Já ouviu falar da palavra “tag” e pegou-se questionando “afinal, o que é tag?”? Imagine o seguinte cenário: você entra em um site de receitas de doces e procura por bolos. Ao dar prosseguimento na sua busca, o que você verá nos resultados? 

Sim, receitas de bolos dos variados sabores e formatos. 

No entanto, graças às organizações internas dos sites, você pode filtrar o que deseja, por exemplo, por sabores (limão, morango e nozes), formatos (quadrado, redondo) ou até por ingredientes (com ou sem açúcar, livre de glúten, etc).

Pode não parecer, mas essa possibilidade de buscar resultados mais específicos pode ser feita por meio das tags. Portanto, tags são etiquetas que ajudam na classificação e identificação de resultados. Entretanto, seu uso vai além disso e, de certa forma, revolucionou a maneira como qualquer conteúdo pode ser trabalhado na Internet. 

Neste texto, vamos explicar o que são as tags e como elas mudaram a forma de organizar informação na internet. Fique com a gente!

O que é tag?

As tags, traduzindo para o vocabulário brasileiro, significam etiquetas ou rótulos. Conforme falamos, sua finalidade é classificar, separar ou delimitar assuntos, arquivos e até produtos.

Ou seja, encontrar e identificar o que você quiser. 

Um exemplo prático: se você tem um blog de notícias gerais e tem uma área que faz cobertura de assuntos internacionais, você pode usar uma tag “Estados Unidos” e outra “Europa” ao classificar notícias. 

Sendo assim, seria possível filtrar matérias somente sobre os Estados Unidos ou Europa. Ou seja, apesar de pertencerem à mesma categoria (Notícias Internacionais), ambas possuem tags diferentes que ajudam a filtrar ou personalizar um assunto. 

De forma sucinta, tags limitam as partes mais importantes de alguma temática, seja ela um vídeo, um produto, uma matéria de um blog ou até mesmo uma imagem

Diferença entre categoria e tag 

Mais acima, falamos sobre “categoria”. Por isso, é importante entender a diferença entre categorias e tags

Categorias são organizadas de forma ordenada, hierarquicamente falando. Já as tags, não podem ser organizadas dessa maneira, pois são palavras relacionadas a uma temática específica.

Exemplo: 

Política (categoria) – CPI e Reforma Política (tags)

Investimento (categoria) – criptomoedas, renda fixa (tags)

Note, por exemplo, que o uso de tags e categorias pode variar conforme o planejamento de distribuição de informação. Um site em que o assunto principal é criptomoedas poderá ter uma tag relacionada ao Bitcoin — a criptomoeda mais famosa do mundo. 

É importante notar que categorias e tags servem, sobretudo, para organização. 

Categorias abrangem informações mais gerais sobre uma temática; tags são ainda mais específicas, podendo especificar assuntos, produtos ou serviços em uma categoria. Em outras palavras, uma categoria pode ter várias tags.

Além disso, tags também diferem de hashtags, pois, no caso, a hashtag vem acompanhada da cerquilha (#), muito utilizada em redes sociais. Já as tags, não fazem uso dessa marcação em seus textos.

Para que serve uma tag e onde são usadas?

Conforme falamos, tags servem para orientar a hierarquia da informação. 

Em alguns casos, o usuário sequer consegue reparar e aí entra uma das principais funções da tags.

Como sabemos, hoje, o Google é um dos principais pontos de centralização da informação. Basicamente, qualquer dúvida da internet pode ser procurada por lá. 

Mas para a resposta a aparecer para a pergunta certa é necessário que os sites estejam bem organizados. Isso porque o Google basicamente vasculha toda a rede mundial de computadores e nesta “varredura virtual” separa, classifica e armazena informações dos portais mundo afora.

Logo, um site bem organizado (sim, com tags) “ganha pontos” com o Google na hora de serem exibidos na parte mais alta das buscas do Google.  

Ok, entendemos a função. Mas em quais lugares podemos usar tags. Basicamente, em qualquer site:

1 – Ecommerce:

Para taguear (o ato de usar uma tag) produtos como sapatos, bolsas e vestidos.

2 – Publicadores de conteúdo:

No Medium, por exemplo, você pode publicar um artigo e escolher a opção de inserção de tags, para que seu artigo seja identificado por assuntos específicos. 

3 – Blogs de notícia

Ao escolher classificar assuntos dentro de temas macros como política, economia, atualidades, dentre outros;

Tags: peça-chave na organização

A utilização de tags é uma das atividades mais importantes na organização de sites, portais, e-commerces e blogs. Conforme falamos, com a quantidade de informações que encontramos, é quase impossível encontrar o que procura sem uma boa organização de categorias e, sobretudo, tags.

Além de oferecer uma boa experiência em um site, o uso de tags também facilita que as informações sejam disponibilizadas em motores de busca com o Google e o Bing. Portanto, sempre que possível, utilize tags para a organização de conteúdo na internet.

Gostou do nosso conteúdo? Que tal ler agora sobre o que é 5G, como funciona e qual a previsão para sua chegada no Brasil?

0 Shares:
Você também pode gostar