São incontáveis os benefícios reconhecidos no ambiente organizacional após a implementação de feedbacks como ferramenta de avaliação e monitoramento de performance. Afinal de contas, os feedbacks ajudam e muito qualquer pessoa a melhorar seu desempenho e estabelecem um canal de comunicação e confiança. No entanto, esse feedback pode ser feito de diversas maneiras, moldando-se ao contexto específico. Com isso, alguns tipos de feedback podem ser reconhecidos. 

Entender essa categorização dos feedbacks permite que saibamos qual tipo é mais efetivo para a situação que precisamos lidar no momento. É importante acertar nesse ponto, pois, caso o tipo errado de feedback seja entregue em um momento inoportuno, ele pode fazer mais danos do que realmente ajudar. 

Porém, não precisa se preocupar com isso! Este post foi feito especialmente para que você possa aprender mais sobre os diferentes tipos de feedback, sua categorização, em que momento eles são mais efetivos e como usá-los. Tudo isso você poderá conferir no conteúdo que estará disponibilizado nos tópicos a seguir:

Boa leitura!

O que é feedback e qual sua importância?

Feedback é um recurso ou ferramenta muito utilizado em diversos âmbitos que serve como reação a um determinado tipo de ação desempenhado por uma pessoa ou grupo em prol de um determinado objetivo comum. Como veremos mais adiante, existem várias formas de entregar feedbacks, criando diferentes tipos para diferentes situações. 

Para ilustrar um pouco a nossa definição, podemos pensar no feedback como uma resposta a uma determinada atitude. Pensemos, por exemplo, em uma pessoa colaboradora que conseguiu resolver um difícil problema que estava ameaçando o progresso da equipe. Como forma de reconhecimento, você reforça o quanto a ajuda dela foi importante e expressa a sua gratidão pelo esforço que colocou na questão. Isso é um exemplo de feedback. 

Eles são importantes pois servem de indicadores de expectativas e de progresso. Por meio deles, conseguimos ter uma noção de como nosso trabalho está sendo percebido e quão efetivo ele está sendo a partir do ponto de vista de outras pessoas. Além disso, eles ajudam a motivar e a desenvolver pessoalmente e profissionalmente pessoas colaboradoras. 

Feedbacks também são importantes ferramentas para a liderança e para a equipe de RH, pois, por meio deles, conseguirão ter um panorama geral de como está o relacionamento da equipe, o andamento do projeto, além de saber o que funciona e o que não é tão efetivo

Quais são os 10 tipos mais comuns de feedback? Exemplos!

Antes de mergulharmos nos diferentes tipos de feedback, é importante ter algumas coisas em mente. Primeiramente, os tipos de feedback se diferenciam a partir de uma mescla de diferentes características que podem se categorizar quanto ao modo, registro e conteúdo. Cada uma delas poderá conter um tipo dominante de cada uma das categorias citadas anteriormente. 

Por exemplo, em relação ao modo, um feedback pode ser entregue oralmente, ter um registro mais formal e ter seu conteúdo predominantemente negativo. Isso significa que não há como fazer um feedback de somente um tipo isoladamente, havendo a necessidade de mesclar diferentes tipos para criar um em específico. 

Vamos conhecer os tipos característicos e as categorias a seguir:

Modo

O modo diz respeito ao “modo como o feedback é entregue.” Dentro dessa categoria, você pode escolher entre dar o feedback cara a cara em uma reunião, ou escrever uma mensagem. Vamos conferir mais detalhes adiante:

