Depois de um ano e meio experimentando novos modelos de trabalho por conta da pandemia do novo coronavírus, muitas empresas já começaram a instituir o home office como modalidade oficial. A Algar Tech, multinacional especializada em processos de negócios de relacionamento com clientes e gestão do ambiente de tecnologia, é uma das companhias que vai tornar o expediente remoto definitivo para boa parte da equipe mesmo com a retomada das atividades.

A companhia decidiu que 43% das posições de atendimento vão seguir trabalhando no modelo 100% home office mesmo depois do fim da pandemia. A decisão foi tomada pelos times envolvidos, que pertencem a diversos segmentos na área de Gestão do Relacionamento com o Cliente, entre eles os setores financeiro, telecom, automotivo e de bens de consumo.

“Elegemos duas prioridades: a saúde das pessoas e a saúde do negócio. No início da pandemia, em apenas uma semana, migramos dois mil colaboradores e, em três semanas, já tínhamos alcançado 80%. Hoje, seguimos com 90% atuando remotamente, de um total de 12 mil pessoas”, afirma Luciana Gonçalves, diretora de Gente, Estratégia e Marca da Algar Tech.

A decisão de oficializar o home office foi o resultado de um processo de experimentação que ganhou corpo em junho de 2020, quando as medidas de isolamento já começavam a ser flexibilizadas. À época, a empresa tornou permanente a modalidade conhecida como “Anywhere Office” para staff e comercial.

Cerca de 600 funcionários de áreas como administrativo, jurídico, recursos humanos, comunicação e marketing puderam trabalhar de onde fosse melhor para cada um. A exceção ficava por conta dos responsáveis pelas operações, uma vez que dependem de negociações pontuais com cada cliente para manterem o formato remoto. No entanto, agora quase metade dos colaboradores da área também seguirão remotamente.

A modalidade de trabalho home office trouxe resultados positivos que foram fundamentais para a consagração do modelo como oficial na empresa. Houve redução de custos internos e na fatura dos clientes, uma queda de 60% no absenteísmo, além da manutenção ou melhoria nos indicadores de produtividade. Outro fator percebido foi a necessidade de romper barreiras geográficas para atrair e reter talentos.

 A medida teve retorno positivo também por parte dos colaboradores, que aprovaram o modelo remoto. Uma pesquisa interna feita entre maio e junho de 2021 apontou que 80% das pessoas afirmaram que se sentem satisfeitas trabalhando de casa e 99% do público demonstrou vontade de continuar remotamente ou no modelo híbrido.

Pandemia demandou nova gestão

A mudança exigiu adaptações. A empresa investiu em tecnologia – comprando equipamentos para os funcionários – segurança da informação, mobiliário para que todos montassem estações de trabalho e ofereceu ajuda de custo para a equipe.  Outro ponto revisto foi o modelo de gestão. A companhia decidiu promover uma série de capacitações e cuidados com a saúde física e mental dos funcionários.

“Manter uma empresa coesa em tempos de pandemia passa por repensar como fazemos gestão de pessoas, delegamos, damos feedback, gerimos o tempo. Tudo isso exigiu gestores ainda melhores e mais preparados. Por isso, vimos a necessidade de desenvolver novas competências”, conta Luciana.

Em 2020, foram realizados mais de oito mil atendimentos pelo Psicologia Viva, atendimento psicológico gratuito, com extensão para dependentes. A Algar Tech também disponibiliza o Dr+ Saúde, plataforma de telemedicina 24 horas, e outras iniciativas como aulas de Yoga, Pilates, informativos e lives frequentes sobre pautas de saúde. Em 2021, foram lançadas medidas como a “Sextas-feiras Sem Reuniões”, Day Off nas datas de aniversários e agendas bloqueadas pela própria presidente no horário do almoço, como uma forma de incentivar um melhor equilíbrio entre vida profissional e pessoal.

A expectativa da empresa é de que as novas medidas e a implementação do home office resultem em crescimento e modernização da companhia. “Nossa ambição é aproveitar as lições da pandemia para construir uma nova Algar Tech, ainda mais ágil, digital e preparada para o futuro, sempre pensando em como melhorar a experiência dos nossos clientes e a satisfação dos talentos que estão conosco”, conclui a executiva.

0 Shares:
Você também pode gostar