Não são raras as vezes em que pessoas imaginam que só é possível começar uma carreira de futuro em tecnologia a partir de uma graduação universitária tradicional, como o bacharelado. Na realidade, existem diversas formas de ingressar nesse ramo, que atendem a diferentes demandas e formatos de rotina. Um desses modos é conhecido como tecnólogo. 

O curso de tecnólogo surgiu em meados da década de 70, com a súbita expansão da industrialização no Brasil. Como as empresas precisavam de um número grande de pessoas especializadas para ocupar cargos recentes — e a educação superior na época sendo algo ainda mais distante da realidade de grande parte das pessoas brasileiras —, esse tipo de formação teve uma grande procura. Ainda, atualmente, ela é uma opção bastante popular dentre as pessoas que trabalham em indústrias ou empresas de tecnologia.

Vamos conhecer um pouco mais sobre essa formação e tirar algumas dúvidas pontuais sobre esse modelo de ensino especializado? Então, não perca o conteúdo a seguir:

O que é tecnólogo?

Essa palavra é utilizada para designar tanto o curso tecnólogo quanto a pessoa que possui tal especialização. 

O curso tecnólogo também é conhecido como curso superior de tecnologia, e é uma formação de nível superior com enfoque prático que visa formar uma pessoa profissional em menor tempo para que ela possa ocupar uma determinada função em uma empresa, indústria ou organização. 

Tais cursos normalmente estão inseridos dentro de um contexto de tecnologia, uma vez que o foco é formar pessoas profissionais aptas a operarem tarefas ligadas à uma área em desenvolvimento que tem bastante demanda no mercado. No entanto, o modelo se expandiu e, atualmente, essa modalidade já abarca mais de 130 opções de cursos em distintas áreas.  

Os cursos tecnólogos podem ser oferecidos tanto por instituições públicas quanto privadas, devendo somente ter sua matriz curricular reconhecida pelo MEC. 

Antes de prosseguir, aproveite e faça o download do material sobre Profissões do Futuro. O Tecnológo é uma profissão do futuro, mas há muitas outras. Entenda quais outras carreiras farão sucesso no mercado.

Banner de download de ebook sobre Profissões do Futuro

O Tecnólogo é uma graduação?

Sim. O curso tecnólogo é uma modalidade de ensino superior equivalente ao bacharelado e à licenciatura, variando somente no foco e na duração. No entanto, seu certificado também é válido como ensino superior, ou, graduação. Tal resolução foi reconhecida pelo MEC há mais de 50 anos, por volta da década de 1960.

Qual o tempo médio de duração de um tecnólogo?

A duração média de um curso tecnólogo é de 3 anos. Podem existir cursos tecnólogos com uma duração ainda menor, a partir de 1 ano e 6 meses, porém, quanto menor o tempo, consequentemente menor será o conteúdo oferecido pela instituição. 

Como funciona o tecnólogo?

Como já dito anteriormente, o tecnólogo funciona exatamente como um curso de graduação de nível superior, com aproximadamente três anos de duração. Isso significa que é obrigatório contar com um certificado de conclusão do ensino médio válido em território nacional. 

O curso tecnólogo foi pensado para uma formação mais rápida, colocando em foco somente uma área bem específica que será a de atuação direta da pessoa que estará atendendo à formação. Desse modo, apesar de contar com uma carga teórica inevitável, o curso tecnólogo busca oferecer uma abordagem mais prática, aproximando a pessoa do ambiente profissional. 

Quais são as áreas disponíveis no tecnólogo?

De acordo com o MEC, há um total de 134 cursos tecnólogos reconhecidos no Brasil. Esses cursos estão distribuídos em 13 áreas maiores de atuação conhecidas como “eixos”, sendo eles:

  • Meio ambiente e Saúde;
  • Comunicação/ Informação;
  • Infraestrutura;
  • Gestão/ Negócios;
  • Turismo/ Hospitalidade/ Lazer;
  • Controle e Processos Industriais
  • Militar
  • Recursos Naturais
  • Segurança;
  • Desenvolvimento Educacional e Social;
  • Produções:
  1. Alimentícia 
  2. Cultural e Design 
  3. Industrial. 