1.Oral

  • O que é: O feedback oral é um tipo de feedback que é pensado para ser entregue em uma reunião, pessoalmente. Geralmente, esse tipo de feedback trata mais de questões comportamentais e emocionais, uma vez que ele é pontual — ou seja, ele será dito no momento e depois não será mais possível retornar para conferi-lo novamente (exceto em casos de gravação de voz, que é uma possibilidade). Esse feedback é entregue em reuniões 1-a-1, em situações informais, em reuniões gerais, etc. 
  • Quando é efetivo: O feedback oral é bastante efetivo para lidar com questões complexas que dependem de diálogo e debate. Por ser mais pontual, ele conta com essa questão relacionada ao momento. É importante ter em mente que ele possui mais impacto que o escrito, logo, ele pode ser bem mais efetivo para questões comportamentais e emocionais. O feedback oral permite que se crie um canal de comunicação direto e instantâneo com a pessoa com a qual se fala, dando direito à resposta. 
  • Quando não usar: Como já dito, esse tipo de feedback tem bastante impacto. Por conta disso, não é recomendado utilizar esse tipo de feedback para questões mais objetivas, como um apontamento simples ou uma pequena correção. Para garantir que ele será entregue de maneira efetiva, a pessoa remetente precisa dispor de tempo para desenvolvê-lo, por isso, é necessário uma reunião. 
  • Exemplo: Uma pessoa está se sentindo desmotivada e isso está impactando no progresso e desenvolvimento dela. Um bom feedback oral para isso seria:

Entendo pelo que está passando, é comum que isso aconteça às vezes. No entanto, eu queria lembrar você da vez que você fez… E aquela outras em que você… Nós não teríamos conseguido agir tão depressa se não fosse pela sua ideia! Você tem o que necessário e é uma pessoa muito capaz.”

2.Escrito

  • O que é: O feedback escrito é todo aquele que é transmitido a partir de mensagens escritas, seja em meios físicos ou eletrônicos. O feedback escrito pode estar presente no formulário de avaliação de desempenho, em um email ou em uma mensagem de texto no Slack ou Whatsapp.
  • Quando é efetivo: O feedback escrito é importante para reforçar questões que não devem ser esquecidas. Afinal, como ele está escrito,a pessoa pode retornar a ele outras vezes para não esquecê-lo. Adicionalmente, ele é bom para resolver questões pontuais e breves correções. É um ótimo recurso para equipes que trabalham em regime híbrido ou remoto. 
  • Quando não usar: O feedback escrito perde sua eficiência ao tentar lidar com questões muito complexas. Como não é possível transmitir outros sentidos que estão presentes na linguagem corporal, no tom da voz e nas expressões faciais, qualquer tentativa de lidar com sentimentos e emoções pode acabar sendo mal-interpretada ou excessivamente longa. 
  • Exemplo: Uma pessoa de sua equipe vive esquecendo de entregar relatórios e métricas no final do dia. Você decide enviar um email:

ASSUNTO: FEEDBACK SOBRE RELATÓRIOS.

Oi, XXXX!

Como vai você?

Ultimamente, esse projeto está de fato sobrecarregando todos nós, e isso é um fato. No entanto, eu realmente precisaria dos relatórios e das métricas no final do dia entregues por você, pois, sem eles, eu não consigo manter controle do nosso progresso e acabo me perdendo um pouco, prejudicando nossa produtividade como um todo. 

Aqui vão algumas sugestões de como você pode gerenciar melhor seu tempo:

(…)

Caso ainda esteja tendo problemas, me avise e marcaremos uma reunião para decidir o que pode ser feito.

Atenciosamente, YYYYY.

Registro

O registro é a forma como adaptamos nossa linguagem, escolha de palavras, construções sintáticas e normas gramaticais pensando no grupo e contexto aos quais desejamos entregar a mensagem. Os registros podem ser formais ou informais (coloquiais). 

3.Formal

  • O que é: O registro formal é aquele que é feito dentro das normas gramaticais e adota uma linguagem um pouco mais rebuscada. Dentro do feedback formal, não há muito espaço para descontração e flexibilidade. É inviável, nesse caso, a utilização de gírias e outras expressões mais coloquiais da língua. 
  • Quando é efetivo: O feedback formal deve ser adotado quando não há um vínculo estabelecido entre pessoas, ou seja, quando ainda não há intimidade o suficiente. Adicionalmente, o feedback formal é uma maneira de demonstrar respeito em situações de hierarquia. Deve ser usado ao dar feedbacks para pessoas não próximas ou conhecidas, para pessoas líderes ou superiores, para clientes e para registros e documentos oficiais (como avaliações de desempenho escritas). Funciona melhor em feedbacks escritos. 
  • Quando não usar: O feedback formal pode ser interpretado como senso de superioridade e até mesmo arrogância quando utilizado com pessoas de mesmo nível e de convívio constante, por exemplo, entre pessoas colaboradoras da mesma equipe. Igualmente, em feedbacks orais pode soar um pouco pedante a depender do contexto em que está inserido. 
  • Exemplo: Uma pessoa cliente envia uma avaliação para a empresa que realmente ajuda a melhorar o produto. Você quer enviar um feedback positivo de agradecimento para essa pessoa por meio de mensagem:

Saudações, XXXXX!

