Com toda certeza, é invejável a quantidade de dinheiro que há no patrimônio líquido de Elon Musk. Durante o ano de 2021, sua fortuna chegou a ultrapassar os 300 bilhões de dólares, tornando-o o homem mais rico do mundo. A pergunta que muitos fazem, no entanto, é: como ele conseguiu chegar tão longe? Foi a formação de Elon Musk que permitiu que isso fosse realidade?

Caso você esteja se perguntando como e onde o magnata aprendeu a ter essa visão única e particular do mundo, que o levou a construir as gigantescas empresas de tecnologia como a PayPal, SpaceX e Tesla, algumas que ele possui até hoje, você veio ao lugar certo!

Vamos discutir, neste texto, a formação de Elon Musk: onde ele estudou e quais são suas técnicas para absorver conhecimento. Além disso, vamos conferir algumas dicas do próprio empreendedor e conferir 2 segredos dele para aprender mais rápido! Confira o nosso conteúdo abaixo:

Boa leitura e vamos lá!

Qual a formação de Elon Musk?

Apesar de que, quando falamos em formação, automaticamente pensamos em carreiras universitárias, é completamente seguro afirmar que a formação de Elon Musk iniciou-se muito tempo antes, quando ele tinha apenas 8 anos de idade

Como um garoto curioso, ele acabou lendo praticamente todos os livros da biblioteca local, o que deixou ele somente com a difícil leitura da enciclopédia Britannica. Como esse era seu hobby favorito, o pequeno Elon passava cerca de 10 horas ao dia lendo, e, por meio de sua memória fotográfica, ele era capaz de deter quase toda informação. Assim, Elon começou sua carreira ainda muito jovem, aprendendo todo tipo de informação a partir de livros. 

Apesar de, depois, ele ir para a escola, sua experiência lá não é motivo para ter boas recordações. Seu relacionamento com as outras crianças da mesma idade não era muito bom e ele constantemente sofria bullying e agressões físicas, uma dessas vezes inclusive levando-o ao hospital. 

Com isso, sua maior fonte de aprendizado foi ele mesmo. Quando tinha 10 anos, ele ganhou um Commodore VIC-20 (um computador bastante antigo). Em apenas 3 dias, Musk terminou um curso de programação em BASIC que havia sido desenhado para durar 6 meses. Com esse novo conhecimento, inclusive, ele escreveu o código para um jogo, Blastar, que foi vendido por 500 dólares para a revista PC and Office Technology.

Sua primeira crise existencial aconteceu aos 14 anos após ler o livro “O Guia do Mochileiro das Galáxias” de Douglas Adams. Com isso, ele definiu que sua missão de vida seria fazer de tudo para salvar a humanidade. 

No final da adolescência, Elon Musk se formou na Pretoria Boys High School. Logo depois, Musk iniciou sua carreira universitária. Confira a seguir as universidades e os respectivos cursos pelos quais Elon Musk passou:

Universidade de Pretória

Universidade de pretória, onde se deu parte da formação de Elon Musk

Elon Musk iniciou sua jornada de formação universitária em sua cidade natal, Pretória, cursando física. O momento para ele era um pouco conturbado, uma vez que ele estava tirando a documentação para o visto canadense, uma vez que ele não desejava atender ao serviço militar obrigatório. Os cinco meses que ele passou na universidade ajudaram-o a evitar essa situação. Logo depois, ele mudou-se para o Canadá. 

Queen’s University

Queen's University

Musk foi aceito na Queen ‘s university aos 19 anos, em 1990. Ele também não ficou muito tempo nesta universidade, uma vez que ele se transferiu dois anos depois para a Universidade de Pensilvânia. 

