você cruzasse com uma pessoa investidora ou dona de uma grande empresa e tivesse apenas o tempo de subir ou descer os andares para mostrar a sua ideia. O elevator pitch não tem um tempo exato, mas pode durar de 30 segundos a 2 minutos.

Nessa rápida conversa, você deve conseguir mostrar o valor da sua ideia e convencer essa pessoa de que merece o seu incentivo. Geralmente o pitch apresenta o contexto da ideia, o problema que ela resolve, o público que atende e o diferencial da solução — tudo isso de forma simples e persuasiva, dentro de apenas alguns segundos.

Essa expressão é bastante usada no universo das startups, que costumam realizar rodadas de investimentos em busca de recursos. Nesse momento, elas precisam apresentar rapidamente sua ideia de negócio e captar o interesse de pessoas investidoras.

Entretanto, o elevator pitch pode ser usado também em outros contextos. Por exemplo: quando você trabalha numa empresa e quer o apoio da liderança para tocar uma ideia adiante no seu setor ou quando participa de eventos e precisa ter um discurso na ponta da língua para a hora do networking.

Qual a importância do Elevator Pitch?

O objetivo do elevator pitch é mostrar o valor da sua ideia para quem você está apresentando. Como você não vai conseguir falar sobre tudo, a intenção é deixar aquela vontade de querer saber mais. É isso que vai fazer a pessoa entrar em contato depois para continuar a conversa.

Portanto, o Elevator Pitch é importante para abrir portas. É provável que a venda, o investimento, a contratação — ou qualquer que seja o objetivo do pitch — não aconteça exatamente naquele momento. Mas é a partir do elevator pitch que você consegue captar o interesse de pessoas estratégicas para chegar ao seu objetivo.

No contexto do empreendedorismo, o elevator pitch é a chance de conquistar a atenção de potenciais pessoas investidoras, sócias ou parceiras que sejam essenciais para alavancar o negócio.

Conheça a história do Elevator Pitch: como surgiu o termo?

Acredita-se que a expressão “elevator pitch” surgiu com a própria tecnologia dos elevadores. Elisha Otis, pioneiro no setor, foi também o primeiro a usar o recurso do elevator pitch para defender o valor do seu produto.

Em 1853, o empreendedor precisava mostrar que os elevadores dos edifícios eram seguros, já que a população ainda desconfiava daquela invenção. Então, em vez de preparar um discurso técnico e enfadonho, Otis mostrou a engenhosidade dos elevadores com mais criatividade.

Em um centro de convenções, diante de dezenas de pessoas, ele montou um poço de elevador aberto, que permitia seu içamento até 3 andares. Quando estava lá em cima, cortou sua corda de suporte. As pessoas se apavoraram, mas logo suspiraram aliviadas: o mecanismo de segurança do elevador freou automaticamente com segurança antes de atingir o solo.

Assim, em menos de um minuto, Otis mostrou que as pessoas poderiam confiar na sua tecnologia e comprovou o valor dos elevadores, que se popularizaram ainda mais.

Quando devo usar o Elevator Pitch?

Embora o elevator pitch seja uma prática comum no contexto das startups, esse recurso pode ser usado em outros. Veja alguns exemplos:

Captação de recursos

A captação de recursos é determinante para alavancar projetos, não só de novos negócios e produtos, mas também de produções culturais, projetos acadêmicos, obras públicas, entre outros. Portanto, o elevator pitch pode ajudar, nos mais diversos contextos, a financiar ideias.

Vendas

O discurso direto e persuasivo do elevator pitch pode ser usado para ganhar o interesse de potenciais clientes, especialmente pensando no mercado B2B. A venda pode não acontecer naquela hora, mas você ganha a oportunidade de falar mais sobre a sua solução.

Entrevistas de emprego

Em uma entrevista de emprego, você também precisa conquistar a atenção da pessoa contratante. Então, o elevator pitch pode ajudar a mostrar o que você tem de melhor e impactar a pessoa entrevistadora. Depois, ao longo da conversa ou em uma nova entrevista, você pode desenvolver mais sobre suas competências.

Quais os tipos de pitch?

Em uma tradução literal, “pitch” significa arremesso. No contexto do empreendedorismo, é uma forma de lançar uma ideia para quem possa ajudar a alcançar seu objetivo. Mas esse arremesso pode acontecer de diferentes formas, não só com o elevator pitch.

Abaixo, vamos apresentar o pitch deck e o pitch de uma frase. Além desses, há também outros seis tipos de pitch que o autor Daniel Pink aponta como sucessores do elevator pitch, no contexto da era digital em que há maior dificuldade de concentração e as plataformas se multiplicaram.