Gostaríamos que soubesse que sua avaliação em relação ao nosso produto foi levada em consideração e realmente nos ajudou a melhorá-lo! Por favor, continue contribuindo com nossa melhoria para que possamos sempre melhor lhe atender!

Sua opinião é sempre muito importante.

Grato,

YYYYYY.”

4.Informal

  • O que é: O feedback informal é aquele que é dado pontualmente e em situações não previamente agendadas. Não há uma preocupação constante com a gramática normativa nem com a construção. A depender do contexto e da pessoa com quem se fala, gírias são permitidas. Uma de suas maiores características é a pontualidade e agilidade. 
  • Quando é efetivo: Feedback informal é mais efetivo quando dado logo após uma ação ou comportamento. Ele funciona bem com feedbacks positivos como reforço de comportamento, uma vez que os feedbacks negativos e construtivos devem ser pensados com cautela para que não ofendam ou prejudiquem a outra pessoa. Para isso deve haver um relacionamento prévio e mais íntimo com a pessoa que o recebe.É mais efetivo para feedbacks orais, pois ambos utilizam da pontualidade, no entanto, pode funcionar bem em feedbacks escritos também.
  • Quando não usar: Não é indicado para questões complexas e negativas, já que, devido a sua rapidez, pode ser que não haja tempo de reflexão necessário para entregar um feedback que seja de fato efetivo. É importante não entregá-lo a pessoas que você não possui contato ou intimidade e, também, evitá-lo ao falar com lideranças e pessoas de diferentes hierarquias. Não utilizar em documentos oficiais. 
  • Exemplo: Uma pessoa de sua equipe subitamente não está mais trabalhando na empresa. Em meio ao contratempo de substituí-la, uma das pessoas se prontifica a cuidar das tarefas que antes pertenciam à anterior. Você quer demonstrar sua gratidão no momento em que isso acontece, para que a pessoa saiba que sua atitude está ajudando muito:

Muito obrigado, XXXX! Você não tem ideia de como sua atitude está livrando meu pescoço! Cá entre nós, isso é um forte indicador de habilidades de liderança. Pode ter certeza que não vou esquecer disso!

Conteúdo

Por fim, dentre as categorias comuns de tipos de feedback, está aquela que diz respeito ao tom da mensagem entregue, ou seja, seu conteúdo. Pode haver feedbacks com mais de um tipo de conteúdo, porém, para que a mensagem não fique confusa, é importante que haja um que seja predominante. Vamos conhecê-los:

5.Positivo

  • O que é: O feedback positivo é aquele que reforça um comportamento e reconhece a atitude de uma pessoa. Ele é usado com o intuito de motivar e demonstrar que o esforço está sendo visto e levado em consideração. É importante que esse tipo de feedback seja dado mais vezes que os de tom negativo e construtivo, pois estes últimos têm maior impacto e, quando dados em excesso, podem fazer a pessoa acreditar que não é capaz de desempenhar bem seu papel, desmotivando-a. 
  • Quando é efetivo: O feedback positivo é mais efetivo quando dado logo em seguida a alguma atitude positiva que é interessante que seja reforçada. Pode ser quando alguma pessoa colaboradora demonstrar que dominou uma habilidade que antes não tinha, quando alguém auxiliar outra pessoa em uma tarefa ou quando uma pessoa colaboradora resolve uma situação difícil. É bastante utilizada com os tipos oral e informal. 
  • Quando não usar: É importante que o feedback positivo não seja colocado junto com um negativo. Afinal, ele pode ajudar a “mascarar” a situação e confundir a mensagem, fazendo a pessoa não dar a devida importância para a questão negativa. 
  • Exemplo: Sua equipe teve um desempenho fenomenal no último trimestre, alcançando todos os objetivos por meio dos resultados-chave propostos.

