A empresa de telecomunicações Verizon anunciou uma parceria com a filial da automobilística Audi dos Estados Unidos para adicionar conexão 5G à linha de veículos da fabricante até 2024. 

Este novo patamar de conectividade oferecerá aos automóveis recursos como: melhor desempenho de software, navegação aprimorada, e maior velocidade no streaming de música e vídeo. 

A parceria representa a iniciativa mais recente para melhorar a conexão em novos modelos de automóveis que contam com softwares mais avançados em relação aos antigos carros analógicos. 

A novidade ainda chega em um momento em que as empresas automobilísticas estão explorando novas tecnologias, como a chamada comunicação “vehicle-to-everything” (V2X) – um sistema que permite a transferência de informações entre um automóvel e tudo que possa afetá-lo ou ser afetado por ele ao seu redor – para melhorar a segurança e a experiência de condução no futuro.

Estreia em 2024

Segundo a Audi e a Verizon, os primeiros modelos a contar com a tecnologia 5G Ultra Wideband vão estrear apenas em 2024. Esta conectividade aprimorada será essencial para alguns recursos futurísticos, como novos serviços de mobilidade e ferramentas inovadoras de assistência ao motorista.

Empresa com um logomarca do 5G.
A Federal Communications Commission (FCC) determinou que o espectro na banda 5.9GHz deverá ser utilizado especificamente para esse propósito e apenas para aplicações V2X.

A Audi já coleciona um histórico de pioneirismo no campo da conectividade em veículos, sendo uma das primeiras fabricantes a introduzir o Wi-Fi em automóveis, além do 4G LTE, a partir do modelo Audi A3 em 2015.

A fabricante também está na lista das primeiras companhias a testar a comunicação V2X, apresentando um recurso que permite que seus carros se comuniquem com um sistema de tráfego municipal com o objetivo de oferecer previsões inteligentes sobre as condições do trânsito. 

De acordo com a Audi, essa comunicação entre o veículo e a infraestrutura oferece uma característica “high-tech” aos seus automóveis, incentivando os clientes a comprarem pacotes de assinatura para terem acesso a novos recursos. 

A comunicação entre carros é feita através da troca de dados por meio de um espectro de banda ainda não licenciado chamado Dedicated Short Range Communications (DSRC), utilizando uma tecnologia similar ao Wi-Fi.

A agência reguladora dos EUA Federal Communications Commission (FCC) determinou que o espectro na banda 5.9GHz deverá ser utilizado especificamente para esse propósito e apenas para aplicações V2X, o que inclui a comunicação entre um carro e outros automóveis, semáforos, telefones, entre outros. 

Promessas do 5G

O 5G, como o próprio nome indica, corresponde à quinta geração da tecnologia de conexão móvel, com a promessa de ser 100 vezes mais rápida que o 4G LTE. 

No entanto, a realidade é que a sua infraestrutura está demandando um tempo maior do que o esperado para ser construída, e muitos smartphones que utilizam o 5G ainda não oferecem uma velocidade superior ao 4G.

Ainda assim, as altas expectativas em relação ao potencial da quinta geração de conexão móvel têm incentivado outras fabricantes de automóveis. No ano passado, a General Motors e a AT&T anunciaram uma parceria similar à da Verizon e Audi para equipar os modelos Chevrolet, Buick, Cadillac e GMC em 2024. 

Segundo a Audi, a empresa está pronta para colaborar com departamentos estaduais de transportes, além de fornecedoras de infraestrutura e de tecnologia para desenvolver uma comunicação V2X móvel capaz de proteger as pessoas, incluindo pedestres, crianças em áreas escolares, equipes de manutenção das estradas e ciclistas.

Você também pode gostar