O desperdício de recursos é, sem dúvidas, um dos principais desafios enfrentados em um projeto. Mas você sabia que existe um método ágil focado justamente em resolver essa questão. Isso mesmo, ele se chama metodologia Lean e busca reduzir os índices de desperdício nos processos de um negócio, aumentando a qualidade do produto e a satisfação de clientes. Já ouviu falar dele?

Trata-se de um método antigo que vem auxiliando diversas pessoas em posição de gestão, inclusive pela famosa empresa automobilística, Toyota. Ficou com curiosidade para entender mais sobre a metodologia Lean ? Neste post, vamos nos aprofundar no assunto, explorando os seguintes pontos:

  • O que é metodologia Lean?
  • Como funciona a metodologia Lean?
  • Quais as principais vantagens de usar a metodologia Lean?
  • Como usar a metodologia Lean?

Boa leitura!

O que é metodologia Lean?

Originado do inglês, o termo lean pode ser traduzido como “enxuto”, e essa é basicamente a principal característica desse método. De forma simples, podemos dizer que a metodologia lean busca evitar o desperdício de recursos, cortando todos os custos que não são essenciais para garantir a qualidade do produto ou serviço.

Para atingir tal objetivo, esse método ágil conta com alguns pilares, como:

  • busca por eficiência;
  • adoção de um fluxo contínuo, ou seja, as atividades são realizadas sem interrupções;
  • busca por um alinhamento que abranja a melhor sequência de atividades que geram valor;
  • uso de produção puxada, o que reduz o desperdício, pois as atividades só são realizadas após serem solicitadas.

Dessa forma, a metodologia Lean permite a otimização da gestão de recursos, sejam eles de tempo, espaço, energia ou orçamento. Por consequência, todos os processos são melhorados, e os produtos ou serviços são entregues em conformidade com a solicitação do cliente. Tudo dentro do prazo especificado e com a qualidade desejada.

O conceito da filosofia lean começou a ser aplicado no Japão na década de 1980 e pode ser utilizado em qualquer área — não apenas na programação. Contudo, no ramo do desenvolvimento de software, o lean tem uma aplicação muito útil, visto que auxilia a eliminar funcionalidades e tarefas desnecessárias, permitindo que um produto de maior valor agregado seja entregue ao cliente.

Por fim, vale lembrar que, apesar de serem parecidas, a metodologia lean se diferencia da Six Sigma, na medida em que o foco da segunda está voltado para a eliminação de custos por meio da redução de processos. Já a primeira abrange a redução de todos os tipos de desperdícios que podem ser encontrados em um negócio. Por sua vez, alguns gestores aplicam as duas metodologias juntas, o que originou o conceito de Lean Six Sigma.

Como funciona a metodologia Lean?

A metodologia Lean faz parte de um grupo de técnicas de gestão que são classificadas como metodologias ágeis. Originados a partir do Manifesto Ágil, esses métodos oferecem mais flexibilidade, rapidez e eficiência, tornando os processos mais simples, iterativos e dinâmicos. São também metodologias que buscam reduzir as burocracias entre processos e gerar valor a cada entrega.

Seguindo esses princípios, o foco da metodologia Lean é buscar uma solução que entregue o máximo de valor para o cliente usando o mínimo de recursos possível. Por isso, um dos pontos essenciais do lean é entender o que o cliente vê como valor. Isso significa que não adianta entregar um produto cheio de funcionalidades se elas não são fundamentais para resolver a dor de consumidores.

Sendo assim, é preciso compreender que, se uma solução apresenta recursos que não estão diretamente ligados ao problema do cliente, na verdade eles são desperdícios que podem — e devem — ser evitados.

Além disso, outro aspecto interessante da metodologia Lean está ligado aos fluxos de trabalho do negócio. Nesse sentido, ela busca categorizar os processos em 3 classes diferentes:

  1. fluxos que geram valor para clientes;
  2. fque não geram valor direto para clientes, mas que são fundamentais para a entrega do produto;
  3. fluxos que não geram nenhum tipo de valor para clientes.

Após essa divisão, é possível eliminar os fluxos que não geram valor, o que simplifica e reduz o processo produtivo.

No mais, a metodologia lean também preza pelo aprimoramento constante, ou seja, os processos devem ser frequentemente analisados. Assim, é possível encontrar aqueles que ainda não estão totalmente otimizados, verificando as melhorias que podem ser aplicadas a eles.

Quais as principais vantagens de usar a metodologia lean?

A partir da aplicação do método ágil lean em seus projetos, é possível perceber uma série de benefícios. Entre eles, podemos destacar os seguintes:

  • aumento da eficiência e da produtividade;
  • redução nos prazos de entrega;
  • melhoria na qualidade dos serviços ou produtos entregues;
  • descomplicação do processo produtivo;
  • redução de desperdícios e custos;
  • melhoria no aproveitamento dos recursos disponíveis;
  • sincronia nas etapas de produção;
  • redução do ciclo de produção.

Como usar a metodologia lean?

Agora que você já sabe o que é a metodologia lean, talvez tenha interesse em entender como aplicá-la em um projeto ou negócio, certo? Vamos falar sobre isso na sequência.

O primeiro passo para aplicar esse método no seu negócio é, obviamente, identificar o que gera valor para o seu cliente, avaliando regras de negócio, fluxos de trabalho e até o que será entregue na solução. Dessa forma, você poderá identificar onde estão os primeiros pontos de corte.

Em seguida, também é importante avaliar quais são os principais geradores de desperdícios. Alguns deles podem ser:

  • processos dependentes uns dos outros que não estão sincronizados adequadamente, o que gera atraso na produção, visto que o fluxo de trabalho é interrompido;
  • acúmulos de tarefas pela mesma pessoa;
  • falhas em fluxos e funcionalidades do produto;
  • fluxos de trabalho extremamente complexos;
  • problemas de comunicação entre profissionais;
  • tarefas paradas que estão aguardando a finalização de uma etapa ou que alguém fique disponível para fazê-la.

Além disso, algumas ferramentas e métodos podem ser usados para aplicar a metodologia lean com eficiência. São elas:

  • Produção Just in Time;
  • Manutenção Produtiva Total;
  • Jidoka;
  • 5S;
  • Poka Yoke;
  • Sincronização com Takt Time;
  • Diagrama de Causa-Efeito;
  • Os 5 Porquês;
  • Sistema Pull;
  • Canvas;
  • Scrum;
  • Análise Modal de Falhas e seus Efeitos;
  • Fluxo Contínuo de Informações, entre outras.

Como foi possível perceber, a metodologia lean é eficiente para reduzir os custos provenientes de trabalhos desnecessários no seu negócio, focando em gerar o máximo de valor para clientes. Aplicando-a em seus projetos, certamente você terá resultados mais satisfatórios.

Gostou do post e quer saber mais sobre o assunto? Então, aproveite a visita e confira nosso próximo artigo sobre metodologias ágeis!

14 Shares:
Você também pode gostar