Vamos ver agora outros tipos de pitch que você pode usar:

Pitch deck

Pitch deck é a apresentação de slides usada para introduzir uma ideia de negócio. Geralmente tem de 10 a 15 slides, que apresentam de forma objetiva e atrativa o problema, a solução, o mercado e o modelo de negócio. Um dos mais famosos é o pitch deck do Airbnb.

Pitch de uma frase

O pitch de uma frase (one-sentence pitch) é uma descrição extremamente sucinta sobre a proposta de valor da sua ideia. Exige a capacidade de sintetizar em algumas palavras o que a sua empresa faz e qual problema resolve.

Pitch de uma palavra

O pitch de uma palavra é ainda mais desafiador: trata-se da forma mais resumida possível de apresentar o valor da sua ideia de negócio. É preciso identificar um único conceito que representa o que a sua ideia entrega.

Pitch de pergunta

O pitch de pergunta tem forte poder de persuasão. Em vez de afirmar o que o seu produto faz, transforme isso em uma pergunta que faça o interlocutor refletir. Assim, ele consegue entender o valor da ideia na sua própria vida.

Pitch rimado

O pitch de rima tem a intenção de facilitar o processamento da mensagem no cérebro. As rimas melhoram a memorização e o envolvimento com a ideia que você quer passar.

Email pitch

Daniel Pink propõe também o email pitch (ou subject-line pitch). O autor sugere que você tente transformar a sua ideia em uma linha de assunto de email que faça as pessoas clicarem para saber mais.

Twitter pitch

Twitter pitch é a apresentação da sua ideia em 140 caracteres, que por muito tempo foi o número limitado de caracteres que a rede social permitia usar em um post.

Pixar pitch

O pitch da Pixar propõe que você transforme a sua ideia em um pequeno storytelling. Você deve seguir esta estrutura: Era uma vez ___. Todos os dias, ___. Um dia ___. Por causa disso, ___. Até que finalmente, ___.

Qual a relação entre Elevator Pitch e prospecção?

Como vimos, um elevator pitch pode ser usado como uma ferramenta de vendas. No momento da prospecção de clientes, esse recurso serve para captar a atenção de potenciais leads, com quem você pode ter uma conversa mais aprofundada depois.

Mas o diferencial do pitch é justamente não parecer uma venda. A pessoa vendedora se distancia daquela ideia de telemarketing e constrói um discurso baseado no valor do produto para a vida de clientes, de forma simples e objetiva. Dessa forma, tende a ganhar a confiança do prospect e ter uma prospecção muito mais eficiente.

Os principais elementos que um Elevator Pitch deve ter

Agora, vamos começar a entender como construir um elevator pitch de sucesso. Para isso, é importante conhecer os principais elementos que devem estar na sua fala: problema, público, solução e diferencial.

Com esses elementos, você pode estruturar um elevator pitch baseado na seguinte frase:

Minha empresa está desenvolvendo [descrição da solução] para ajudar [segmento de público] a [explicação do problema] com [principal diferencial].

A partir daí, você pode dar um toque criativo e montar um discurso da forma que for mais eficiente para o seu objetivo. A seguir, entenda melhor o que significa cada elemento do discurso:

Problema

Responda qual problema, dor ou necessidade real do público a sua ideia resolve. Esse elemento é essencial para mostrar o impacto da sua solução para as pessoas. Basicamente, o problema mostra a diferença do seu produto para transformar a realidade de como ela é para como deveria ser.

Quanto maior for esse impacto, maior é o potencial de sucesso da ideia — e quem ouvir o seu elevator pitch precisa perceber isso.

Mas é importante que você mostre que a solução surgiu a partir da identificação de um problema, e não o contrário. Ter uma ideia de produto para depois encontrar um problema na realidade mostra imaturidade do negócio.

Público

É essencial que uma ideia seja pensada para um público específico, que enfrente o problema que você quer solucionar. Além disso, esse problema precisa ser relevante para as pessoas, se não a sua solução vai ser irrelevante na vida delas.

No elevator pitch, procure mostrar quem são essas pessoas e tenha um levantamento do tamanho desse mercado, inclusive em termos financeiros. Assim, você consegue comprovar que a ideia tem um público consistente.

Solução

Explicar a solução é apresentar a sua ideia e como ela soluciona o problema do seu público. Mas, neste momento, é importante simplificar. Sabemos que a sua ideia pode ser incrível, mas o interlocutor precisa entender fácil e rapidamente o valor que você entrega. Imagine que você está falando com uma criança, que não vai entender termos técnicos e complicados.

