Como conseguir um emprego sem experiência? Essa é uma reflexão importante para quem está iniciando uma carreira, especialmente na área da programação, na qual o conhecimento prático é muito valorizado.

Mesmo sabendo a importância dessa vivência, você jamais deve subestimar sua capacidade e seus conhecimentos, pois existe uma série de outros fatores que são avaliados em processos seletivos. Entre eles, suas soft skills, seus trabalhos pessoais e sua bagagem intelectual.

Devido a isso, é essencial saber como destacar esses pontos no seu currículo para garantir melhores chances de contratação e iniciar sua carreira. Para ajudar nessa questão, elencamos algumas dicas neste post, no qual você encontrará os seguintes tópicos:

  • Invista em conhecimento
  • Use o networking e aproveite indicações
  • Candidate-se para estágio ou trabalho voluntário
  • Utilize um case próprio

Acompanhe e tenha uma boa leitura!

Invista em conhecimento

Investir em conhecimento é um passo essencial para conseguir um emprego sem experiência e isso pode ser feito de diversas formas. Participar de eventos, palestras, workshops, ler livros e tirar certificados ligados à área em que pretende trabalhar são algumas maneiras simples de agregar informações importantes para a sua carreira.

Mas lembre-se de que a ideia é agregar valor e, por isso, você não pode fazer da sua cabeça apenas um depósito de informações. Todo o conhecimento adquirido precisa ser processado para que você entenda qual a contribuição que cada um deles tem para a sua carreira e saiba apontar isso nos processos seletivos. Além de saber colocá-los em prática.

Para quem não pode fazer um investimento financeiro alto, uma opção interessante é apostar em instituições que oferecem o Modelo de Sucesso Compartilhado, como é o caso da formação da Trybe. Nela, a pessoa só começa a pagar quando conseguir um trabalho remunerado de, pelo menos, R$3.500,00 por mês.

Além disso, durante o aprendizado, é preciso colocar a mão na massa constantemente, o que garante a experiência prática necessária para que você já saia do curso trabalhando.

Use o networking e aproveite as indicações

Mesmo antes de começar a trabalhar, é fundamental alimentar o seu network, ou sua rede de contatos. Afinal, é por meio dela que podem surgir muitas oportunidades importantes para sua carreira.

Para fazer um bom networking, o primeiro passo é conhecer pessoas que já atuam na sua área e trocar contatos. Meetups, hackathons e palestras, por exemplo, são excelentes oportunidades para fazer isso. Então, não se esqueça de participar de eventos desse tipo, certo?

Além de pedir indicações de amigos, outra dica fundamental é trabalhar no seu perfil do LinkedIn. Ele deve estar sempre atualizado com informações sobre suas qualificações, pois funcionará como um cartão de visitas.

Você também deve compartilhar conteúdos relevantes por lá e interagir, comentando em posts, curtindo publicações e até enviando mensagens diretas para pessoas com as quais quer construir uma relação. Afinal, isso ajuda a criar e a fortalecer suas conexões.

Por fim, vale optar por escolas como a Trybe que, desde o início da formação, atua junto a você para garantir sua conexão com as melhores empresas do mercado. Nesse modelo, existe um programa de parcerias com indicações que aumentam suas chances de contratação.

Candidate-se para estágio ou trabalho voluntário

A falta de experiência na área de atuação desejada é uma das maiores desvantagens enfrentadas por quem está em busca do primeiro emprego — ou por quem está passando pela transição de carreira. Para driblar essa dificuldade e aprimorar o currículo, os trabalhos e estágios voluntários são uma excelente alternativa.

Isso porque eles servem como uma porta de entrada para o mercado de trabalho. Trata-se de uma forma eficaz de entender a dinâmica do setor em que atua e de colocar seus conhecimentos em prática.

Fora isso, a disposição para atuar em trabalhos não remunerados ainda demonstra proatividade e espírito de liderançasoft skills muito requisitadas no mercado. Uma boa dica para conseguir oportunidades desse tipo é buscar ONGs, entidades filantrópicas e demais organizações sem fins lucrativos ligadas à sua área para oferecer seus serviços.

Já para evitar uma possível desmotivação, é interessante optar por vagas ou empresas que trabalhem com causas com as quais você se identifique. Isso ajuda a visualizar a importância e o valor do seu trabalho.

No mais, além de garantir a tão almejada experiência, dedicar-se a trabalhos ou estágios voluntários tem uma relação direta com a dica do tópico anterior. Afinal, é uma boa oportunidade para começar a construir a sua rede de contatos.

Utilize um case próprio

Ter disposição para investir em projetos pessoais também é um ponto importante para quem quer conseguir um emprego sem experiência. Afinal, eles podem ser o seu maior case de sucesso, além de ser uma maneira simples de ganhar vivência prática na sua área de atuação.

Fora isso, os trabalhos pessoais podem servir como portfólio em processos seletivos. Assim, mesmo sem experiência profissional, durante uma entrevista, você terá resultados para mostrar, podendo evidenciar toda a bagagem de conhecimentos que adquiriu na sua formação e que foi usada para tirar o projeto do papel.

Na área da programação, isso pode ser feito facilmente. Uma pessoa programadora que cria uma aplicação para organizar sua rotina de estudos e seus rendimentos e disponibiliza o código no GitHub, por exemplo, já tem um excelente case para mostrar.

Vale ressaltar que demonstrar iniciativa e autonomia para trabalhar em um projeto próprio é algo que chama a atenção em processos seletivos. Sem dúvidas, será um diferencial vantajoso frente à concorrência.

Certamente, conseguir um emprego sem experiência é uma tarefa complicada, mas não impossível. Seguindo as dicas que citamos, você terá muito mais chances de se destacar na carreira. Por isso, não hesite em investir tempo no seu próprio aprimoramento profissional, pois as oportunidades vão surgir e você só precisa ter uma boa qualificação para consegui-las!

As dicas elencadas no post foram úteis para você? Então, aproveite a visita ao nosso blog e descubra como se preparar para uma entrevista!

0 Shares:
Você também pode gostar