A extensão de arquivo é necessária para diferenciar os formatos e funções de arquivos em seu computador. Cada uma delas apresenta características diferentes, bem como funcionalidades. Sendo assim, é preciso que cada uma delas possua um programa que consiga reproduzir o conteúdo ali contido.

Texto, som, imagem, slides, planilhas e vídeos são os arquivos mais comuns. No entanto, quem nunca se deparou com uma mensagem de “formato não suportado”? É preciso ter atenção aos tipos de programas em nossos computadores para que funcionem corretamente. Do contrário, não poderemos executá-los.

É exatamente por isso que precisamos de extensões de arquivos. Por meio delas, conseguimos executar qualquer tipo de programa sem maiores problemas. Sendo assim, o ideal é conhecer as mais importantes e saber como executá-las ou reproduzí-las. Dessa forma, na hora de usar um arquivo, não encontraremos nenhuma barreira.

Neste artigo, você vai aprender:

O que é uma extensão de arquivo e para que serve?

Uma extensão de arquivo nada mais é do que um sufixo capaz de nomear um formato e função próprios. Dessa forma, cada uma dessas extensões possui um funcionamento diferente. Suas características individuais também precisam ser levadas em consideração no momento de uso. Para isso, um software é necessário para executá-la.

Uma das extensões mais conhecidas é a do arquivo EXE. É por meio dela que podemos saber que um arquivo poderá, ou não, ser executado. Assim, várias possibilidades serão oferecidas à pessoa usuária. Você tem a opção de instalar o programa ou, também, um vírus. Os cuidados devem ser redobrados no momento de selecionar um determinado arquivo.

De uma maneira geral, a extensão de arquivo tem como principal finalidade executar, adequadamente, algum programa. Não é possível executar um arquivo de vídeo em uma extensão de foto, por exemplo. Sendo assim, cada uma deve receber os parâmetros que são necessários para um bom funcionamento.

Quais as características das extensões de arquivos?

Com o trabalho híbrido, acabou se tornando necessário saber como usar o computador. Dessa maneira, alterar os arquivos é mais do que necessário para uma boa execução. Existem algumas características comuns às extensões. No entanto, as principais são:

  • Dentro do Windows, sistema operacional popular, as extensões possuem 3 caracteres. Ainda assim, é possível encontrá-las com 1, 2 ou, em raros casos, 4 caracteres;
  • Todas as extensões de arquivos começam com um ponto final;
  • A extensão do arquivo sempre aparecerá no final de seu nome;
  • O nome de um arquivo deverá estar dividido em duas partes: nome + extensão.

Levando em consideração essas características, fica fácil identificar com qual tipo de extensão estamos lidando. Assim, na hora de executar um programa, poderemos saber se há alguma colisão de formato.

Quais as diferenças entre extensão e formato?

Após descobrir o que é extensão de arquivo, devemos diferenciar a informação do que é formato. Ainda que sejam relacionadas, elas apresentam algumas divergências. No caso da extensão, encontramos apenas caracteres que são exibidos após o nome do arquivo, separada por um ponto.

No entanto, ao nos referirmos ao formato, estamos pensando na forma com a qual os dados são organizados no arquivo. Um bom exemplo disso é com o arquivo “fotoscomosamigos.jpg”. A extensão é definida no “.jpg”, o que indica ser um arquivo de foto. Uma pessoa usuária poderá mudar seu nome para “fotoscomosamigos.mp3”.

Ainda assim, essa modificação não possibilitará a execução. Isso porque um arquivo de foto não pode ser convertido, por mudança de denominação, para um arquivo de áudio. Por isso, a necessidade de programas corretos para a execução do conteúdo se faz presente mais uma vez.

Quais as principais extensões de arquivo? 

Assim como já mencionado, a extensão de arquivo é de extrema importância. É por meio dela que há a possibilidade de reprodução de um determinado documento, música, foto ou outros. Dessa maneira, para não acabar confundindo o que está armazenado no seu computador, confira as principais extensões.