Universidade da Pensilvânia

Universidade da Pensilvânia, onde se deu parte da formação de Elon Musk

Em 1992, Elon Musk iniciou seus estudos na Universidade da Pensilvânia, Filadélfia. Dessa vez, ele conseguiu concluir o curso, levando o título de bacharel em física pela Faculdade de Artes e Ciências da Universidade

Wharton School of the University of Pennsylvania

Wharton School of the University of Pennsylvania

O segundo título de Musk veio da escola de administração mais antiga de todos os Estados Unidos. Elon Musk se formou em economia nessa instituição

Universidade de Stanford

Universidade de Stanford

Em 1995, Musk foi convidado a participar do curso de Doutorado da Universidade de Stanford, nas áreas de física e engenharia de materiais e física. No entanto, ele só esteve dentro do programa por apenas 2 dias. Depois, ele desistiu do curso para formar sua empresa, a Zip2.  

Qual o QI do Elon Musk?

Não existe nenhuma fonte confiável ou oficial que indique com precisão qual é o valor do Quociente de Inteligência (QI) de Musk. No entanto, baseado em sua habilidade de aprender, compreender e aplicar informações complexas com o intuito de produzir inovações, pessoas especialistas afirmam que seu QI possa estar próximo de 155

Normalmente, QIs que são acima de 140 são considerados altos. Os gênios da ciência, como Stephen Hawking e Albert Einstein, tinham por volta de 160. 

Algo que pode explicar o QI tão elevado de Musk é que, recentemente em uma apresentação no Saturday Night Live, ele contou ao público que tem uma condição que se encontra dentro do transtorno do espectro autista, conhecida como Síndrome de Asperger. Nessa condição, muitas vezes a pessoa acometida pode apresentar uma inteligência muito acima da média. 

O que Elon Musk pensa sobre universidades e formação?

Elon Musk já falou algumas vezes sobre seu ponto de vista relacionado à educação e formação profissional. Quando criança, como já vimos, ele não se adequava muito no ambiente escolar, o que fez com que ele descrevesse a experiência de ir para escola como “tortura”. 

Em relação às formações universitárias, o empreendedor já se pronunciou algumas vezes dizendo que não é necessário universidade para se aprender coisas, que qualquer coisa pode ser aprendida de graça. E que faria questão de se assegurar que suas companhias, como a Tesla, não estariam exigindo diplomas universitários para contratar pessoas. Para ele, o necessário é que a pessoa apresente habilidades excepcionais na área. 

De acordo com Musk, universidades são lugares “para se divertir e para provar que sabe fazer tarefa de casa, não para aprender” efetivamente. 

Em sua conta do Twitter, após falar sobre um evento de Hackathon sobre Inteligência Artificial que estaria sendo organizado pela Tesla em sua casa, uma pessoa usuária perguntou se havia tempo de fazer um doutorado em inteligência artificial para poder participar. Musk respondeu ao tweet da seguinte forma:

“Um doutorado definitivamente não é necessário. Tudo que importa é um um profundo conhecimento sobre Inteligência Artificial e a habilidade de implementar NN [Neural Network, ou redes neurais artificiais] em uma forma que é realmente útil (Esse último ponto é que é realmente difícil). Não se preocupe nem caso você não tenha se formado no ensino médio.”

Elon Musk quer fundar uma universidade?

Em tweets recentes, apesar de todo posicionamento que ele deu em relação aos cursos universitários, ele falou — em um tom irônico — que estaria planejando construir uma universidade e que já havia pensado inclusive no nome: Texas Institute of Technology & Science (Instituto de Tecnologia e Ciência de Texas).

Tudo parece sério, até o momento em que se percebe que a sigla da Universidade seria TITS (uma gíria da língua inglesa que, geralmente, se refere aos seios ou mamilos). Logo abaixo, ele responde seu próprio Tweet, dizendo que ela terá uma mercadoria épica e será universalmente admirada. 

Logo abaixo, ele volta a brincar e diz que a taxa de adesão deverá ser paga na criptomoeda Dogecoin, e se você tiver um cachorro, você ganha um desconto. 

Apesar de tudo ser dito em um tom de brincadeira, nunca se sabe até onde o empreendedor e magnata vai — ou o que coloca a perder — para sustentar suas próprias piadas. 

Os 2 segredos de Elon Musk para aprender mais rápido!

Elon Musk desenvolveu duas regras essenciais para aprender tudo mais rápido. E você não precisa ser um gênio da tecnologia para implementá-las — literalmente qualquer um pode. Confira a seguir esses dois segredos:

1.

