Uma das grandes angústias de quem tenta se inserir no mercado de trabalho é lidar com o fato de que é necessário fazer um currículo. A maior razão para isso é que pode ser um enorme desafio criar um currículo que seja efetivo e consiga uma entrevista de emprego quando se tem pouca ou nenhuma experiência profissional. Logo, como fazer um currículo para primeiro emprego que consiga impressionar as pessoas que estão recrutando?

Pode ser difícil, mas certamente não é impossível! Neste presente texto, discutiremos sobre tudo que você precisa saber para construir seu currículo caso você esteja procurando inserção no mercado de trabalho. Confira abaixo o conteúdo que preparamos para você:

Boa leitura!

É possível fazer um currículo para primeiro emprego sem ter experiência profissional?

Sim! É possível!

Porém, é importante deixar bem explícito desde o princípio que esse não poderá ser um currículo tradicional, pois, como bem sabemos, o mercado de trabalho atual é altamente competitivo, fazendo com que as exigências para vagas cresçam. 

Para isso, existem três regras de ouro que você deve seguir antes de começar a fazer um currículo que ajudarão você a se preparar para essa tarefa.

REGRA 1: Selecione uma vaga possível

Essa regra pode parecer óbvia, mas é a mais importante. Escolha uma vaga (ou faça uma seleção de vagas) que dizem explicitamente que não buscam pessoas com experiência profissional ou que isso não é um fator a ser considerado. Se a vaga disser, por exemplo, que ter experiência profissional é um “adicional”, é bem provável que as pessoas recrutadoras optem por alguém que tenha experiência. Logo, preste bastante atenção nessa descrição. 

Uma boa ideia pode ser baixar um pouco as expectativas para o primeiro emprego (mesmo se você tiver um título universitário) escolhendo vagas de estágio. Caso você já tenha feito algum estágio, isso poderá ser considerado como uma forma de experiência prévia. 

REGRA 2: Reúna todas as suas experiências possíveis

Para conseguir competir no mercado de trabalho, você deve jogar todas as cartas que você tem. Por exemplo, qualquer carta de apresentação, histórico escolar positivo, projeto ou outra experiência conta! Logo, reúna tudo e veja como você pode incluir essa informação no currículo de uma maneira que fará sentido com o que se busca para a vaga. 

REGRA 3: Invista na originalidade

Seu currículo deve ser capaz de responder a três perguntas importantes: quem é você, com o que você pode contribuir para a empresa e como você e somente você se encaixa nessa vaga. Quanto mais autêntica for a forma de apresentar essas informações no seu currículo, maior é a chance de você se destacar — até mesmo em relação àquelas pessoas que já têm uma breve experiência profissional. 

Qual a estrutura e os componentes de um bom currículo?

Como já dissemos, fazer um currículo para primeiro emprego envolve algumas alterações em relação ao formato padrão de currículo. Ainda assim, é importante lembrar que as informações deverão ser breves e bastante objetivas. Adicionalmente, devemos pensar na função de cada informação que compartilhamos, tornando cada escolha estratégica. 

Componentes do currículo

  • DADOS PESSOAIS: os dados pessoais são, geralmente, a primeira coisa que se coloca em um currículo profissional. Os dados pessoais devem ser bem precisos, evitando compartilhar informação demais ou de menos.
  • OBJETIVO PROFISSIONAL: nesse campo, geralmente se escreve qual é o intuito que se tem com a vaga e com a empresa. O objetivo deve ser pessoal e bastante alinhado com os ideais da empresa. Para primeiro emprego, a estratégia é um pouco diferente nesse campo. Mais abaixo trataremos mais osbre isso. 
  •  FORMAÇÃO ACADÊMICA: aqui entram títulos acadêmicos, como graduação, curso técnico, tecnólogo, ensino médio, etc. 
  • EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL: Nesse campo entra qualquer experiência que possa ser considerada de âmbito profissional, ou seja, relacionado ao mercado de trabalho. 
  • HABILIDADES E COMPETÊNCIAS: Campo que demonstra quais são as habilidades técnicas e as interpessoais da pessoa. Cada uma das habilidades mencionadas deve ser capaz de ser comprovada durante uma entrevista de emprego. 
  • IDIOMAS: Quais línguas são faladas.
  • INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES: Aqui vai tudo que é interessante e que contribui positivamente para a vaga em questão. 

Ordem do currículo

A ordem do currículo é algo muito importante. Pense que pessoas recrutadoras não dispõem de muito tempo para analisar currículos. Então, eles fazem uma breve leitura e já definem se é um currículo que merece ser visto com mais atenção ou logo descartado.