Eu queria parabenizar o desempenho excepcional e o trabalho duro de todos vocês. Passamos por diversos desafios, um mais difícil que o outro, mas vocês demonstraram que não estão aqui para brincar! Vocês são uma equipe fantástica e eu não poderia pedir outra melhor. Muito obrigado por tudo!” 

6.Negativo

  • O que é: O feedback negativo é aquele que é dado com o intuito de corrigir e evidenciar uma atitude ou comportamento não adequado que pode vir a trazer resultados negativos. É facilmente confundido com críticas, logo, jamais deve ser dado a partir de um ponto de vista pessoal ou com julgamentos. 
  • Quando é efetivo: É efetivo quando há uma atitude ou ação que não pode ser tolerada ou repetida por ser prejudicial aos valores da organização ou prejudicar o progresso em relação ao objetivo. Serve para ajudar no crescimento e desenvolvimento de pessoas colaboradoras. 
  • Quando não usar: Não entregar esse tipo de feedback em público ou na frente de outras pessoas. 
  • Exemplo: Uma pessoa da equipe vem constantemente mentindo em relatórios, o que faz com que os resultados não sejam confiáveis. 

Chegou ao meu conhecimento que algumas informações que você apresentou nos últimos relatórios não são verdadeiras. Por conta disso, vamos ter que desconsiderar parte de nossos relatórios, o que não deixará com que saibamos com precisão o progresso de nossa equipe, prejudicando nosso objetivo final. Podemos conversar um pouco sobre por qual razão você sentiu necessidade de fazer isso?

7.Construtivo

  • O que é: O Feedback construtivo não é nem totalmente positivo, nem negativo. Sua intenção é puramente demonstrar analiticamente quais as áreas em que houve melhoria e discutir como pode se melhorar as áreas que não estão tendo desempenho tão satisfatório. Esse tipo de feedback tem foco no trabalho, e não na pessoa, então questões de comportamento não devem ser levadas em conta. 
  • Quando é efetivo: Feedbacks construtivos são fortes aliados de ferramentas formais de avaliação de desempenho, como a avaliação 360, por exemplo. 
  • Quando não usar: Esse tipo de feedback, por ser um pouco mais estruturado e rígido, não funciona bem em questões que precisam de motivação e apoio. Logo, para tipos organizacionais de Apreciação, por exemplo, ele pode acabar tornando-o não muito efetivo. 
  • Exemplo: Após a avaliação trimestral, você precisa entregar alguns feedbacks escritos com o resultado.

A pessoa XXXX apresentou uma melhora considerável nas habilidades de comunicação e gerenciamento de tempo. Ela trabalha bem com outras pessoas em grupo e tem forte senso de liderança. Pontos a melhorar incluem maior foco e assertividade no trabalho, além de ser capaz de conseguir equilibrar melhor vida pessoal e profissional, pois houve apontamentos de emails fora do horário de trabalho. Abaixo, se encontram algumas sugestões de como implementar isso na rotina: (…)

8.Destrutivo

  • O que é: O feedback destrutivo existe unicamente como contraponto ao feedback construtivo. Ele é mais um exemplo de como não agir ao dar feedbacks, já que não pode ser considerado um feedback tecnicamente ao não cumprir com sua característica principal, que é ser útil para o desenvolvimento de outra pessoa. Ao contrário do construtivo, ele é punitivista e foca no comportamento da pessoa, culpabilizando-a pessoalmente pelo erro profissional cometido. 
  • Quando é efetivo: Dificilmente haverá uma situação em que esse tipo de feedback será efetivo. 
  • Quando não usar: Em todas as situações em que se deseja entregar feedbacks adequadamente utilizando uma comunicação não violenta
  • Exemplo: Após perder uma venda, você culpa uma das pessoas de sua equipe em uma reunião, por acreditar que ela não se esforçou o suficiente:

Podemos afirmar seguramente que faltou força na sua apresentação. Provavelmente foi por causa dela que não conseguimos a venda. Evidentemente, você não faz a mínima ideia do que está fazendo.

