As entrevistas de emprego acontecem nos mais variados formatos e combinações. Muitas entrevistas incluem etapas extras em seus processos seletivos que serão capazes de identificar habilidades e características necessárias para a empresa e a vaga que está sendo ofertada. Uma dessas etapas pode ser uma redação para entrevista de emprego. 

Muitas pessoas não têm conhecimento de que há a possibilidade de haver essa etapa e acabam não se preparando para escrever um texto. Como nem sempre é possível prever o que vai acontecer em uma entrevista de emprego, é importante preparar-se para toda e qualquer ocasião. 

Por conta disso, trouxemos neste texto um guia sobre como se preparar e impressionar em uma possível etapa de redação durante uma entrevista de emprego. E o que exatamente você precisa saber? Confira a seguir:

Boa leitura!

Qual a importância de se preparar para uma entrevista de emprego?

A verdade é que muito dificilmente alguém será capaz de impressionar e conseguir a tão desejada vaga sem preparação prévia para uma entrevista de emprego. Os motivos para isso são variados. Primeiro, o mercado de trabalho é altamente competitivo e a concorrência estará definitivamente preparada para a entrevista. Segundo, as empresas querem ter certeza de que estão contratando uma pessoa que se identificará com a cultura e se adequará bem às equipes e times de trabalho. 

Dessa maneira, apresentar-se sem preparação em uma entrevista de emprego é quase dizer para as pessoas entrevistadoras “Ei, não tenho tanto interesse assim nessa vaga.”. Logo, é importante demonstrar que você estudou previamente sobre a empresa, como ela funciona, qual sua cultura, seus valores e que tem as razões bem definidas para querer a vaga

Antes de prosseguir, aproveite e faça o download do checklist de currículo para aprender o passo a passo para fazer um currículo completo e atraente para as empresas.

banner para download de checklist. imagem como botão escrito "baixar"

Voltando ao assunto… isso funciona também quando a questão é redação para entrevista de emprego. Algumas vezes, como explicaremos melhor adiante, a redação pode ter relação direta com a forma com a qual a empresa trabalha e com os valores que ela transmite. Não ser capaz de fazer essa redação não só pode causar uma primeira má impressão como acabar ocasionando a eliminação no processo seletivo

Por que as empresas pedem redação para entrevista de emprego?

Para alguns cargos, uma das habilidades essenciais é a capacidade de expressar-se de maneira coerente na modalidade escrita da língua. Por isso, as empresas apostam em uma redação. 

Com a redação, é possível ver qual é o nível de domínio da gramática normativa da língua portuguesa, além de compreender como você consegue estruturar, organizar e transmitir informações

Algumas empresas ainda pedem redações que incluam uma argumentação ou opinião. Com isso, elas querem avaliar como é a maneira que você se posiciona, qual é sua mentalidade e como você argumenta frente a um fato. Isso é importante também para identificar se há conexão entre você e a cultura da empresa. 

Quais temas são mais comuns de aparecerem em uma redação para entrevista de emprego?

Infelizmente, assim como na maioria dos processos seletivos, não é possível indicar com certeza qual será o tema da redação para entrevista de emprego. Assim, a dica é preparar-se para qualquer tema que possa vir a aparecer. 

No entanto, como essa redação é focada para uma vaga de emprego, podemos delimitar um pouco a abrangência de assuntos que poderão ser abordados nessa proposta. Veja agora, quais temas normalmente são requisitados em uma redação para entrevista de emprego:

EMPREGO E TRAJETÓRIA PROFISSIONAL

Quando a empresa é mais tradicional, tem uma forte trajetória no mercado e longos anos de atuação, geralmente a redação que pode aparecer é sobre a trajetória profissional. Normalmente, nesse tipo de redação, você deve destacar um feito profissional relevante e contar como você chegou até lá

Assuntos normalmente abordados:

  • Habilidades profissionais;
  • O que você poderá contribuir para a empresa;
  • Futuro profissional;
  • Sua motivação para com a vaga;

A EMPRESA

Por vezes, o tema da redação pode ser acerca da própria empresa. Essa é uma forma de demonstrar que você está por dentro sobre os processos, a missão e os valores da empresa antes mesmo de entrar. Esse é mais um motivo para preparar-se bem antecipadamente e ter algumas informações e dados estruturais sobre a empresa. 