Sendo assim, priorizar o que é mais importante e o que vai chamar a atenção primeiro aumenta a chance do seu currículo estar no primeiro grupo mencionado. A dica é pensar como uam pessoa recrutadora, analisando o que você acha que seria mais interessante sobre você para ser lido primeiro. 

Se não houver uma priorização nas informações, a ordem cronológica dos eventos é a padrão adotada para currículos. 

Formatação

Outro ponto muito importante é a formatação. Ela envolve toda a parte de apresentação visual e organização das informações na folha. Se o seu currículo for muito poluído visualmente ou não direcionar o olhar da pessoa para as informações que importam, o currículo pode acabar sendo desconsiderado. 

Por isso, aí vão algumas dicas de formatação:

  • Faça com que as seções sejam aparentemente distintas. Você pode separá-las em diferentes áreas de folha ou separá-las por um linha horizontal. Utilize uma fonte maior e diferenciada para o título de cada seção. 
  • Organize as informações por meio de listas ou bullet points (essas bolinhas, como essa lista que estamos fazendo agora).
  • Negrite as informações mais importantes.
  • Cuidado com a escolha de fontes. Você pode escolher uma mais diferenciada para títulos. Mas, é importante que o corpo do texto seja escrito em uma fonte tradicional, como Calibri ou Arial. Evite fontes serifadas (com hastes ou prolongamentos nas extremidades de cada letra), pois a depender do tamanho selecionado, pode acabar sobrecarregando um pouco o visual. 
  • Defina a folha em formato A4, Retrato (vertical ou “em pé”).
  • Não utilize cores muito fortes ou que chamem muita atenção, caso opte por um visual mais moderno. 
  • O documento deve ter no máximo duas folhas

Como fazer um currículo para primeiro emprego? Passo a passo!

Agora, vamos construir em conjunto seu currículo para primeiro emprego! Aqui, faremos um currículo de uma pessoa fictícia, não baseada em informações verídicas, somente para questão de exemplificação e ilustração. Vamos começar!

Passo 1: Decidir como será feito o currículo

Antes de começar a trabalhar, há algumas questões a se considerar. 

Primeiro de tudo, quais dispositivos você dispõe para fazer o currículo? Se você tiver um computador ou notebook, você pode utilizá-lo. No entanto, se você somente dispor de um tablet ou smartphone, não tem problema nenhum! É super possível fazer um currículo pelo celular e já existem uma porção de aplicativos que auxiliam nessa tarefa, basta apenas procurá-los na loja do seu sistema operacional. 

Decidida essa questão, há outro ponto importante: Você criará um currículo do zero ou você usará um modelo pronto? Adicionalmente, você utilizará um software que vai pegar toda a informação e criar automaticamente o currículo? Todas essas opções são possíveis. 

Fazer um currículo do zero pode parecer (muito) mais trabalhoso e com razão. No entanto, isso oferece algumas vantagens. Usar um modelo pronto provavelmente significará ter um currículo muito parecido com o seu em algum outro lugar, possivelmente até mesmo concorrendo para a mesma vaga. Ter um currículo feito inteiramente por você é a garantia de que ninguém mais terá um currículo semelhante ao seu. Isso ajuda a ganhar alguns pontos em originalidade, especialmente se você for da área criativa, como design, marketing, tecnologia, etc. 

Logo, caso essa seja sua escolha, você pode fazê-los de uma maneira mais simpels e tradicionais em ferramentas de edição de texto, como Word, Google Docs e Pages, ou pode apostar em um visual mais elaborado usando ferramentas de edição de imagem como Photoshop e Canva. 

Passo 2: Preenchendo as informações do currículo

Agora que você já se decidiu como gostaria de fazer seu currículo, está na hora mais esperada: como preencher as informações. Vamos fazer isso levando em consideração uma pessoa que está cursando universidade e está buscando uma vaga de estágio na área de tecnologia da informação. Vamos lá!

DADOS PESSOAIS

A parte de dados pessoais geralmente vai no cabeçalho do currículo. Os dados pessoais devem conter informações como Nome e Sobrenome (como aparece no LinkedIn, se houver), cidade e bairro com CEP, telefone ou celular, número de contato via Whatsapp, email e links interessantes. 