Feedforward

O Feedforward não é exatamente uma categoria, já que ele é uma forma diferente de se entregar o feedback. O que diferencia feedback de feedforward é o momento de referência da ação, o qual você estará falando sobre. No feedback, a avaliação vem de uma ação que foi realizada no passado. No feedforward, você “avalia” e reforça uma situação que ainda não aconteceu. Vejamos como isso se dá:

9.Positivo

  • O que é: O Feedforward positivo fala de ações benéficas que podem ser empregadas em uma tarefa realizada mais uma vez em um futuro próximo. 
  • Quando é efetivo: Para sugestões sobre ações que acontecem com frequência, por exemplo, encontros e reuniões. 
  • Quando não usar: Quando o contexto demandar um feedback (ou seja, uma ação que já passou), ou quando você der parecer sobre um evento único e que dificilmente se repetirá. 
  • Exemplo: Após a apresentação de uma pessoa da equipe, você percebeu um grande potencial e áreas de melhorias. Logo, você convidou-a para uma reunião:

Gostei muito do que você fez ali. Quando você for fazer de novo da próxima vez, o que acha de fazer …, isso é algo que fará com que a audiência fique ainda mais focada no que você está dizendo. Você pode praticar também…

10.Negativo

  • O que é: Diferentemente do positivo, o feedforward negativo foca em ações que seriam melhores se fossem deixadas de lado em um evento que acontece frequentemente. Muitas vezes, ele consegue ser mais efetivo que o feedback negativo (caso o contexto permita sua substituição). 
  • Quando é efetivo: Para sugestões sobre ações que acontecem com frequência, por exemplo, encontros e reuniões. 
  • Quando não usar: Quando o contexto demandar um feedback (ou seja, uma ação que já passou), ou quando você der parecer sobre um evento único e que dificilmente se repetirá. 
  • Exemplo: Após a apresentação de outra pessoa da equipe, você acredita que algumas coisas não foram tão boas e quer ajudá-la a melhorar:

Na sua próxima reunião, talvez seja interessante evitar o olhar cabisbaixo e distante. Ele faz com que a gente se perca um pouco e não demonstra confiança no assunto. Você poderia também deixar um pouco de lado as longas histórias de exemplo, pois acabamos perdendo um pouco o foco.

Quais são os 5 tipos de feedback do ambiente empresarial? Exemplos!

Acima, foram apresentados tipos básicos de feedback que podem ser dados em qualquer contexto, apesar dos exemplos citados serem todos de um ambiente organizacional. No entanto, a partir desses tipos-base, alguns outros foram construídos para conseguir especificar ainda mais essa prática dentro de empresas. Vamos conferir, abaixo, o resultado disso:

11.Apreciação

  • O que é: Feedbacks de apreciação são entregues como reconhecimento de um trabalho bem realizado. 
  • Quando é efetivo: Quando pessoas colaboradoras vão além de suas expectativas e contribuem positivamente de alguma forma, seja melhorando seu trabalho, adicionando algo para a cultura da empresa, e etc. 
  • Quando não usar: Em excesso, pois pode acabar perdendo o sentido. 
  • Exemplo: Você é uma pessoa colaboradora e quer demonstrar que aprecia o apoio que a liderança fornece em todos os estágios do trabalho:

Eu gostaria de agradecer todo seu suporte e ajuda desde que eu cheguei. No começo, foi um pouco difícil de me adaptar, mas seria muito mais difícil se você não tivesse me ajudado!

12.Guia

  • O que é: Uma especificação do feedback construtivo, o feedback de guia é especialmente relevante para pessoas líderes que querem ajudar sua equipe, pois permite apontar o caminho correto enquanto sutilmente introduz pequenas sugestões para melhorias. 
  • Quando é efetivo: Em equipes pequenas e pouco experientes; com pessoas novas que ainda não pegaram o ritmo de trabalho. É  bastante efetivo quando combinado a um tipo de liderança situacional
  • Quando não usar: Em equipes experientes e especialistas, como por exemplo, uma mesa de diretoria de um hospital ou universidade, em que todas as pessoas sabem como fazer seu trabalho. 
  • Exemplo: Uma pessoa nova entra na equipe e você percebe que ela ainda se sente um pouco perdida. Após ela entregar uma tarefa, você quer ajudá-la a se localizar melhor.