Assuntos normalmente abordados:

  • Porte e situação atual da empresa no mercado;
  • História da criação da empresa;
  • Projetos da empresa;
  • Você na perspectiva da empresa; 

ATUALIDADES

Se o intuito da redação for somente identificar como você se comunica e estrutura um texto, é bem provável que a redação seja uma dissertação argumentativa sobre um tema da atualidade. Os temas da atualidade servem para demonstrar que você é uma pessoa conectada e presente no mundo, sabendo o que se passa ao seu redor. 

Assuntos normalmente abordados:

  • Geopolítica (de uma maneira mais neutra ou de acordo com o viés da empresa);
  • Novas tecnologias;
  • Questões contemporâneas (por exemplo, gênero sob a ótica empresarial);
  • Relações internacionais;

“QUEM SOU EU”

Esse é um dos temas mais abordados e também um dos mais complexos para serem escritos. Afinal, falar sobre si é um tema que proporciona diferentes e vastos caminhos a serem percorridos. Prefira falar de você sobre a perspectiva acadêmica e profissional, sem esquecer de inserir pontuais e relevantes informações pessoais sobre sua personalidade ou valores. 

Assuntos normalmente abordados:

  • Paixões e motivações;
  • Maior desafio até então;
  • Futuro (pessoal e profissional)
  • Sonhos e desejos;
  • Habilidades interpessoais mais marcantes.

TEMA LIVRE

Esse pode parecer o tema mais fácil. Afinal, é somente falar sobre qualquer coisa. Entretanto, é aí que mora o perigo. São tantos caminhos para percorrer, como escolher justamente aquele que a pessoa entrevistadora quer ler? Para isso, escolha falar sobre algo que permita puxar para o lado profissional e evidenciar suas habilidades, conquistas e qualidades. 

DICA: Muitos dos temas exigem falar sobre experiência profissional prévia. Se é sua primeira entrevista de emprego, inclua experiências acadêmicas, projetos, intercâmbios, ou qualquer coisa que permita demonstrar suas habilidades. 

Como estruturar uma redação para entrevista de emprego?

Redação para entrevista de emprego

Neste tópico, vamos conferir como você pode estruturar um modelo de redação para entrevista de emprego que servirá como base para a construção de qualquer outra proposta que venha a encontrar. É importante fazer as adaptações necessárias a depender do que for pedido em cada entrevista. 

TAMANHO

Um tamanho adequado para uma redação comum é entre 20 e 30 linhas. Escrever menos que isso não dará contexto suficiente do que estará sendo explanado, e escrever mais do que isso pode acabar fazendo com que a pessoa corretora — que estará analisando várias redações — não finalize a leitura. 

No entanto, é sempre indicado prestar atenção nas instruções e procurar por informações acerca da quantidade de linhas recomendadas para cada redação.

CABEÇALHO

Caso não haja um espaço reservado para isso — e não haja instruções referentes a isso — você pode fazer um cabeçalho indicando algumas informações, como:

  • Nome completo;
  • Contato;

TÍTULO

Pode não parecer, mas o título é uma das seções mais importantes da sua redação. Será o primeiro lugar que a pessoa corretora verá e também a primeira impressão e informação acerca do que você escreveu. Por isso, é importante investir certo tempo na confecção do título. 

Não faça nada que seja clichê ou extremamente direto, ou você pode tirar a vontade da pessoa ler sua redação. A ideia é que você consiga conectar a ideia central do seu texto com a conclusão, fazendo uma alusão e dando sentido completo ao seu título.

Algumas pessoas preferem deixar o título para o final, assim é mais fácil pensar em algo que contemple o que foi abordado no texto. No entanto, lembre-se de colocá-lo, afinal, é bastante fácil apenas finalizar o texto e esquecer-se de colocar o título. 

