Você já ouviu falar em Squad? A metodologia de produtividade aplicada pelo Spotify, player sueco de streaming de música, ficou muito conhecida por pessoas desenvolvedoras e empresas nos últimos tempos, e o motivo é simples de entender: ela é eficaz!

Mesmo quando se utiliza metodologias ágeis, um dos grandes problemas das empresas, principalmente as startups, é atingir um bom nível de produtividade do seu time, e o segredo para isso pode estar na hora de montar uma equipe.

O diferencial do Squad está em montar times pequenos e multidisciplinares, reunindo especialistas em várias funções. Se o conceito ainda parece confuso para você, não se preocupe! Neste post, vamos explicar:

  • O que é Squad;
  • Como funcionam os Squads;
  • Como usar esse modelo para aumentar a produtividade;
  • Quais as vantagens de utilizar Squad.

Boa leitura!

O que é Squad

Provavelmente, você já deve ter visto algum filme de Hollywood no qual um grupo de pessoas militares é separado para uma missão, não é mesmo? Muitas vezes, esse pequeno esquadrão é formado por uma pessoa pilota, uma da área da saúde, atiradoras e outras especialidades que podem agregar habilidades e conhecimentos para o cumprimento do objetivo.

Fato é que essa visão de esquadrão não é algo que existe apenas em filmes. Ela é uma realidade militar, utilizada em missões e que imita uma versão reduzida de um exército, tendo autonomia para agir e executar seus objetivos de maneira independente do time todo.

O conceito de squad no mundo dos negócios e empresarial é muito semelhante. Assim, temos um determinado objetivo e contamos com profissionais das mais diversas áreas. Assim, é possível juntar pessoas em pequenos times para que cumpram uma missão.

Conceituando corretamente dentro do contexto corporativo, principalmente voltado para a tecnologia, podemos dizer que o squad é um modelo de organização no qual dividimos toda a equipe em pequenos times multidisciplinares. Cada um desses squads é responsável por uma parte do projeto, tendo total autonomia para agir conforme achar necessário, definindo prioridades e tomando decisões.

Trazendo isso para o contexto de desenvolvimento de software, temos algumas figuras básicas dentro do squad, por exemplo, pessoas desenvolvedoras, pessoas designers, gerentes de projetos e outras áreas. Além disso, operar em squads não interfere na utilização das metodologias ágeis, ou melhor, até garante uma maior eficácia de sua aplicação, uma vez que times pequenos conseguem gerenciar melhor suas demandas.

Como funcionam os Squads

Um squad deve ter várias características para atingir o seu objetivo de trazer produtividade para uma empresa. Entre os pontos básicos que essa estratégia deve atingir para estar 100% funcional em uma organização podemos destacar:

  • perfil intraempreendedor ─ o time multidisciplinar deve estar totalmente alocado no projeto e focado na inovação interna;
  • blindagem contra erros ─ com autonomia, falhas podem ocorrer, mas isso é normal e as tentativas devem continuar a ser encorajadas;
  • gestão ágil ─ a aplicação de metodologias ágeis e o autogerenciamento devem estar presentes acompanhando os squads e seus membros;
  • entregas bem definidas ─ o time deve ter claro o que pode ser considerado uma entrega de sucesso, evitando o retrabalho;
  • comunicação ─ reuniões que possam contar com representantes de todas as áreas garante uma melhor comunicação entre os squads e que todos possam estar alinhados com os objetivos e passos do projeto em que atuam;
  • autonomia ─ o squad deve ser livre para tomar suas próprias decisões em relação a como fazer e em quanto tempo fazer;
  • objetivos ─ a meta sempre será mais importante do que o meio.

Além dessas características acima, uma política de squad não tem apenas esse modelo de organização. Existem outras estruturas organizacionais que se sobrepõem. Vamos a elas!

Guild

A guilda, assim como nos games — para quem está familiarizado — reúne todos os profissionais de uma mesma especialidade dentro dos vários times, ou seja, temos a guilda de pessoas programadoras a de designers, entre outras. Isso possibilita uma troca de informações entre esses colaboradores e colaboradoras em sua área de atuação, especificamente.

