ECS Amazon é um serviço inteiramente necessário, escalável e veloz que facilita a execução, bem como a interrupção e o gerenciamento de contêineres em um cluster. Isso ajuda a agilizar processos e, consequentemente, aumentar os índices de produtividade além do padrão.

Ainda que seja um serviço um pouco menos divulgado na atualidade, ele é extremamente importante para o desenvolvimento, mesmo que haja a necessidade de um passo a passo para aprender a manuseá-lo. Dessa forma, recomenda-se uma pesquisa mais aprofundada para uma boa utilização.

Nesse contexto, o Amazon ECS permite que haja uma iniciação e interrupção dos aplicativos abertos na plataforma, tomando como base um contêiner de chamadas de API simples. Neste artigo, você conhecerá mais sobre essa facilidade e verá, também:

O que é o Amazon ECS (Elastic Container Service)?

O Amazon ECS nada mais é do que um serviço inteiramente gerenciado, capaz de executar, escalar e proteger todos os seus aplicativos dentro de um contêiner. Este tem uma garantia de confiabilidade, assim como de segurança e escalabilidade para manter todos os dados guardados inteiramente protegidos.

Por meio de sua utilização, não será necessário realizar a instalação, escalação ou operação de infraestrutura em nenhum momento. Dessa forma, você poderá usufruir de um serviço extremamente simples, com remoção de camadas de complexidade, desempenhando e projetando as aplicações da maneira desejada.

Também é importante ressaltar que o ECS oferece a possibilidade de integrar outros tipos de serviços como, por exemplo, o AWS Identity and Access Management, também conhecido como IAM. Você também poderá utilizar o AWS Fargate para realizar o gerenciamento da disponibilidade de contêineres.

O que são Dockers?

Antes mesmo que você possa começar a utilizar esse serviço tão prático oferecido pela Amazon, é importante que tenha um conhecimento básico acerca de Dockers. Eles são aplicativos gerados pelo cliente-servidor, que podem ser instalados nos sistemas operacionais Linux, Windows e MacOS.

É por meio deles que você poderá executar os contêineres. Esses pequenos ambientes de fácil carregamento, e com um sistema bastante leve, conterão tudo o que é preciso para que você possa executar um determinado aplicativo ou, também, parte de um aplicativo que seja de seu interesse.

É válido lembrar, também, que dentro do serviço ECS, você poderá executar mais de um contêiner ao mesmo tempo, fazendo com que eles sejam executados em uma mesma máquina, mas sem o risco de travamentos. No entanto, será preciso ter o Docker instalado no seu sistema para que tudo corra bem.

Dentro dos contêineres apresentados no Docker, as equipes terão a possibilidade de ingressar em um ambiente que está constantemente se desenvolvendo, mas de forma consistente. Assim, será possível abstrair o software, o sistema operacional e toda a configuração previamente realizada em um determinado hardware.

O que é um Container?

O container é uma forma simples de se organizar dentro do Amazon ECS. Por meio deles, você terá uma maneira padrão de fazer o empacotamento dos seus códigos, configurações e qualquer outra dependência que esteja contida em seu aplicativo. Para tudo isso, você só precisará de um único objeto.

Por meio dessa ferramenta poderosa, e com uma grande capacidade de armazenamento, será possível compartilhar um sistema operacional previamente instalado no servidor, fazendo com que os processos isolados de recursos sejam executados um a um, trazendo maior agilidade.

É por meio desse sistema do ECS que se torna possível realizar a implantação rápida, confiável e consistente, não precisando depender do ambiente em que você está. O AWS ECS entrega recursos de primeira linha, otimizados, fazendo com que a execução dos contêineres seja eficaz e prática.

Como funciona o ECS?

O Amazon ECS entrega uma vasta gama de serviços que tem como base vários data centers espalhados de maneira estratégica por algumas zonas de disponibilidade em regiões diferentes do mundo. Cada zona de disponibilidade é capaz de representar um local, capaz de abrigar inúmeros data centers físicos.

No entanto, é válido lembrar que as áreas onde as zonas de disponibilidade estão localizadas ficam geograficamente próximas uma das outras. Dessa maneira, elas ficam conectadas por meio de links de rede de baixa latência, facilitando todo o trabalho e gerando uma rede mais estável para a utilização.

Qualquer um dos utilizadores do serviço ECS pode dar início à utilização de máquinas virtuais, replicando dados em várias zonas. Isso faz com que eles sejam capazes de obter uma melhor infraestrutura, sendo esta muito confiável e pouco suscetível à falhas, para garantir qualidade na entrega das atividades.