Quais são as matérias do tecnólogo?

A matriz curricular de um curso tecnólogo contará principalmente com matérias práticas e que demonstrem atuação real na indústria ou mercado de trabalho. As matérias ficarão a critério do curso escolhido.

Por exemplo:

Um curso tecnólogo de Gestão da Tecnologia da Informação pode contar, em sua matriz curricular, matérias como:

Antes de seguir para o próximo tópico, deseja saber quanto recebe alguém que trabalha em alguma profissão digital? Faça o download do Guia das Profissões Digitais e confira a remuneração de profissionais, juniores, plenos e sêniores de 30 carreiras digitais.

banner para download de guia das profissões digitais 2022

Quais os 5 cursos tecnólogos mais populares no Brasil?

De acordo com o Censo da Educação Superior, realizado pela última vez em 2019 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (INEP), os cursos com maior procura no Brasil são:

1 – Gestão de Pessoas

  • Quantidade de matrículas: 176.231 (Privada)
  • O que é/faz: Tal curso forma pessoas para atuarem no setor de Recursos Humanos de empresas e instituições, gerenciando e coordenando projetos para ajudar na motivação, integração e no processo de comunicação das pessoas colaboradoras. 

2 – Sistemas de Informação

  • Quantidade de matrículas: 89.248 (Privada) e  29.676 (Pública) — Total: 118.924
  • O que é/faz: Curso focado na área de TI, para formar pessoas profissionais qualificadas a gerir redes de computadores, além de monitorar e gerenciar fluxos de informações, incluindo banco de dados. 

3 – Logística

  • Quantidade de matrículas: 83.093 (Privada) e 8.700 (Pública) — Total: 91.793
  • O que é/faz: A pessoa especializada em Logística ficará responsável por administrar e gerir o processo de entregas para clientes, gerenciando estoques e pedidos e criando relatórios. 

4 – Gestão de Negócios

  • Quantidade de matrículas: 74.730 (Privada) e 13.695 (Pública) — Total: 88.425
  • O que é/faz: Curso focado na administração de empresas, em que a pessoa profissional formada nessa área atuará como uma liderança, gerenciando as pessoas colaboradoras, clientes e stakeholders de uma empresa, no intuito de otimizar processos e aumentar a produtividade. 

5 – Marketing

  • Quantidade de matrículas: 57.373 (Privada)
  • O que é/faz: Curso voltado para a área de comunicação, cujo objetivo é analisar tendências do mercado e criar estratégias e campanhas publicitárias, a fim de atrair e satisfazer clientes. Além disso, é importante para o processo de criação, manutenção e fixação de determinada marca. 

Quais as vantagens do tecnólogo?

Para alguns casos, o tecnólogo pode ser a oportunidade ideal de alavancar a carreira e conseguir estabilizar-se em determinada área. 

De fato, a maior das vantagens do tecnólogo é conseguir uma formação completa e especializada em determinada área em um curto espaço de tempo. Isso é muito útil para pessoas que já trabalham na área em questão, possuem experiência no assunto mas, pela ausência de formalização, não conseguem progredir em suas carreiras. 

Outras vantagens para o tecnólogo incluem:

  • Facilidade e rapidez no processo de ingresso no mercado de trabalho devido à alta demanda e a agilidade na formação. 
  • Uma maneira ágil de mudar de carreira;
  • Foco maior na prática e nas expectativas do mercado;
  • Não exige tanta disponibilidade de horário; maior flexibilidade. 
  • Considerando instituições privadas, a mensalidade é mais barata que a das demais graduações. 

E quais as limitações do tecnólogo?

