Em uma futura atualização, o WhatsApp deverá trazer uma novidade para os usuários: o conceito de “comunidade”. A nova ferramenta foi revelada em detalhes pelo WABetaInfo, um site especializado na cobertura do aplicativo, que já revelou outras atualizações em planejamento recentemente.

De acordo com o site, as “comunidades” serão uma espécie de guarda-chuva para diferentes grupos de WhatsApp que tenham assuntos similares. Por exemplo: os alunos de uma universidade poderiam criar grupos sobre suas aulas específicas, e todos estes grupos poderiam ficar sob o guarda-chuva de uma única comunidade também criada por eles, com o nome da graduação que buscam obter.

Desta forma, os grupos passarão a ser como “canais” de uma comunidade, em um sistema similar ao utilizado atualmente pela rede social Discord, que é ainda mais conhecida pela comunidade gamer.

Um dos principais efeitos da mudança será facilitar a vida dos administradores destes grupos, diz o WABetaInfo. Os administradores poderão agrupar vários grupos similares dentro de uma mesma comunidade, e enviar mensagems diretamente para eles. 

Celular no Whatsapp.
A ferramenta ainda está sendo desenvolvida, e pode sofrer mudanças substanciais antes de ser enviada para a fase de testes para um público restrito.

Os administradores também poderão convidar pessoas a se juntar à comunidade, e não a grupos individuais. Isto, em tese, daria acesso a todos os canais desta comunidade, ampliando massivamente o acesso de usuários de WhatsApp a grupos no aplicativo.

“Quando você entra em uma comunidade, isso não significa necessariamente que você pode enviar mensagens imediatamente para todos os grupos da comunidade, mas outras finalidades (para esta função) serão descobertas no futuro”, escreveu o WABetaInfo.

Outras ferramentas para administrar todos os grupos coletivamente também estão sendo desenvolvidas, mas ainda não se sabe quais exatamente elas serão.

A ferramenta, porém, ainda está sendo desenvolvida, e pode sofrer ainda mudanças substanciais antes de ser enviada para a fase de testes para um público restrito. Ainda não há data para isto ocorrer.

A nova ferramenta pode ser uma forma da Meta, controladora do WhatsApp, Facebook e Instagram, de recuperar parte do terreno que perdeu nos últimos meses com o avanço de outros aplicativos de mensagens, escreveu o site especializado The Verge.

“Ao trabalhar em um recurso de comunidades, o WhatsApp pode estar tentando fechar a lacuna cada vez maior entre ele e outros aplicativos de mensagens, como Telegram e Signal”, escreveu o The Verge. 

O site lembrou que no início deste ano, a nova política de privacidade do aplicativo gerou pânico em usuários, que tiveram medo de que as informações de suas conversas seriam compartilhadas com a controladora da empresa, o Facebook (agora renomeado como Meta).

Em outubro, quando o Facebook, Instagram e o WhatsApp ficou fora do ar por um dia inteiro, outros aplicativos de mensagem também tomaram parte do espaço do WhatsApp. Em um único dia, o concorrente Telegram ganhou 70 milhões de novos usuários.

Deixe um comentário
Você também pode gostar