Além disso, também é possível encontrar os seguintes recursos:

  • AWS Fargate: promove a capacitação de equipes por meio do escalonamento e controle de gerenciamento da infraestrutura. Isso permite que os envolvidos se concentrem majoritariamente no desenvolvimento e minoritariamente com problemas de segunda instância.
  • Suporte nativo ao Docker: o ECS oferece suporte para o Docker de maneira previamente configurada. Isso permite que as equipes gerenciem os contêineres diretamente na aplicação.
  • Controle programático: o Amazon ECS oferece aos desenvolvedores a possibilidade de integrar e estender os seus serviços por meio de API, criando, excluindo, gerenciando, registrando e implantando clusters.
  • Recuperação automática de contêineres: o serviço permite a recuperação automática dos contêineres que apresentaram falhas, fazendo com que a disponibilidade e a confiabilidade se mantenham íntegras.
  • Programação: as equipes também poderão usufruir, com o ECS, de várias estratégias de programação, independente de escolher configurar os clusters com base nas necessidades de recursos ou no número específico de tarefas em execução.

Entenda a arquitetura de um Amazon ECS e conheça seus recursos!

Com uma vasta gama de recursos disponíveis para que você possa utilizar tudo de maneira muito simples, o Amazon ECS possibilita o acesso a um serviço seguro e estável. Conheça um pouco mais acerca de sua arquitetura e tenha um parâmetro mais amplo para começar as atividades no sistema.

Criando containers a partir de imagens

Caso o seu objetivo seja implantar aplicativos dentro do Amazon ECS, é importante lembrar que os componentes de aplicativos precisam ser projetados com uma capacidade de execução dentro dos contêineres. Assim como já especificado, eles são unidades padronizadas de desenvolvimento de software.

Sendo assim, para que o seu projeto dê certo, é necessário que o seu aplicativo contenha um código relevante, tempo de execução, ferramentas de sistema e, também, bibliotecas de sistema. Os contêineres serão criados por meio de um modelo apenas de leitura, também conhecido como “imagem, para facilitar a compreensão”.

De uma maneira geral, o ECS apresenta imagens criadas por meio de um Dockerfile. Isso quer dizer que elas precisam ser advindas de um texto simples, capaz de especificar todos os componentes que ali estão contidos. Após sua criação, as imagens são armazenadas dentro de um registro, onde podem ser obtidas via download.

Definições de tarefas

Para que o seu aplicativo esteja inteiramente preparado para ser executado dentro do Amazon ECS, será necessário que uma “definição de tarefa” seja criada. Esse recurso nada mais é do que um arquivo de texto, que precisa estar no formato JSON, capaz de descrever um ou mais contêineres que formarão o aplicativo como um todo.

Essa definição pode ser vista como um esquema para o aplicativo. Os parâmetros inseridos podem ser utilizados para fazer a indicação de um contêiner, isso quer dizer, as portas que precisam ser abertas para que o seu aplicativo, bem como os dados contidos nele, possam ser acessados de maneira simples.

É válido ressaltar que os parâmetros incluídos de maneira específica vão variar de acordo com as necessidades do seu aplicativo. Sendo assim, fique bem atento às configurações adicionadas para não acabar perdendo tempo ao longo da programação e execução do programa.

Tarefas e opções de programação

Uma tarefa é uma instanciação de uma definição de tarefa que será organizada dentro de um cluster. Após criar uma definição específica para a sua tarefa dentro do serviço Amazon ECS, será preciso especificar o número de tarefas que poderão ser executadas de uma só vez.

Por meio do ECS, você poderá definir um determinado serviço que será executado, fazendo com que ele se mantenha com um determinado número de tarefas. Essa é uma boa opção para quem deseja testar possíveis instabilidades no sistema e garantir que todas as suas peças continuem funcionando da maneira prevista, evitando frustrações.

Amazon ECS clusters

Os Amazon ECS clusters podem ser definidos como um agrupamento lógico de tarefas, bem como de serviços. Por meio deles, você pode optar por registrar um ou mais Amazon EC2, que também são conhecidas como Instâncias de Contêiner, utilizando-se do cluster para executar tarefas dentro dele de maneira ágil e prática.

Ao utilizar pela primeira vez o Amazon ECS, um cluster padrão será automaticamente criado para que possa fazer a sua utilização. Dessa maneira, será possível criar clusters adicionais em uma conta específica, fazendo com que os recursos sejam devidamente separados, facilitando a organização e, também, a finalização do projeto.

Agente de container

O agente de contêiner será executado em cada uma das instâncias do contêiner dentro do programa do Amazon ECS cluster. Esse agente é capaz de enviar informações acerca das tarefas atuais em execução dentro do recurso. É por meio dele que será possível iniciar e interromper tarefas sempre que uma nova solicitação for recebida.