INTRODUÇÃO

Essa deverá ser a parte mais curta da sua redação, mas também é a mais importante. A introdução deverá ser o gancho necessário para o restante da redação. Dessa forma, invista em uma comedida provocação, em que você consiga apresentar qual será o argumento ou ideia central e ainda deixar quem esteja lendo com certa curiosidade do que está por vir. 

Uma boa tática é começar contando uma breve história ou situação e depois levantar alguns questionamentos. A partir desses questionamentos, será possível desenvolver nos seguintes parágrafos. 

DESENVOLVIMENTO

A parte de desenvolvimento poderá contar com dois ou mais parágrafos, a depender do tamanho da redação que está escrevendo. Normalmente, essa parte é composta por três parágrafos

Nestes parágrafos, você deve apresentar em detalhes qual é a tese central do texto, apresentar dados, argumentar, apresentar informações contrárias à sua opinião e refutá-las, entre outras. Lembre-se sempre de trazer também citações e ideias de outras pessoas autoras, jornalistas ou especialistas para embasar sua tese. 

É importante trazer bastante conteúdo e também um toque pessoal seu, para não ficar algo completamente rígido. 

CONCLUSÃO

A conclusão é o momento em que você reúne tudo que foi apresentado e dá uma marca de opinião. Se for uma dissertação, é comum que haja uma indicação de resolução para a situação apresentada. Também, é o momento de amarrar todas as informações do texto juntamente ao título, para que ele pareça uma unidade só. 

10 dicas do que fazer e o que não fazer em uma redação para entrevista de emprego!

O QUE FAZER EM UMA REDAÇÃO PARA ENTREVISTA DE EMPREGO

Vamos conferir agora algumas dicas de o que fazer para entregar uma redação para entrevista de emprego adequada e causar uma boa impressão: 

DICA 1: INVISTA EM CONECTIVOS

Conectivos são palavras que não têm sentido isolado, sendo utilizadas primariamente como maneira de conectar duas informações. Como já dissemos nesse texto, sua redação precisará aparentar ser uma unidade — ou seja, os parágrafos não podem ser lidos separadamente, de maneira desconexa. 

Assim, procure criar uma linha de raciocínio bem nítida e percorra-a, conectando toda informação por meio de conectivos. Uma lista útil de conectivos para redação é:

  • Adicionalmente;
  • Embora;
  • No entanto;
  • Todavia;
  • Inicialmente;
  • em primeiro lugar;
  • Contudo;
  • Etc.;

DICA 2: OBJETIVIDADE É A CHAVE

Não precisa dar voltas para chegar na informação! Procure sempre empregar uma linguagem bem simples e direta que vá objetivamente ao ponto. Assim, você pode focar no que realmente importa, que é o conteúdo da mensagem, e não na aparência.

DICA 3: VERIFIQUE SE HÁ COERÊNCIA

Uma coisa é ter a informação em nossa cabeça. Como já sabemos o que estamos pensando, é bastante simples acessá-la e entendê-la de maneira desordenada. No entanto, ao transmitir essa informação para outra pessoa que não necessariamente pensa como a gente, precisamos ter uma noção mínima de organização para que nosso texto não seja uma bagunça completa. 

Logo, é importante imaginar uma linha e seguir, passo após passo, adicionando informações novas que se conectam com as anteriores. Se nos perdermos dessa linha, poderemos começar a estruturar um texto desordenado que não apresentará nenhuma coerência para a pessoa corretora. 

DICA 4: TENHA EM MENTE QUAL É O PONTO CENTRAL ANTES DE ESCREVÊ-LO

É importante considerar um planejamento mental antes de realmente colocar em prática sua redação. Para isso, você deverá definir o ponto central — ou sua opinião, caso seja argumentativo — antes de começar a escrever, deixando bem explícito para você sobre o que você deverá falar.

Isso ajudará a definir uma linha bem nítida de construção do texto que deverá ser seguida, para manter a coesão e a coerência entre os parágrafos, sem fugir da ideia central e do tema proposto. 

DICA 5: USE FIGURAS DE LINGUAGEM — COM CAUTELA!

