A desenvolvedora de jogos Sega anunciou nesta segunda-feira (1) que está explorando a possibilidade de firmar uma parceria estratégica com a Microsoft para utilizar os serviços de cloud computing da gigante de tecnologia em seus jogos. 

A Sega marcou a infância de muitos millennials e é comumente associada a jogos retrô. No entanto, a notícia mostra que a empresa não quer se limitar apenas ao saudosismo e está disposta a acompanhar a evolução da tecnologia para se manter na indústria de jogos e atrair as novas gerações. 

Embora não tenham sido fornecidos muitos detalhes sobre essa aproximação entre as duas empresas, o movimento pode ser sinal de uma futura parceria mais significativa. A Sega, inclusive, já está observando os primeiros reflexos da nova aliança, com as ações da fabricante de jogos subindo 6% nesta manhã. 

A expectativa da empresa japonesa é utilizar a plataforma de cloud computing Azure da Microsoft para títulos de grande orçamento e alcance global. Por enquanto, não há informações se a parceria envolverá um acordo de exclusividade para os jogos ou investimentos financeiros. 

A principal iniciativa de jogos em nuvem da Microsoft é o Xbox Game Pass, que é um serviço de assinatura que envolve diferentes plataformas e que já oferece alguns títulos da Sega, como a série “Yakuza”, um dos grandes sucessos da fabricante.  

Cloud Gaming

A vantagem da tecnologia de cloud computing aplicada a jogos é que ela elimina a necessidade de consoles grandes e pesados. Por outro lado, isso exige uma conexão de internet rápida.

A Microsoft decidiu apostar no setor como uma forma de disputar com a Sony a liderança no mercado de consoles. Agora, a nova aliança com a Sega representa mais uma vantagem para a gigante de tecnologia.

O Japão é o terceiro maior mercado de jogos do mundo e uma das maiores fontes de inovação na indústria. Apesar de ser uma região estratégica, a Microsoft ainda encontra dificuldades para ganhar popularidade no país. Portanto, a aproximação com a Sega pode ser a porta de entrada que a gigante de tecnologia vem buscando. 

Controle Xbox.
A principal iniciativa de jogos em nuvem da Microsoft é o Xbox Game Pass, que é um serviço de assinatura que envolve diferentes plataformas.

De acordo com a Sega, o objetivo da parceria com a Microsoft é otimizar o processo de desenvolvimento de jogos e continuar a oferecer experiências de qualidade aos jogadores por meio das tecnologias de cloud computing do Azure.

Esta não é a primeira notícia envolvendo as duas empresas no mercado de games. Os rumores sobre uma possível compra da Sega pela Microsoft mantêm-se há décadas. Apesar do anúncio desta segunda-feira não envolver nenhum acordo do tipo, a aposta em cloud computing indica uma parceria duradoura à vista. 

Fim do Mega Drive 

A aliança estratégica firmada com a Microsoft foi anunciada após o lançamento bem-sucedido de títulos como “Persona” e “Total War”, ambos desenvolvidos pela Sega e que foram aclamados pela crítica. 

A Sega tem obtido resultados muito positivos com seus títulos. O foco no desenvolvimento de jogos, no entanto, surgiu após a empresa abandonar a fabricação de consoles. Atualmente, a empresa ainda produz as máquinas “pachinko”, que contêm jogos de aposta.

Apesar do sucesso do Mega Drive na década de 90, as tentativas seguintes da Sega em lançar sucessores do console acabaram fracassando. Em 2001, com a ascensão do PlayStation, a empresa percebeu que a melhor estratégia seria abandonar a fabricação dos aparelhos e focar no desenvolvimento de jogos.

Deixe um comentário
Você também pode gostar