As 8 principais ferramentas do Amazon ECS!

Para quem trabalha com um grande público ou representa uma grande empresa, o Amazon ECS será perfeito para entregar uma grande variedade de ferramentas. Todas elas são extremamente necessárias para fazer com que os seus contêineres sejam colocados em atividade o mais rápido possível, seja qual for o seu nível de experiência.

Conheça, abaixo, quais são as principais ferramentas do programa e como elas podem beneficiar você.

Amazon Web Services Management Console

O AWS Management Console pode ser considerado uma interface que toma como base um navegador com o intuito de gerenciar os recursos do Amazon ECS dentro dos recursos AWS. Por meio do console, é possível ter uma visão geral, visual, do serviço, fazendo com que ele possa ser facilmente explorado.

Dessa maneira, é possível utilizar o serviço sem ser preciso buscar por ferramentas adicionais. É muito comum encontrar dezenas de instruções e passo a passo que estejam diretamente relacionados com o Amazon Web Services Management Console na internet.

É muito comum que, ao começar a utilizar a ferramenta, os programadores prefiram o console por gerar um feedback visual instantâneo. Dessa maneira, fica ainda mais fácil saber se as ações tomadas serão bem-sucedidas e se, de fato, podem ser lançadas posteriormente com chances de sucesso.

Amazon Web Services Command Line Interface

O AWS Command Line Interface se configura como uma ferramenta única, capaz de gerenciar todos os outros serviços do Amazon ECS. Por meio de uma única ferramenta, você controlará muitos outros recursos, automatizando os serviços utilizando, apenas, scripts fortes e completos para uma execução de sucesso.

Esta ferramenta é mais adequada para clientes que preferem e já estão acostumados com a criação de scripts e interfaces utilizando uma linha de comando. Sendo assim, podem ser muito úteis para quem já sabe quais ações precisarão ser executadas dentro do ECS, seja para criar, atualizar ou excluir.

Amazon Web Services CloudFormation

O AWS CloudFormation é capaz de fornecer várias formas poderosas de definir como a sua infraestrutura do código será utilizada. É por meio desta ferramenta que será possível acompanhar a sua versão do aplicativo ou conferir se o modelo está em execução, independente do momento.

CLI do Amazon Web Services Copilot

Esta ferramenta em específico é bem abrangente, sendo capaz de oferecer aos seus utilizadores uma implantação e operação de aplicativos empacotados dentro de contêineres e ambientes do Amazon ECS. Para isso, basta ter acesso direto ao código-fonte, facilitando todo o processo e gerando um desempenho ainda mais amplo.

Amazon Web Services Cloud Development Kit

O AWS CDK se mostra uma estrutura capaz de desenvolver um software utilizando um código aberto. É por meio dele que será possível modelar e provisionar os recursos de aplicativos dentro da nuvem, usando linguagens de programação que sejam conhecidas e de fácil acesso. Ela é ideal para definir uma infraestrutura ou arquitetura do código.

Amazon Web Services App2Container

Em muitos casos, é comum que alguns programadores ou clientes já tenham algum aplicativo hospedado em outra plataforma. É por isso que o AWS App2Container se mostra tão necessário, visto que está diretamente voltado para o ecossistema de portabilidade e ferramentas de contêineres dentro do Amazon ECS.

CLI do Amazon ECS 

Esta ferramenta oferece a possibilidade de execução de aplicativos dentro do Amazon ECS. Para isso, basta utilizar o formato de arquivo apresentado no Docker Compose. Dessa forma, será possível provisionar recursos de maneira ágil, além de enviar e extrair imagens utilizando, unicamente, o Amazon ECR, que também permite o monitoramento de aplicativos em execução.

Integração do Docker com o Amazon ECS

A integração do Docker com o Amazon ECS permite que haja a criação de uma experiência simplificada para os desenvolvedores e desenvolvedoras. Dessa maneira, é possível implantar e fazer o gerenciamento dos contêineres dentro do Amazon ECS. Para isso, basta utilizar as ferramentas disponibilizadas pelo Docker.

Quais as diferenças entre Amazon ECS e Amazon EC2?

Ainda que o Amazon ECS seja bastante popular por causa de sua grande quantidade de recursos, há ainda uma outra aplicação chamada de Amazon EC2. Ambas possuem algumas diferenças que precisam ser bem notadas antes mesmo da execução de qualquer um dos recursos, viabilizando o trabalho dos programadores ou interessados no sistema.