Vídeo

As principais extensões de arquivo de vídeo são:

  • AVI: Significa “Audio Video interleave”. O formato foi criado por intermédio da Microsoft combinando vídeo e áudio em um mesmo lugar. Sua capacidade de reprodução é vasta.
  • MOV: O formato dessa extensão está voltado para o aplicativo QuickTime. Sendo assim, acaba sendo utilizado em computadores da empresa Apple.
  • MPEG: Talvez esta seja a extensão mais conhecida. São diversas taxas de qualidade apresentadas no formato, podendo ir da maior resolução à mais simples.
  • RMVB: Esta extensão é capaz de definir formatos de vídeo voltados para o Real Player. A qualidade é boa, principalmente se colocada lado a lado com os tamanhos dos arquivos.
  • MKV: A sigla é responsável por dar nome aos vídeos da Matroska. A qualidade de vídeo e áudio surpreende e pode ser usada em variados softwares.

Áudio

Dentre as principais extensões de áudio, temos:

  • AAC: A sigla denomina uma codificação mais avançada relacionada ao áudio. Sua criadora é a Apple, que visa concorrer com o WMA e o MP3.
  • WMA: A extensão se parece muito com o MP3. Quando as músicas do CD são passadas para o computador, o arquivo ganha esta extensão.
  • MP3: A mais popular dentre todas as outras. Ela tem ampla utilização e codifica álbuns inteiros. Capaz de reduzir um arquivo em até 90% do seu tamanho original.
  • AC3: Responsável pelo formato Dolby Digital. Esta extensão é muito utilizada em filmes de DVD e cinema. Suas frequências de áudio são bem divididas.
  • WAV: Formato mais comum para armazenamento de áudio. Serve, unicamente, para tocar em players ou em algum som comum.
  • OGG: Este é o formato menos conhecido, sendo o oposto do MP3. Ele é mais usado para streaming, transmitindo dados da internet direto para o seu PC.

Imagem

Na categoria de extensão de arquivo de imagem, temos:

  • GIF: Muitas pessoas conhecem esta extensão. Ela é responsável por criar imagens animadas, como pequenos vídeos, sem som, que se repetem.
  • BMP: Este é o formato menos conhecido dentre todos os outros. A ilustração do arquivo é mostrada de forma mais real, sem qualquer perda ou compressão.
  • JPEG: Também muito popular entre as pessoas usuárias. Capaz de comprimir imagens, removendo um pouco da qualidade original.
  • PNG: Esta extensão de imagem possui maior qualidade. É capaz de suportar arquivos maiores e apresentar uma maior variedade de cores.

Além dessas mencionadas anteriormente, há outras extensões de imagem. No entanto, elas se referem aos seus respectivos programas. Algumas que podem ser mencionadas são a AI (Adobe Illustrator) e CRD (Corel).

Documentos

Dentre as extensões de documentos, as principais são:

  • TXT: Arquivo simples para criação de texto a partir do bloco de notas do Windows. Seu formato é leve e é executado em qualquer sistema operacional.
  • XLS: A extensão se parece muito com a do Word, mas é utilizada para arquivos do Excel. Ou seja: ela armazena planilhas.
  • PDF: O formato foi criado pela Adobe e fez muito sucesso. Na atualidade, é visto como um dos padrões mais necessários. Ele pode ser executado pelo Adobe Reader.
  • PPT: O PPT é utilizado, unicamente, para o Microsoft Powerpoint. O aplicativo oferece a possibilidade de realizar apresentações em formato de slide.
  • DOC: Talvez seja a extensão de documento mais popular. Por meio dela, é possível executar arquivos do Word. Atualmente, a extensão se chama DOCX.

Compactadores

Os compactadores são aplicativos capazes de reduzir o formato de um determinado arquivo. Além disso, eles se responsabilizam por unir, em um mesmo local, mais de um arquivo. Na extensão de arquivo, temos como principais:

  • RAR: O RAR pode ser visto como o segundo formato mais buscado. O Winrar é o programa responsável por sua execução. Também oferece suporte para arquivos ZIP.
  • ZIP: O ZIP é uma extensão do aplicativo Winzip. O programa é um verdadeiro pioneiro e se mostra extremamente útil na compactação.
  • 7z: O 7z é menos popular e foi criado pelo 7-ZIP. Por meio da extensão, é possível visualizar, corretamente, os arquivos que foram compactados a partir dele. A taxa de qualidade é bastante alta.

Como descobrir a extensão de um arquivo?