No entanto, o tecnólogo pode apresentar algumas limitações que, para algumas pessoas, pode ser um grande empecilho, confira:

  • O curso tecnólogo — quando comparado a outras formações — não proporciona possibilidade de atuar em uma vasta opção de funções; Normalmente, por ser bem específico, a pessoa poderá atuar como tecnóloga somente na função em que se graduou. 
  • Existe certo preconceito em relação às pessoas para esse tipo de formação.
  • Pode haver instituições que não são reconhecidas pelo MEC, logo, o diploma não será válido. Para evitar isso, é possível realizar uma consulta no site do Ministério da Educação.  

Quem pode fazer o tecnólogo?

Qualquer pessoa que tenha se formado e possua certificado de conclusão do ensino médio poderá se matricular em um curso tecnólogo, tanto em instituição privada quanto pública, para a realização da formação. 

No caso das instituições públicas, é comum que haja um processo seletivo, ou vestibular, para esses casos, da mesma forma que ocorre para os cursos de graduação e licenciatura. 

Tecnólogo e curso técnico são a mesma coisa?

Não. A diferença mais substancial entre um tecnólogo e um curso técnico é que o primeiro se trata de um curso de nível superior, e o segundo é um curso de capacitação profissional complementar ao ensino médio, sendo portanto considerado educação de nível médio. 

Confira as demais diferenças entre tecnólogo e curso técnico:

TECNÓLOGOCURSO TÉCNICO
DuraçãoAproximadamente 3 anosGeralmente é concomitante aos três anos do ensino médio, porém, ele dura em média 2 anos. 
NívelSuperior Médio
ObjetivoÉ uma graduação, portanto, é pensado para a especialização e construção de uma carreira a longo prazo. Desenvolver habilidades práticas e técnicas para ingresso no mercado de trabalho.
Tem certificado?Sim Em alguns casos, sim. 
RequisitosEnsino Médio Completo.Depende do tipo. Alguns cursos técnicos aceitam ensino fundamental incompleto, enquanto outros exigem que o ensino médio esteja sendo cursado. Em alguns casos, ainda há aqueles que exigem médio completo. 

Tipos de curso técnico:

Integrado: o curso é realizado em conjunto com o Ensino Médio, oferecido pela mesma instituição de ensino.

Concomitante: o curso é realizado em conjunto com o Ensino Médio, mas em instituições diferentes. 

Profissionalizante: realizado após a finalização do ensino médio, com o intuito de inserção no mercado de trabalho.

Capacitação: Focado em pessoas que querem somente aprender um ofício, sem necessariamente precisarem ter finalizado o ensino fundamental. Não costuma ceder certificados. 

Tecnólogo e técnico de nível médio são a mesma coisa?

Não. Como o próprio nome diz, o técnico de nível médio equivale a um nível médio, enquanto o tecnólogo pertence ao nível de ensino superior.

Uma das diferenças mais expressivas entre ambos cursos é que o técnico de nível médio é uma modalidade que existe para suprir uma demanda de pessoas qualificadas para trabalhar na área de manutenção e operação. A pessoa tecnóloga, além de ter esses conhecimentos, também estará apta para gerenciar e projetar.  

Tecnólogo e curso profissionalizante são a mesma coisa?

Não. O curso profissionalizante é um tipo de curso técnico de característica livre que não necessita de reconhecimento ou aprovação do MEC. Assim, seu certificado não é reconhecido pelo Ministério da Educação. Já o tecnólogo é um curso reconhecido pelo MEC, com certificado e de maior duração. 

Quais as diferenças entre tecnólogo, bacharelado e licenciatura?

Todas as três modalidades — tecnólogo, bacharelado e licenciatura — são consideradas formas de graduação, ou seja, de ensino superior. No entanto, as semelhanças terminam por aqui. Vamos conferir algumas das diferenças entre esses modelos:

Bacharelado é o modelo de formação mais tradicional no Brasil. Ele conta com mais de 300 cursos e, segundo o censo de 2019, 66% das pessoas ingressantes em cursos superiores. Já a licenciatura conta com 19,7% na mesma pesquisa, enquanto o tecnólogo fica em terceiro lugar com 14,3%. 