O Amazon ECS é uma espécie de agrupamento lógico por meio dos clusters. Isso quer dizer que, dentro deste sistema, é possível encontrar um agrupamento de máquinas e instâncias, sendo uma configuração simples para a utilização e gerenciamento dos recursos, fazendo com que os programadores tenham tudo o que precisam em um só lugar.

No caso do EC2, podemos ver a existência de apenas uma máquina remota, virtual. Ele é visto como uma espécie de recurso encontrado dentro do ECS. No entanto, sua existência é totalmente necessária para que a execução do aplicativo dê certo, possibilitando um bom funcionamento das instâncias.

Onde usar o Amazon ECS? Conheça algumas aplicações práticas!

O Amazon ECS tem uma série de utilizações que podem vir a surpreender tanto quem já possui experiência na área de tecnologia, principalmente na programação, quanto aquelas pessoas que estão começando agora, mas, ainda assim, se interessam por esse tipo de serviço. É por isso que a aplicação se mostra eficaz em diversos posicionamentos.

Seus recursos são extremamente utilizados para realizar o monitoramento e o registro de uma organização ou, até mesmo, do seu trabalho independente. Por meio de clusters e contêineres, as equipes são capazes de monitorar os pontos de dados, como CPU e alocação de memória, resolvendo possíveis falhas no sistema.

Além disso, também é possível utilizar o Amazon ECS para fazer uma integração com o Sumo Logic. Por meio do trabalho das equipes, é possível aumentar o fluxo de trabalho de implantação, garantindo uma maior taxa de eficiência de recursos, permitindo o registro de todos os dados relevantes.

Quais os benefícios de usar o Amazon ECS?

Existem muitos motivos pelos quais você pode começar a utilizar o Amazon ECS. Isso porque o programa tem ajudado a muitos gerentes e administradores de sistema a relaxar em seu trabalho, possibilitando uma maior implementação e soluções para reverter possíveis problemas na empresa ou com as equipes.

Uma das primeiras vantagens do serviço é a eficiência de custos, permitindo que as equipes consigam trabalhar, desde os primeiros passos, com os recursos oferecidos pela própria plataforma. Assim, é possível ter organização e fazer uma implantação rápida, segura e com um gerenciamento já pronto para utilizar em seus contêineres.

Além disso, também é possível mencionar que o Amazon ECS possibilita uma melhoria de compatibilidade. Isso porque seus recursos ajudam a simplificar os processos de solução de problemas, promovendo uma redução de situações onde o desenvolvimento funcionará em diversos ambientes. Os desenvolvedores também podem extrair imagens de instâncias ao longo de sua execução e produção.

Quais as desvantagens do Amazon ECS?

Ainda que existam desvantagens para o recurso, o ECS possibilita muito mais vantagens para os seus usuários e usuárias. No entanto, dentre os principais pontos negativos, podemos mencionar a necessidade de conhecimento técnico para começar as configurações. Ainda assim, existem muitos tutoriais pela internet que podem facilitar o trabalho.

O suporte on-line oferecido só pode ser encontrado em inglês, o que pode dificultar um pouco para quem não tem tanta facilidade com o idioma. No entanto, é possível utilizar a ferramenta de tradutor no próprio navegador, fazendo com que as informações sejam colocadas no seu idioma nativo.

Configurando e instalando o Amazon ECS: o passo a passo!

Antes que você possa começar a utilizar o Amazon ECS, é preciso que esteja ciente acerca do seu passo a passo de configuração e instalação. Antes de mais nada, será necessário realizar um cadastro na AWS, mas todas as instruções estarão disponibilizadas na própria página do recurso.

Em seguida, você deverá criar um usuário do IAM. Para isso, escolha o seu nome de usuário e uma senha forte, mas que seja o suficiente para se lembrar em um próximo acesso. Depois disso:

  • Vá em “permissões”;
  • Clique em “conceder permissões” e escolha “Add user to group”;
  • Escolha “create group”;
  • Digite “Administrators” em “Group Name”;
  • Clique em “Filter policies”;
  • Na lista de políticas, lembre-se de marcar a caixa “AministratorAccess”;
  • Selecione “Next: Tags”;
  • Escolha “Next:Review” para ter acesso a uma lista de associações.

Se o seu objetivo é ter recursos mais práticos de programação, lembre-se que o Amazon ECS já vem com um assistente “hello world”, capaz de orientar e definir uma tarefa para um determinado servidor. Sendo assim, aproveite todas as ferramentas que esse serviço completo tem a oferecer.

Gostou do conteúdo? Então não deixe de ler sobre Microsserviços, o que são, para que servem e vantagens!

Deixe um comentário
You May Also Like