Aqui você também pode falar sobre o modelo de negócio, ou seja, como você estrutura o negócio e gera receita para entregar essa solução de forma sustentável. Para uma potencial pessoa sócia ou investidora, é essencial entender as formas de sustentação dessa ideia.

Diferencial

Imagine que podem existir várias ideias como a sua. Mas o que você tem de diferencial que merece a atenção e interesse do seu interlocutor? Você pode falar que entrega alguma inovação no modelo de negócio, que tem uma equipe incomparável, que atende um mercado ainda desatendido, entre outros diferenciais.

Mais uma vez, pense em diferenciais que sejam relevantes para o público e o mercado. O seu interlocutor deve perceber que esse diferencial pode representar alguma vantagem para a sua ideia.

Como criar um Elevator Pitch? O passo a passo!

Agora é hora de montar o seu elevator pitch. Você já conhece os principais elementos. Então, vamos ver passo a passo como planejar e estruturar o seu discurso. Acompanhe:

1. Domine a sua ideia

Apesar de ser conciso, um elevator pitch não pode ser superficial. Você precisa demonstrar que domina toda a ideia que está por trás daquele texto objetivo e direto. Por isso, estude bem a sua ideia, identifique seus pontos-chave e perceba se há alguma ponta solta.

2. Entenda o seu público-alvo

Você precisa entender o público-alvo da sua ideia, mas aqui estamos falando das pessoas que vão ouvir o seu elevator pitch. Entenda o seu perfil, seus interesses, o que é importante para elas e qual a melhor forma de comunicação. Assim você pode pensar em um discurso mais interessante.

3. Defina uma estratégia

Planeje uma estratégia para construir o seu discurso. Você pode ir pelo caminho da empatia com o público, pode impactar com dados, fazer uma demonstração, entre outras estratégias. Mas pense sempre na abordagem que melhor se comunique com o seu público.

4. Pesquise referências de elevator pitch

Existem várias formas de elaborar um elevator pitch. Para aguçar sua criatividade, vale a pena pesquisar referências de pitch pela internet e até participar de eventos abertos que promovam esse tipo de apresentação. Você vai ter várias ideias para montar um discurso único e marcante.

5. Prepare-se para diferentes momentos

Prepare diferentes versões do seu elevator pitch. Provavelmente você vai apresentar sua ideia para diferentes pessoas em diversos contextos. E o discurso não pode ser o mesmo para todo mundo, ou vai se tornar desinteressante.

6. Monitore o tempo

Quando você está escrevendo, pode ter uma ideia equivocada do tempo de fala. Então, ensaie e monitore quanto tempo você leva para apresentar o seu pitch. Quando estiver ensaiando para uma apresentação específica, informe-se sobre o tempo limite e adapte o discurso para não o extrapolar.

7. Pratique e aperfeiçoe o discurso

Um dos segredos do sucesso de um pitch é a prática. Você precisa ter o discurso na ponta da língua, mas de forma que você fale naturalmente, sem parecer ensaiado. Se perceber que não está bom, volte e repense o discurso, até que faça sentido. Dessa forma, você vai se preparar para encontros inesperados, que podem ser mais comuns do que você imagina.

O que falar/fazer durante o seu Elevator Pitch? Veja 6 dicas!

Já está com o seu elevator pitch pronto? Então, vamos ver agora algumas dicas sobre o que fazer ou falar durante a sua apresentação!

1. Comece com uma frase de impacto

No início de uma apresentação, as pessoas ainda podem estar distraídas, olhando o celular ou pensando no pitch anterior. Então, o início da fala é essencial para captar a atenção do seu interlocutor. Comece com uma frase de impacto — uma pergunta ou um dado desconcertante, por exemplo.

2. Conecte-se com a sua audiência

Crie uma forma de conexão com a audiência. Além de alinhar a sua linguagem, olhe nos olhos das pessoas, faça perguntas que se conectem com a realidade delas e estabeleça uma conversa horizontal. Procure se parecer com colegas ou uma pessoa consultora, não uma vendedora que não para de falar.

3. Mantenha uma postura segura e entusiasmada

Demonstre confiança e entusiasmo para envolver a audiência. Se não, ninguém vai comprar a sua ideia nem se sentir motivado a participar do seu projeto. É claro que, para espantar a insegurança e a apatia, é preciso treinar bastante.

