Depois de desbancar os concorrentes, a Python conquistou o primeiro lugar no ranking do índice TIOBE como a linguagem de programação mais popular do mundo.

Ao ocupar a posição de liderança, a Python desbancou a antiga hegemonia das linguagens Java e C. Lançada em 1991, ela é considerada uma linguagem de programação fácil de aprender, devido à sua sintaxe simples, uma grande biblioteca de padrões e kits de ferramentas e integração com outras linguagens de programação populares, como C e C++.

A Python é uma linguagem de programação gratuita e de código aberto com extensos módulos de suporte e desenvolvimento de comunidade, fácil integração com serviços da web, estruturas de dados amigáveis ao usuário e aplicativos de desktop baseados em GUI.

Mas por que ela é a nova “queridinha” dos programadores? 

Conheça quatro motivos que fizeram ela se tornar a linguagem mais popular do mundo:

1 – Comunidade

Quando você está programando Python, não está sozinho. A linguagem é de código aberto com desenvolvimento da comunidade. São milhares de engenheiros de software trabalhando com Python da mesma maneira.

Isso significa que se alguém tiver algum problema com a linguagem, é possível obter suporte instantâneo de desenvolvedores de todos os níveis, uma vez que, provavelmente, outro profissional da área já tenha enfrentado e resolvido o mesmo problema.

2. Simplicidade

A Python é facilmente legível em comparação com outras línguas. A linguagem está próxima da língua inglesa, por isso é fácil de ser usada por iniciantes.

E, como é uma linguagem interpretada, também ajuda que se possa mudar rapidamente sua base de código, o que, por sua vez, aumentou a popularidade do Python entre os desenvolvedores.

3. Bibliotecas

Uma biblioteca de linguagem de programação é um módulo que vem com um código pré-escrito que ajuda o usuário a usar a mesma funcionalidade para executar ações diferentes.

Em outras palavras, as bibliotecas tornam o desenvolvimento muito mais fácil, já que você não precisa mais escrever todo o código do zero.

Quanto mais bibliotecas e pacotes uma linguagem de programação tem à sua disposição, mais diversos casos de uso ela pode ter. Python tem excelentes bibliotecas que você pode usar para selecionar e economizar tempo e esforço no ciclo inicial de desenvolvimento.

4. Aprendizado de máquina

O Aprendizado de Máquina (ML) é um ramo da IA ​​(Inteligência Artificial) que atua no sentido de fazer os sistemas executarem determinadas tarefas e tomarem decisões sem a supervisão de seres humanos.

Python se tornou um grampo em ciência de dados e aprendizado de máquina, permitindo que analistas de dados e outros profissionais usem a linguagem para realizar cálculos estatísticos complexos, criar visualizações de dados, construir algoritmos de aprendizado de máquina, manipular e analisar dados e concluir outras tarefas relacionadas a dados.

Deixe um comentário
Você também pode gostar