Chapter

Os chapters são as linhas de comunicação entre os vários squads. Cada squad tem um colaborador que deve estar em contato com os demais responsáveis por outros, criando assim um modelo simples para repasse de informações, esclarecimento de dúvidas e outras demandas.

Tribe

Por fim, a última aglomeração de profissionais é a tribe. Esse agrupamento reúne os squads que esão trabalhando em coisas parecidas ou estão inseridos em um mesmo projeto, cooperando e tirando dúvidas mutuamente.

Como usar esse modelo para aumentar a produtividade

Muitas empresas acreditam que basta realizar uma divisão em squads e já será possível obter os benefícios, mas a realidade é um pouco mais complexa do que isso. Avançar em direção a essa metodologia exige uma postura diferenciada por parte da empresa e dos colaboradores.

Algumas dicas de como isso pode ser feito:

  • aplicação de metodologias ágeis ─ é preciso impulsionar essa utilização;
  • foco total ─ o trabalho em squads não pode ser part-time, ele deve exigir toda a energia das pessoas;
  • mindset ─ é preciso fazer com que os membros dos times acreditem que os squads podem dar certo e são a melhor forma de organização para a gestão de um projeto ou organização.
  • confiança ─ os colaboradores e colaboradoras devem estar integrados e confiando no trabalho de cada um.

No Brasil, temos alguns exemplos de empresas que já atuam com a utilização de squads nas áreas de TI em seu ambiente de trabalho com sucesso. Conheça mais sobre elas na sequência!

Vivo

A Vivo aplicou os conceitos de squad visando obter maior produtividade e eficácia em seus projetos, utilizando os times para o desenvolvimento de seus produtos digitais.

Cada um dos squads é responsável pela criação, teste e lançamento de produtos e serviços da marca, sendo que, ao final de cada entrega, recebem uma nova missão. A empresa teve ótimos resultados com essa estratégia, melhorando sua capacidade produtiva.

Nubank

O Nubank é uma das fintechs de maior sucesso do país e se estabeleceu como um banco fora dos padrões tradicionais. Seus squads variam de tamanho — de 10 até 50 pessoas trabalhando em conjunto.

A empresa aplica o conceito de squad em todos os seus setores, desde o desenvolvimento até o financeiro, buscando tirar o máximo proveito dessa estratégia de organização. Desse modo, cada pessoa colaboradora tem um sentimento de responsabilidade com a marca.

Quais as vantagens de utilizar Squad

Por fim, temos as principais vantagens de se aplicar uma metodologia de Squad dentro das organizações. Abaixo, separamos as principais.

Maior produtividade

Certamente o principal benefício e também o mais procurado pelas empresas é o ganho em produtividade em relação ao modelo tradicional de divisão organizacional.

Isso acontece devido à redução drástica de burocracia dentro do ambiente de trabalho e à delegação de responsabilidade aos próprios colaboradores e colaboradoras, que têm autonomia em suas decisões. Como boa parte da comunicação ocorre apenas dentro do squad, suas ações são muito mais rápidas.

Engajamento

A autonomia para a tomada de decisão gera um sentimento de pertencimento nas pessoas em relação à empresa, fazendo com que ela se dedique mais e busque oferecer sempre o seu melhor. Isso é engajamento.

A remuneração deixa de ser o principal alvo, já que o ambiente de trabalho é interessante e ela pode inovar e criar, o que chama muito mais a atenção do que somente bonificações financeiras.

Colaboração

Por fim, podemos destacar também a colaboração como um dos pontos fortes dentro do conceito de squad, pois reunimos pessoas da mesma empresa em pequenos times, gerando uma maior afinidade e um senso de comunidade entre elas.

Dessa forma, todos os membros e membras de um squad sempre estarão propensos a auxiliar uns aos outros no que for preciso, gerando uma colaboração genuína .

Gostou desse conteúdo? Então não deixe de conferir também nosso texto sobre metodologias ágeis.

4 Shares:
Você também pode gostar