4. Faça perguntas

Fazer perguntas é uma forma de engajar a audiência. Se a pessoa não está prestando atenção, a pergunta tem o papel de provocar o pensamento e retomar o interesse no seu discurso. Você pode fazer isso no início, durante ou ao final da fala, dependendo da sua estratégia.

5. Finalize o discurso

Deixe uma frase de impacto ao fim da fala para manter a sua ideia na mente das pessoas. Muitas pessoas apresentadoras não sabem finalizar o discurso e acabam criando um clima desconfortável na audiência, que não sabe se terminou, se deve aplaudir ou esperar mais.

6. Deixe uma forma de contato

Depois de um elevator pitch, o seu objetivo é continuar a conversa e aprofundar a sua ideia, não é? Então, garanta que a pessoa tem uma forma de contato com você. Deixe um cartão de visita, informe seu email ou, se houver abertura, já marque uma reunião.

Erros para evitar durante o seu Elevator Pitch: o que não falar/fazer?

Agora que você já tem as dicas do que fazer na apresentação do seu elevator pitch, saiba também o que NÃO fazer. Existem alguns erros comuns que você deve evitar:

Tratar como uma venda

O elevator pitch pode ser usado para vender produtos e serviços, mas não é exatamente um discurso de venda. Você não quer que a pessoa compre naquele momento, porque isso pode ser invasivo. Em vez disso, procure mostrar como a sua ideia tem impacto.

Falar rápido demais

Mantenha a serenidade. Falar rápido demais demonstra insegurança e ainda pode dificultar a compreensão do que você está falando. Uma boa dica para isso é treinar a respiração enquanto você pratica o pitch em casa.

Ser prolixo

O elevator pitch precisa ser objetivo. Você tem pouco tempo para mostrar como a sua ideia é interessante! Então, ser uma pessoa prolixa pode atrapalhar o seu objetivo. Procure simplificar as frases, enxugar ao máximo as falas e focar no que realmente interessa.

Usar termos muito técnicos

Geralmente o pitch é apresentado a pessoas leigas, que não atuam no seu mercado. Por isso, evite jargões e termos técnicos da sua área de atuação. Talvez você queira impressionar com essas palavras, mas elas tendem a dificultar a compreensão da sua ideia.

3 exemplos de Elevator Pitch para você se inspirar!

Lembra que dissemos para você buscar referências de pitch para despertar sua criatividade? Agora, vamos ajudar você com três exemplos de elevator pitch como inspiração! Confira:

Malalai

O elevator pitch da startup Malalai foi apresentado em um programa do Sebrae Minas. Priscila, responsável pelo projeto, utilizou a estratégia de criar empatia, embasada em um storytelling que encantou seu interlocutor.

Perceba também que a empreendedora demonstra conhecimento e brilho nos olhos pelo que faz — o que é capaz de mostrar o potencial da sua ideia e envolver a audiência.

ContaAzul

O ContaAzul, que é um software de gestão para pequenas empresas, elaborou uma frase que sintetiza o seu negócio e serve de base para a elaboração do elevator pitch:

“O ContaAzul é um software de gestão simples e eficiente PARA micro e pequenas empresas brasileiras QUE têm pouco conhecimento sobre gestão e pouco tempo para cuidar das finanças. O ContaAzul é como um sistema ERP, mas DIFERENTEMENTE de soluções antigas, é 100% online e muito fácil de usar”.

Veja que a frase traz todos os elementos principais do elevator pitch que apresentamos antes: problema (pouco conhecimento e pouco tempo), público (micro e pequenas empresas), solução (software de gestão simples e eficiente) e diferencial (online e fácil de usar).

Multiweb

A Multiweb é outro projeto que participou do programa do Sebrae Minas, em 2017. Bruno Camargos, responsável pela startup, apresentou sua ideia de plataforma de e-commerce multifuncional em 40 segundos.

O empreendedor iniciou sua fala com alguns questionamentos sobre o cenário do e-commerce no Brasil e as dores do seu público. Em seguida, falou da sua experiência no mercado digital, explicou sua ideia de negócio e mostrou o valor que entrega a pessoas lojistas virtuais. Ao final, deixou um convite: “topa me ajudar a mudar o cenário do e-commerce brasileiro?”.

Gostou de ver alguns exemplos? Agora você já tem referências e todas as informações que precisa para elaborar o seu elevator pitch. Essa ferramenta é essencial para apresentar suas ideias, além de um ótimo exercício para ver se o que você imaginou realmente faz sentido. Dessa forma, o elevator pitch pode ser a porta de entrada para o sucesso da sua ideia!

Agora, leia também sobre como é trabalhar em uma startup e os desafios desse tipo de negócio.

Você também pode gostar