TECNÓLOGOBACHARELADOLICENCIATURA
DuraçãoAproximadamente 3 anosEntre 4 e 5 anosEntre 5 e 6 anos 
NívelSuperior SuperiorSuperior 
ObjetivoGraduação com objetivo de rápida e direta inserção no mercado, com precisão na grade curricular. Geralmente contam com pessoas que já estão em determinada área no mercado de trabalho ou que desejam mudar de carreira. Oferecer uma formação mais ampla e abrangente, com uma carga de conhecimento maior. Conta com maioria de pessoas que estão ainda iniciando suas carreiras.O foco da licenciatura, além de oferecer a mesma formação crítica e ampla do bacharelado, é formar pessoas que estejam capacitadas a ministrar aulas para ensinos médio e fundamental. 
VantagensFormação mais rápida;Alta demanda no mercado;Formação especializada;Salários mais atrativos;Maiores oportunidades de carreira;Maior flexibilidade na escolha de carreirasMaior carga crítica e teórica;
Tem certificado?Sim SimSim
RequisitosEnsino Médio Completo.Ensino Médio Completo.Ensino Médio Completo.

Como está o mercado de trabalho para o tecnólogo?

Apesar de que muitas pessoas ainda têm preconceito com a formação em tecnólogo, pensando que um bacharelado ou licenciatura seriam mais eficazes na busca por emprego, a verdade é que há cada vez mais espaço para pessoas profissionais tecnólogas. 

Tanto empresas quanto órgãos públicos são cada vez mais receptivos a essa modalidade de formação, uma vez que até mesmo editais de concursos já passaram a aceitar seu certificado. 

Como o Brasil é um país em desenvolvimento, está cada vez maior a necessidade de pessoas qualificadas e com ensino superior. No entanto, como as formações em Bacharelado e Licenciatura são bastante amplas, muitas vezes há margem para que as habilidades desenvolvidas não sejam exatamente as buscadas no competitivo e acirrado mercado de trabalho. 

Com o tecnólogo sendo mais específico em sua formação e mais curto, mais pessoas profissionais estarão formadas para ocupar essas determinadas funções, atendendo à demanda crescente que vem com a expansão da economia. Além do mais, como a tecnologia é o que está ditando a tendência do mercado de trabalho, essa formação consegue atender suficientemente ao que essa área necessita. 

Inclusive, muitas áreas como Gestão de Negócios e Tecnologia da Informação apresentam cargos de tecnólogos cujos salários podem exceder os R$ 20 mil reais

Como fazer tecnólogo?

Para fazer tecnólogo, basta que a pessoa estudante tenha finalizado os estudos do Ensino Médio, garantindo seu certificado de conclusão. Depois, ela deverá buscar dentre as instituições do MEC quais oferecem o curso desejado

Após a seleção da instituição, pública ou privada, será necessário realizar os pagamentos das mensalidades, no caso da instituição privada, ou entrar em um processo seletivo, no caso das instituições públicas. 

É possível utilizar a nota do ENEM ou de vestibulares tradicionais para entrar em curso tecnólogo. Também, é possível conseguir apoios para essa modalidade, como ProUni, bolsas de estudo, etc. 

3 dúvidas comuns sobre o tecnólogo!

1. Posso fazer pós-graduação e MBA com o diploma de tecnólogo?

Sim! O tecnólogo é uma graduação assim como Bacharelado e Licenciatura. Dessa forma, ele constitui uma educação de nível superior e seu certificado é válido para prosseguir com os estudos. Também não há problemas em fazer uma outra graduação após concluir o tecnólogo.  

2. O tecnólogo é exclusivo do Brasil?

Existem outros cursos equivalentes e semelhantes em outros países, com menor tempo de duração do que as graduações mais tradicionais. No entanto, o certificado de tecnólogo (assim como de muitas graduações) é válido somente em território nacional. 

