Como parte da sua estratégia nacional de inteligência artificial, Singapura anunciou dois novos programas para promover a adoção da tecnologia nos setores governamentais e financeiros. O país ainda pretende investir mais de US$ 130 milhões em pesquisa e inovação em áreas como saúde e educação. 

De acordo com um comunicado da Smart Nation and Digital Government Office (SNDGO), o objetivo de um dos programas é fortalecer o planejamento e criação de políticas públicas, fornecer serviços mais personalizados e responsivos, além de otimizar os processos do governo.

Uma das aplicações da tecnologia inclui um sistema de vídeo, já utilizado pelo governo,  que oferece informações em tempo real sobre a quantidade de pessoas em parques, jardins e reservas naturais na ilha. Dessa forma, as pessoas podem tomar decisões mais informadas sobre quais lugares frequentar para manter o distanciamento social. 

Smart Nation and Digital Government Office (SNDGO).
De acordo com um comunicado da Smart Nation and Digital Government Office (SNDGO), o objetivo de um dos programas é fortalecer o planejamento e criação de políticas públicas.

A Urban Redevelopment Authority (URA) também está desenvolvendo uma ferramenta de inteligência artificial para auxiliar no design e planejamento urbano, permitindo que os profissionais da área utilizem a tecnologia para criar projetos mais sustentáveis e adaptáveis. 

Para impulsionar o mercado de trabalho, o portal de empregos do governo conta com o software JumpStart, que utiliza inteligência artificial para processar milhares de vagas de emprego e é capaz de melhorar o recrutamento de profissionais em 20%. 

Investimentos verdes

O segundo programa nacional anunciado nesta segunda-feira (8) será focado no setor de serviços financeiros. O objetivo, neste caso, é fortalecer o gerenciamento de risco, a concorrência entre empresas e a entrega de serviço ao cliente.

Assim como o primeiro programa, este também contará com um foco em sustentabilidade, com o governo anunciando mais de US$ 185 milhões em investimentos verdes na região de Asean na próxima década.

Para auxiliar as instituições financeiras a aproveitar essas oportunidades, o programa nacional de inteligência artificial vai desenvolver uma plataforma capaz de gerar insights sobre riscos financeiros e, assim, ajudar as organizações a avaliar o impacto ambiental das empresas e identificar riscos ambientais emergentes.

Outro projeto em desenvolvimento é a plataforma COSMIC, que permite que instituições financeiras compartilhem informações sobre clientes ou transações que ultrapassem os limites de risco material, utilizando inteligência artificial para identificar e prevenir redes ilícitas. 

Investimentos em educação

As iniciativas anunciadas pelo governo envolvem uma série de instituições e agências governamentais. Portanto, o sucesso do programa dependerá de uma colaboração ativa para construir soluções capazes de atingir os objetivos esperados. 

Singapura já vem demonstrando seu interesse em investir em inteligência artificial nos últimos anos. Os novos programas governamentais representam apenas o passo mais recente do país nessa direção.

Nos últimos três anos, mais de 5 mil profissionais receberam treinamentos e foram qualificados pelo programa AI for Industry. Além disso, 180 engenheiros de inteligência artificial foram treinados pela iniciativa AI Apprenticeship. 
Com o objetivo de introduzir a tecnologia cada vez mais cedo no ensino de crianças e jovens, o Ministério da Educação de Singapura aprimorou as competências digitais básicas no Ensino Superior, além de aprofundar os conteúdos relacionados a competências digitais e de inteligência artificial em seu Programa Nacional de Alfabetização Digital.

Deixe um comentário
Você também pode gostar