Elon Musk faz a analogia de que qualquer matéria a ser aprendida é uma árvore, com seu tronco sendo a base e os fundamentos, e os galhos e ramificações os assuntos relacionados e secundários. Se a árvore não está bem enraizada nos assuntos centrais, não há nada para sustentar o peso dos galhos. É uma questão do que é central vs. o que é periférico. 

Musk domina a arte de conseguir distinguir quais são os assuntos que são mais importantes que residem nos fundamentos de cada área em que ele trabalha. E ele começa de lá, garantindo que ele tem tudo que é necessário para conseguir firmeza antes de migrar para os conteúdos periféricos. 

Ao contrário, muitas pessoas acabam se sobrecarregando com informações periféricas que não se centralizam em nada. Assim, fica mais complicado realizar as conexões que são realmente necessárias. 

2. 

Depois de solidificar o conhecimento, como uma árvore bem forte e rígida, vem a habilidade de conseguir criar ramos que conectam essa árvore a outras.

Ainda na metáfora da árvore, Musk não apenas cria uma árvore e deixa ela lá, parada. Ele começa a explorar os seus arredores, vendo como ele consegue conectar esses galhos com os galhos de outras árvores do conhecimento que ele também cultivou. Por vezes, alguns galhos que parecem que são completamente diferentes acabam se interligando.

Um exemplo disso na carreira de Musk é quando ele conseguiu interligar a sua ideia de construir carros elétricos com a Tesla com a ideia de melhorar o tráfego com túneis mais baratos e mais eficazes, fundando assim sua empresa de infraestrutura, The Boring Company.  

Dessa forma, tudo que Musk aprendeu em sua vida, ele nunca deixou solto, ele conectou em alguma outra estrutura de conhecimento, a nível profundo. 

Em síntese, os dois segredos de Musk são: cultivar primeiro árvores fortes e depois explorar seus galhos. Depois, fazer o possível para criar conexões entre essas árvores.

10 dicas de Elon Musk para estudantes!

Todos nós em vida somos ou seremos estudantes em diversos pontos em nossas vidas. Afinal, a aprendizagem é um processo que não termina nunca! Dessa forma, podemos aprender com Musk algumas dicas, confira:

  1. Trabalhar duro e constantemente é uma das formas de diminuir as chances de fracasso;
  2. Aprender a delegar efetivamente desde cedo evita que você faça mais do que deveria fazer;
  3. Sonhe grande e não deixe com que o fracasso derrube você;
  4. Aprenda a priorizar o que é realmente relevante para você;
  5. Faça uma rotina e evite sair dela;
  6. Não perca tempo demasiado com coisas que vão tirar você do seu foco (como redes sociais e televisão);
  7. Não se apoie somente nos seus pontos fortes, saia da sua zona de conforto e aprenda coisas novas;
  8. Aprenda a ser seu próprio juiz e advogado de defesa;
  9. Não dê atenção para todo tipo de opinião, saiba filtrá-las;
  10. Esteja focado naquilo que você quer e nunca se esqueça o porquê você quer.

Elon Musk é uma figura controversa quando falamos sobre formação. Apesar de não ser muito fã do ensino convencional, ele também tem seus diplomas e títulos acadêmicos. De qualquer forma, é inegável que Musk é uma pessoa que detém muito conhecimento, além de saber precisamente como aplicá-los e onde. Ao longo de sua trajetória, Musk coletou tudo que aprendeu e converteu no que conhecemos hoje como as indústrias mais disruptivas da atualidade, como a SpaceX e a Tesla. 

Saber como Musk aprende e como foi sua formação ajuda a nos inspirarmos a perseguir nossos objetivos e um dia podermos contar com nossa carreira dos sonhos. Afinal, se seguirmos seus passos e seus direcionamentos, é ainda maior a chance de termos sucesso naquilo que desejamos. 

Qual é sua opinião sobre o ponto de vista de Elon Musk sobre a educação? De qualquer forma, leia agora um pouco sobre quais são os melhores 10 métodos de estudo de acordo com seu perfil!

Deixe um comentário
Você também pode gostar