Figuras de linguagem são recursos linguísticos que podem trazer uma certa originalidade para nosso texto. Geralmente, os mais utilizados em textos que são redações são a metáfora e a analogia. Tanto a metáfora quanto a analogia são formas de criar comparações utilizando figuras que são semanticamente semelhantes. Um exemplo é dizer que alguma coisa “é só a ponta do iceberg” para indicar que há questões mais complexas por trás.

Se você tiver facilidade com esses recursos, você pode utilizá-los de maneira bastante comedida em partes como introdução e conclusão, em que há maior liberdade argumentativa. Deixe os parágrafos do meio para uma exposição mais objetiva das informações. 

No entanto, caso não tenha muita facilidade com escrita e construção de sentido por meio de figuras de linguagem, prefira deixar esses recursos de lado. É melhor você apostar no mais simples do que tentar rebuscar um tema e acabar fugindo da proposta. 

O QUE NÃO FAZER EM UMA REDAÇÃO PARA ENTREVISTA DE EMPREGO

Tome cuidado com essas armadilhas ao escrever uma redação para entrevista de emprego:

DICA 1: CUIDADO COM VOCABULÁRIO

Ao escrever um texto, é importante que você se atente ao registro textual, que é o grau de especialidade, formalidade e o canal de comunicação. Isso significa que você precisa pensar como, para quem e de que forma você tem que escrever seu texto. Como é uma entrevista de trabalho, você não poderá incluir, por exemplo, palavras que são consideradas ofensivas ou informais, como gírias. Também, você não poderá inventar palavras. Em adição, evite abreviações de palavras e termos que estão em língua estrangeira.

DICA 2: EVITE PALAVRAS DIFÍCEIS

Engana-se quem pensa que ganhará pontos adicionais por trazer termos difíceis e complexos para a redação. O motivo para isso é que, por não utilizarmos com frequência tais palavras, podemos ter uma noção errada do que ela significa. Ao colocarmos numa redação formal, pode ser que não faça tanto sentido quanto achamos que faria. Por isso, fixe no que você tem pleno conhecimento!

DICA 3: EVITE REPETIR ESTRUTURAS E PALAVRAS

Quando terminar, faça uma leitura atenta de seu texto, repetindo todas as palavras. Note, ao fazer isso, se não há repetição de estruturas gramaticais ou palavras em um espaço curto de sentenças. Esse tipo de repetição prejudica a leitura e faz com que você perca pontos na confecção do seu texto. 

DICA 4: NÃO EXPLIQUE DEMAIS!

Pode acontecer de você ficar sem informação para inserir e decida reescrever o que acabou de escrever com outros termos. No entanto, isso acaba se configurando como redundância, o que não é bem visto em redações. Logo, se você está começando uma frase com “ou seja”, verifique se é realmente necessário explicar o conceito de algo ou se você estará apenas repetindo informação antiga que não precisa ser explicada novamente. 

DICA 5: USE MAIS PONTOS FINAIS QUE VÍRGULAS

Quando concluir um assunto ou sentença, utilize o ponto final. Por vezes, temos a necessidade de ir prolongando a sentença por meio de vírgulas. No entanto, isso faz com que a pessoa que está lendo se perca em qual informação era relevante naquele trecho e não compreenda o sentido empregado. 

Desse modo, prefira fechar a ideia em poucas palavras com um ponto final do que prolongá-la utilizando vírgulas. 

De fato, fazer uma redação em uma entrevista de emprego pode ser motivo de bastante ansiedade — ainda mais quando não sabíamos que isso seria pedido. Por conta disso, é bom se preparar para qualquer situação e ter as informações necessárias na ponta do lápis. Caso acredite que escrever não seja seu forte, pratique diversas vezes antes de uma entrevista, mesmo se nada foi dito em relação a uma redação. 

Coloque as dicas em prática e não se esqueça de revisar tudo antes de entregar a redação definitivamente para a pessoa avaliadora. Com um pouco de atenção, foco e prática, certamente você será capaz de proporcionar uma boa redação para entrevista de emprego para a empresa que deseja se candidatar

Se você gostou de conferir essas dicas sobre redação para entrevista de emprego, não deixe de conferir sobre como escrever a seção de objetivo profissional do seu currículo!

2 Shares:
Você também pode gostar