Eu vi o que você fez aí e, olha, nada mal! Ainda mais pensando que é sua primeira semana de trabalho. Se você me permite dizer, isso seria ainda mais efetivo se você fizesse…

13.Crítico

  • O que é: O feedback crítico é uma mistura de feedback negativo e construtivo, avaliando tarefas que não tenham obtido um resultado tão alto quanto esperado. Deve ser empregado com cuidado para não desmotivar. 
  • Quando é efetivo: Em reuniões 1-a-1, avaliações de desempenho.
  • Quando não usar: Em reuniões abertas ou na frente de outras pessoas.
  • Exemplo: Você percebe que uma pessoa que trabalha na sua equipe continua cometendo os mesmos erros todas as vezes que entrega uma tarefa. A liderança ainda não percebeu e você acredita que pode evitar esse desconforto. 

Ei, eu geralmente preciso dar uma olhada na tarefa (…) e percebo que ela não está muito organizada. Eu sempre dou um jeito de dar uma arrumada antes de passar adiante, mas acredito que seja bom dizer isso para você antes que isso possa se tornar algo maior. Se você quiser, eu posso mostrar para você como eu faço…

14.Coaching

  • O que é: Feedback Coaching é um tipo de feedback bastante formal e estruturado que envolve práticas presentes no coaching, como reuniões semanais, feedforwards e feedbacks de guia. É dado com intuito de motivação e organização, da liderança para a equipe. 
  • Quando é efetivo: com equipes novas, quando há necessidade de aprender novas habilidades, em treinamentos e com pessoas que mudaram de cargo recentemente. 
  • Quando não usar: Em equipes com prazos apertados e guiadas por resultado. 
  • Exemplo: Uma equipe está passando por um treinamento de como trabalhar melhor em equipe. A pessoa líder é responsável por aplicar o treinamento e monitorar a evolução.

Certo, vejo aqui que você melhorou muito suas habilidades comunicativas desde que começamos. No entanto, ainda há muita a ser melhorado nas apresentações. Na próxima semana, tente falar um pouco mais alto e manter a postura mais ereta para passar mais confiança.

15.Avaliação

  • O que é: Feedbacks de avaliação são usados para informar e atualizar pessoas colaboradoras em relação à performance delas. 
  • Quando é efetivo: Após o fechamento de ciclos ou eventos importantes. 
  • Quando não usar: para efeitos de comparação ou para destacar apenas pontos negativos.
  • Exemplo: Nesse caso, vamos supor que alguém tenha pedido para ter a avaliação semestral da empresa. Você, a liderança, precisa passar pelos pontos-chave, em que todas as pessoas são avaliadas igualmente. 

De acordo com os indicadores de desempenho, você tem tido uma boa presença, não tendo quase nenhuma falta em reuniões ou no trabalho. Você recebeu boas notas de colegas em relação à colaboração. No entanto, há aqui algumas notas que precisam ser melhoradas em relação a autonomia. Pensando nisso, podemos traçar um plano de atuação que inclui…

Qual tipo de feedback é o mais efetivo?

Conhecemos aqui diversos tipos de feedback e vimos que podemos formar outros a partir de nossas necessidades. A partir disso, é impossível delimitar um feedback que seja efetivo em todo caso, visto que cada um será mais útil em determinado contexto, variando no momento, na disponibilidade de tempo, quem será a pessoa que receberá, etc.

Logo, antes de decidir qual dos tipos de feedback você vai dar, você precisa ter uma boa leitura da situação para evitar que o feedback acabe tendo um efeito contrário. 

Neste texto, apesar de apresentarmos exemplos que funcionam no universo de carreira e empresarial, os diferentes tipos de feedback podem ser aplicados em qualquer contexto de sua vida, inclusive nos que estão no âmbito mais pessoal. Logo, não deixe de praticar para que você consiga ajudar outras pessoas a crescerem e evoluírem assim como você!

Agora que você já leu e sabe todos os tipos de feedback, pode ser interessante saber qual a diferença entre um chefe e líder, já que feedback tem muito a ver com isso. Confira aqui!

Você também pode gostar