3. Os cursos tecnólogos são iguais em todas as instituições?

Não. Apesar de haver diversas instituições que oferecem os mesmos cursos de tecnólogo (mesmo com grade curricular aprovada pelo MEC), ainda pode haver diferenças entre matérias e enfoques em cada curso. É importante comparar para ver qual será a instituição que se aproxima mais do conteúdo que você deseja aprender. Algumas instituições variam no tempo, porém, é importante tomar cuidado com tecnólogos que duram menos tempo. 

5 cursos tecnólogos que você provavelmente não sabia que existiam!

1. Telemática

  • O que é: É a área responsável por gerenciar e monitorar a transferência de dados e informações entre serviços de uma rede de telecomunicação. 
  • O que faz: Realiza serviços diversos na implementação de redes comunicação e troca de dados, além de realizar protocolos para comunicação de dados.
  • Eixo tecnológico: Informação e Comunicação
  • Área de atuação: Empresas do setor de telecomunicações, telemática ou TV Digital.
  • Carreira: Engenharia Elétrica/ Ciência da Computação.

2. Produção da Cachaça

  • O que é: É a área responsável por cultivar, desenvolver, pesquisar, produzir, armazenar e distribuir cachaça e produtos derivados.
  • O que faz: É responsável por todos os processos envolvendo a produção da cachaça desde o cultivo da cana-de-açúcar. Realiza análises de nível bioquímico, supervisiona o processo de envelhecimento, desenvolve novos produtos e gerencia a manutenção de equipamentos. 
  • Eixo tecnológico: Produção Alimentícia
  • Área de atuação: Indústrias de Cachaça e derivados
  • Carreira: Engenharia Química / Agronomia

3. Rochas Ornamentais

  • O que é: É a área responsável pela extração, confecção e comercialização de rochas utilizadas como ornamentos e decorações. 
  • O que faz: Avalia a qualidade e propriedades das rochas ornamentais, gerencia equipes de processos gerais, analisa a viabilidade de extração e realiza vistorias no produto. 
  • Eixo tecnológico: Recursos Naturais
  • Área de atuação: Empresas de mineração
  • Carreira: Geociências

4. Agrocomputação

  • O que é: É a área que utiliza a tecnologia e as ferramentas digitais para conseguir prever e projetar soluções para o agronegócio.  
  • O que faz: Desenvolve e projeta soluções tecnológicas envolvendo software para realizar estudos, captar informações, utilizar racionalmente recursos naturais, analisar viabilidade econômica e ambiental, entre outros.  
  • Eixo tecnológico: Informação e Comunicação
  • Área de atuação: Empresas do setor agrícola, instituições ou centros de pesquisa
  • Carreira: Ciência da Computação

5. Comunicação Assistiva

  • O que é: Conjunto de técnicas e estratégias voltado à utilização de tecnologias que visam amenizar os obstáculos da comunicação de grupos com necessidades distintas. (Ex. pessoas Surdas, deficientes visuais, deficientes auditivos, etc.)
  • O que faz:  Planeja e desenvolve diferentes estratégias para inclusão social. Auxilia na difusão de tecnologias assistivas. Interpreta outras modalidades de comunicação que não a oral, como visuoespacial (exemplo, língua de sinais) e sensorial (Braille).
  • Eixo tecnológico: Produção Cultural e Design
  • Área de atuação: Instituições de ensino, emissoras de TV, etc. 
  • Carreira: Educação

Tecnólogo é um formato de graduação que, por ser mais curto que a licenciatura e o bacharelado, oferece uma entrada mais rápida no mercado de trabalho. Além disso, esse diploma é válido também para pós-graduações e editais de concursos públicos. A depender dos objetivos de carreira, essa pode ser uma boa alternativa, apesar de ainda haver muito preconceito. 

Gostou de conhecer mais sobre cursos tecnólogos? Leia agora um pouco sobre Letramento Digital, conheça esse termo e saiba sua importância!

1 Shares:
Deixe um comentário
Você também pode gostar