Para descobrir uma extensão de arquivo, não é difícil. Existe um método extremamente simples que, a partir da observação, permite uma fácil aquisição dessa informação. Veja, abaixo, como fazer essa descoberta:

  1. Primeiro, abra a caixa de diálogo do seu computador. Para isso, basta ir em “Executar” ou clicar em “WIN + R”;
  2. Em seguida, é só digitar “control folders”;
  3. Depois disso, basta clicar em “Exibir”;
  4. Após esses pequenos procedimentos, remova a marca de seleção. Ela estará ao lado de “Ocultar as extensões dos tipos de arquivo conhecidos”;
  5. Quando finalizar, basta clicar em “Ok”.

Agora, você poderá ter acesso ao formato do seu arquivo. Isso impedirá que o execute em algum programa diferente do habitual. Mesmo que não traga problemas para o computador, é possível que perca tempo no processo. Sendo assim, ter conhecimento prévio torna tudo mais simples.

Como tornar visíveis as extensões de arquivos no Windows?

Para quem deseja saber como tornar as extensões do Windows visíveis, o processo também é simples. Veja, abaixo, um passo a passo.

  1. Primeiro, vá até o Menu Iniciar;
  2. Em seguida, realize uma busca em “Opções do Explorador de arquivos”. Abra a opção;
Print da tela abrindo "Opções do Explorador de arquivos"
  1. Na próxima janela que for aberta, basta clicar na guia em que aparecerá Modo de Exibição;
  2. Após ir até Configurações Avançadas, role a tela até chegar em Ocultar as extensões dos tipos conhecidos;
Desmarcando a opção ocultar as extensões dos tipos de arquivos conhecidos na janela opções do explorador de arquivos; o que é extensão de arquivos
  1. Para que as extensões se tornem visíveis no seu Windows 10, é necessário desmarcar a opção anterior. Depois disso, quando for acessar qualquer tipo de pasta, haverá a possibilidade de visualizar as extensões;
  2. Se desejar ocultá-las mais uma vez, é só fazer o mesmo processo. No entanto, agora será preciso marcar a opção Ocultar as extensões dos tipos conhecidos.

Como mudar extensão de arquivo

Para mudar a extensão de arquivo, é necessário seguir um passo a passo. Mesmo que pareça um processo um tanto complexo no início, o recurso não leva mais do que alguns minutos. Confira, abaixo, como colocar isso em prática.

Alterando por meio de um programa

Esta é a forma mais comum de fazer essa modificação. Você deverá utilizar um programa para dar continuidade à ação e alterar o arquivo. Em um caso como esse, antes de mais nada, é preciso salvar o arquivo por meio de uma extensão diferente. Esse processo não funcionará se for a mesma extensão!

Se você deseja converter o formato PDF, por exemplo, é preciso fazer uma modificação em sua extensão. É possível mudá-la para .DOCX. Sendo assim, o arquivo também será aberto em Word e não apenas no formato anterior. Depois, clique em “Salvar como” e altere o arquivo em “Tipo de Arquivo”.

Alterando por meio de uma manipulação do nome

Outra maneira de fazer a modificação da extensão de arquivo é por seu nome. Para que isso seja possível, dentro do próprio sistema Windows, é necessário alterar as configurações. Assim, o sistema operacional deve estar preparado para exibir qualquer tipo de extensão salva no seu computador.

Depois desse procedimento, é necessário modificar o nome do arquivo em questão. Isso será feito alterando o título para o formato que desejar. Se estiver modificando uma imagem, basta trocar o JPG para PNG. No entanto, é válido lembrar que esse tipo de ação só funcionará com extensões da mesma natureza.

Caso troque um arquivo de vídeo por um de imagem, é provável que não haja compatibilidade. Dessa forma, você acabará não tendo a oportunidade de abrir o seu arquivo. Fique atento aos tipos de formato de cada um para não haver erros.

Saber alterar o formato dos seus arquivos e utilizá-los corretamente só traz benefícios. Assim, sempre que for necessário, você conseguirá transitar entre um formato e outro. Lembre-se, também, de verificar a compatibilidade do programa para que não haja erros na execução.Gosta de assuntos relacionados à informática e tecnologia? Então saiba quem criou a internet nesse texto aqui!

Você também pode gostar