A empresa Niantic, desenvolvedora do jogo Pokémon GO, vai lançar um kit para desenvolvedores que visa tornar a criação de experiências em realidade aumentada mais acessível. Batizada de Lightship, a ferramenta será gratuita e representa o primeiro passo da companhia em direção ao seu plano de criar o “metaverso do mundo real”.

Enquanto as empresas de tecnologia apostam suas fichas no metaverso, com o Facebook inclusive mudando o seu nome para Meta, a Niantic descreve esse conceito de universo virtual como um “pesadelo distópico”. 

A visão do Facebook é de um futuro dominado por headsets de realidade virtual. Já a Niantic, por outro lado, imagina um metaverso capaz de reunir as pessoas no mundo real em vez de uma simulação.

Isso provavelmente não é novidade para quem já conhece os jogos da empresa, que promovem atividades ao ar livre e o encontro entre pessoas. No Pokémon GO, por exemplo, as batalhas só poderiam ocorrer se houvesse um mínimo de jogadores trabalhando em conjunto.

A Niantic afirma que os humanos são mais felizes quando o mundo virtual os direciona para o mundo físico. Portanto, o metaverso proposto pela empresa utiliza a tecnologia para aprimorar as experiências do mundo real em vez de criar um novo. 

Suporte para iOS e Android

Com o lançamento do Lightship ARDK (acrônimo em inglês para “AR Developer Kit”), os desenvolvedores poderão utilizar a base de jogos como Ingress, Pokémon GO e Pikmin Bloom para criar novos projetos.

A ferramenta vai ajudar os desenvolvedores a produzir experiências para os sistemas operacionais iOS e Android por meio da integração com o Unity, um software utilizado para criar experiências 2D, 3D, de realidade aumentada e virtual.

Pessoas desenvolvedoras trabalhando em duas telas.
A ferramenta vai ajudar os desenvolvedores a produzir experiências para os sistemas operacionais iOS e Android por meio da integração com o Unity.

O kit oferecerá os três principais recursos de realidade aumentada da Niantic: mapeamento em tempo real, segmentação semântica e capacidade multijogador. Isso significa que as ferramentas desenvolvidas durante anos pela empresa agora estarão disponíveis para qualquer criativo que queira utilizá-las. 

Logo no lançamento do Lightship ARDK, a Niantic já firmou parcerias com marcas como 

Coachella, Historic Royal Palaces, Universal Pictures, PGA of America e outros, que já estão utilizando o novo ARDK.

Outro anúncio feito pela empresa foi a abertura do fundo de investimentos Niantic Venture, que vai contar com US$ 20 milhões para serem investidos em empresas alinhadas à visão da Niantic.

De acordo com a empresa, não são necessários conhecimentos profundos na área; basta apenas um pouco de experiência em Unity para conseguir utilizar o kit de desenvolvimento de realidade aumentada.

Atualizações à vista

O Lightship AR já está disponível no site Niantic Lightship. Apesar de grande parte da ferramenta ser gratuita, o recurso que permite que múltiplos dispositivos acessem simultaneamente experiências em realidade aumentada compartilhadas será pago.

Com o anúncio do novo kit para desenvolvedores, a Niantic também revelou que já tem planos para atualizar o Lightship no ano que vem, com o objetivo de criar um sistema de posicionamento visual para óculos de realidade aumentada.

Esse novo sistema permitiria que os óculos com displays fossem capazes de processar exatamente onde estão no mundo real, fazendo com que objetos virtuais mantenham-se atrelados de forma persistente aos locais do mundo físico. 

Ao oferecer suporte para iOS e Android, a ideia é tornar o Lightship uma ferramenta atrativa para desenvolvedores. A Niantic afirma que o mundo está basicamente dividido entre os dois sistemas operacionais atualmente. 

Portanto, essa compatibilidade oferecida pelo Lightship resolveria o problema enfrentado por muitos desenvolvedores de criar algo que funcione em múltiplas plataformas.

Deixe um comentário
Você também pode gostar