Um exemplo:

Sarah Mendes

São Paulo, Vila Formosa. XXXXX-XX

(11) 9XXXX-XXXX (Whatsapp)

[email protected]

linkedin.com/sarah

Pontos importantes:

  • É essencial lembrar que aqui você só vai divulgar informações estratégicas. Ou seja, nada de exagerar! 
  • Só inclua foto se a descrição da vaga estiver solicitando ou se você acreditar que isso ajudará você a se destacar (por exemplo, se a vaga for para a indústria da moda ou artística, isso pode ser um diferencial).
  • Evite colocar sua idade, ainda mais se você estiver entrando um pouco tarde no mundo do trabalho. Coloque apenas se for requisitado ou se você tiver bastante conteúdo e quiser demonstrar que conquistou bastante ainda jovem.

OBJETIVO PROFISSIONAL

Geralmente, é na área de Objetivo Profissional que as pessoas de fato fisgam a pessoa recrutadora. No entanto, como você possivelmente não terá muito o que escrever (pois não sabe exatamente como funciona o mercado de trabalho), a melhor opção é a honestidade, como demonstrado abaixo em nosso exemplo:

Primeiro emprego — busca inserção no mercado de trabalho como forma de colocar em prática todo o conhecimento adquirido e desenvolver ainda mais as habilidades necessárias para atuação profissional. 

Pontos importantes:

  • Evite um objetivo profissional muito longo, três a quatro linhas é o tamanho adequado.

FORMAÇÃO ACADÊMICA

Colocar aqui toda a informação relevante acerca da formação acadêmica. 

Continuando o exemplo:

Ensino Médio — Escola XXXX

2015 – 2018

  • Contemplada com o título de oradora da turma;
  • Nenhuma recuperação;
  • Reconhecimento pela disciplina e esforço nos estudos.

Curso Técnico em Hardware — Escola YYYY

2016-2018

  • Cursado junto com Ensino Médio;
  • Conhecimentos de dispositivos e hardwares no geral;
  • Reparos técnicos;
  • Placas Eletrônicas;
  • Arduíno.

Bacharela em Ciência da Computação (Em andamento) — Universidade ZZZZ

Janeiro de 2019 — Fevereiro de 2023 (projeção)

  • Realizou projetos na área de desenvolvimento de software;

Pontos importantes:

  • Adicione o Ensino Médio somente se não tiver ensino superior completo ou se isso trouxer alguma informação valiosa sobre você (caso a escola de Ensino Médio for reconhecida ou se tiver um difícil processo seletivo, por exemplo).
  • Evite colocar cursos trancados que sejam da mesma área da que você está tentando uma vaga;

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

Esse é um campo crítica, pois há muita probabilidade de que você não tenha uma experiência profissional. Por isso, qualquer coisa que se assemelhe a uma experiência pode ser colocada aqui, por exemplo:

Monitora de Algoritmos e Lógica de Programação — Universidade ZZZZ

Jan. 2021 – Dez. 2021

  • Orientação de um grupo de estudantes;
  • Preparação de modelos e exemplos de algoritmos;
  • Aulas de Lógica de Programação;
  • Correção de testes e Feedbacks;

Desenvolvedora Freelancer

2022 — Presente momento

  • Desenvolvimento de pequenas interfaces web, landing pages e sites;
  • Criação de e-commerce;

Pontos importantes:

  • Se a sua atuação não tiver relação com a vaga, não a coloque nesse campo. (No nosso exemplo, se Sarah tivesse trabalhado como babá em um intercâmbio nos Estados Unidos durante o Ensino Médio, isso não seria colocado aqui).

HABILIDADES E COMPETÊNCIAS/IDIOMAS

Esse campo pode ser divido em dois (caso sejam muitas habilidades técnicas) ou um só, caso sejam poucas as habilidades a serem ressaltadas. Coloque os idiomas em um campo a parte, junto com essa seção. Veja:

HARD SKILLS

  • Conhecimento avançado em PHP;
  • Conhecimento avançado em CSS;
  • Conhecimento Intermediário em Python;
  • Conhecimento avançado em JavaScript;

SOFT SKILLS

  • Organização
  • Boa comunicação;
  • Dedicação;
  • Adapta-se fácil à diversas situações;
  • Colaboração;
  • Apresenta características de liderança.

IDIOMAS

Espanhol — Intermediário; (Fala e lê bem, escreve pouco)

Inglês — Avançado; (Fala, lê e escreve bem)

Francês — Básico; (Fala e escreve pouco, lê bem)

Pontos importantes:

  • As habilidades técnicas devem ter um certificado ou diploma para comprová-las.
  • Durante a entrevista, a pessoa pode pedir exemplos ou situações em que as habilidades interpessoais (soft skills) foram demonstradas. É bom ter esses exemplos bem frescos na mente na hora de desenvolver o currículo.

INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES

Essa aqui pode ser a seção de ouro para quem quer fazer um currículo para primeiro emprego. Afinal, nesse campo é possível adicionar atividades extracurriculares que podem beneficiar você no momento de uma seleção. Confira como convertemos habilidades aparentemente desconexas em habilidades úteis para o meio profissional:

Projeto de Pesquisa de Inteligência Artificial — Universidade ZZZZZ

Professora XXXXXX — 2020

A partir dessa atividade, foi possível desenvolver:

  • Um conhecimento adequado sobre redes neurais artificiais e inteligência artificial;
  • Trabalhar diretamente com a área de pesquisa tecnológica

Intercâmbio para os Estados Unidos — Escola AAAAA

Jul. 2015 – Jan. 2016

Trabalho como Au Pair (babá)

A partir dessa atividade, foi possível desenvolver:

  • Confiança para falar uma língua estrangeira;
  • Flexibilidade para lidar com demandas variadas;
  • Habilidades de comunicação e empatia;

Medalhista de ouro na Olímpíada de Matemática — Escola XXXX

2016

A partir dessa atividade, foi possível desenvolver:

  • Pensamento lógico;
  • Resolver problemas sob pressão;

Integrante do Teatro da Cidade — São Paulo;

2013-2015

A partir dessa atividade, foi possível desenvolver:

  • habilidades de falar em público;
  • habilidades de negociação;
  • colaboração e trabalho em equipe.

Pontos importantes:

  • Não exagere na quantidade de Informações Complementares;
  • O segredo é conseguir encontrar algo que possa ser útil no ambiente de trabalho a partir de uma atividade desempenhada anteriormente. 

Passo 3: Exportando o currículo

Ao exportar o currículo, você deve ter certeza de que ele está em um formato adequado. O formato mais adequado é o .pdf, pois é certeza que a pessoa que abrí-lo será capaz de visualizá-lo assim como você o fez. Ao utilizar currículos em formato word (.doc e .docx), a depender da versão e do editor de texto utilizado para visualizar o documento, ele pode acabar se desformatando. 

3 Dicas para fazer um bom primeiro currículo!

  1. Preste muita atenção na gramática. Erros de ortografia ou de concordância podem fazer com que seu currículo seja desconsiderado.
  2. Adeque seu currículo para a vaga que pretende conseguir. Isso significa que você deve pesquisar sobre a empresa e a vaga para fazer com que seu currículo seja personalizado para aquela situação.
  3. Faça uma carta de apresentação sua para enviar juntamente com o currículo. Esse documento deve apresentar um pouco sobre você, sua motivação, suas habilidades e o porquê de você estar se candidatando para a vaga.  

O que NÃO fazer no currículo para primeiro emprego?

  1. Não coloque seus números de documentos (RG, CPF, Passaporte, etc.)
  2. Não fale na primeira pessoa (Eu cursei faculdade, eu trabalhei como, etc.)
  3. Não coloque nome de terceiros relacionados a você, como família ou amigos.
  4. Não fale sobre experiências que você NÃO possui (não fale sobre o que você não sabe. Se não tiver uma certa experiência requisitada, prefira não dizer nada sobre.)
  5. Não fale sobre o quanto pretende ganhar ou qual salário você acha justo. Isso deve ser feito somente quando a pessoa contratante solicitar, nas últimas etapas;
  6. Não insira cópia de certificados e diplomas no currículo;
  7. Não precisa assinar o currículo;
  8. Não coloque data;
  9. Não fale mal de experiências prévias.
  10. Não envie currículo em formato de foto, muitas vezes fica ilegível. 

Você já pode colocar a mão na massa e fazer um currículo para primeiro emprego! Lembre-se que quanto mais personalizado para a vaga e mais a sua cara ele for, maiores são suas chances de se destacar! A partir do momento que você conseguir sua primeira experiência profissional, será ainda mais fácil construir seu currículo. 

Lembre-se de atualizá-lo anualmente com as conquistas que você conseguir e as habilidades que você desenvolver. Dessa forma, você saberá que suas chances serão maiores caso queira mudar de carreira ou sair de seu emprego atual para migrar para outro. 

Muito bem! Quando você estiver lendo sobre vagas, certamente aparecerão jargões como Júnior, Pleno e Sênior. Não se preocupe, explicamos mais sobre o que eles significam aqui!

Você também pode gostar