A popularização da internet promoveu uma reinvenção gigantesca no campo do marketing e da publicidade. Um exemplo concreto dessa mudança é o surgimento de influenciadores, perfis em redes sociais tão famosos que são capazes de influenciar um determinado nicho. Se você já considerou se tornar uma dessas pessoas, saiba que o primeiro passo para isso é trabalhar no seu personal branding. 

Conseguimos atiçar a sua curiosidade? Pois então junte-se a nós nessa jornada de descobrimento desse poderoso recurso. Ao final, temos certeza que estará um passo mais perto de impactar sua imagem nas redes! Confira:

O que é personal branding?

Também conhecido como branding pessoal, é a forma como você se promove e constrói a sua marca pessoal. Tal marca nasce de uma junção única de experiências de vida, habilidades e personalidade que será desenvolvida e exposta para o mundo. 

Não acredite que para desenvolvê-la basta ter apenas um bom currículo. O personal branding é a forma como será visto por meio da combinação de sua imagem real, da forma como se dá sua retratação pela mídia e das informações disponíveis sobre você nas redes sociais. Nenhum perfil profissional chega tão longe quanto aquele que é vinculado a uma figura pública.

Personal branding e marketing pessoal são a mesma coisa?

É uma confusão muito natural, já que ambos conceitos trabalham lado a lado. Para divulgar sua marca pessoal e gerar visibilidade, precisará de estratégias de marketing, ao passo que as melhores dentre tais estratégias são aquelas que se utilizam da potência das marcas. Apesar disso, eles podem ser definidos de maneira distinta. 

O marketing pessoal não é tão abrangente quanto o personal branding. Esse último engloba todos os passos para a formação da imagem, desde a história a ser contada até cada relação que se estabelece a partir da marca. Já o marketing pessoal é uma ferramenta focada em desenhar o trajeto de um determinado produto ou serviço até as pessoas consumidoras.

Para simplificar, basta ter a noção de que o personal branding é o processo de criação de uma relação identitária entre uma figura pública e um determinado nicho. Nesse relacionamento, as imperfeições, as falhas, os posicionamentos e outras características pessoais estarão presentes o tempo todo. O marketing pessoal é o canal que vai permitir que esse encontro aconteça de uma maneira metódica e estratégica que visará sempre otimizar e alcançar os melhores resultados.

Qual a importância do personal branding para carreiras de tecnologia?

Até o momento, falamos muito sobre esse processo de gerir a marca pessoal acentuando sua presença em áreas mais relacionadas à propaganda e marketing. Apesar de parecer algo que não seja muito necessário dentro de outros ramos, sua utilização em áreas diversas pode ser considerada parte da receita para se obter o sucesso em qualquer carreira.

Na área de tecnologia, podemos tomar como exemplo as pessoas desenvolvedoras. Naturalmente, essas pessoas estão acostumadas a trabalhar nos bastidores, no completo anonimato. Isso ocorre pois, ao trabalhar em um projeto ou em uma empresa, elas se diluem no processo de criação e vão apenas receber seu salário pelo seu trabalho. No final das contas, se o projeto funcionar bem e for um sucesso, quem se tornará uma marca será a empresa ou o produto.

Ao adotar o personal branding como ferramenta para impactar a sua marca pessoal, a pessoa garante que será reconhecida pelo seu trabalho e poderá alcançar patamares cada vez maiores em sua carreira. Fora que, com a dinamicidade do mercado de trabalho na área de T.I., ninguém está a salvo. Portanto, o melhor a ser feito é garantir que, independentemente do que aconteça, portas estarão abertas para você.

Caso a pessoa desenvolvedora seja freelancer, a utilização do personal branding se torna obrigatória. Ele ajudará que seu nome se destaque dentre os outros na multidão e que seus serviços sejam procurados por clientes. 

O melhor disso tudo é que não é necessário ser a pessoa mais experiente do mundo ou a melhor no que se faz; basta esforçar-se para que seja reconhecido em sua área, seja online ou offline, seja para um grupo de amigos ou milhares de seguidores. 

Estabeleça seu personal branding com 5 dicas práticas!

Aqui vão algumas dicas para que comece a adotar o personal branding como estratégia de promover a sua marca pessoal:

Seja acessível

De nada adianta construir o personal branding sem seguir o passo mais básico: conhecer pessoas. São elas que vão constituir sua rede de seguidores, então use e abuse de seu networking. Aja sempre com gentileza e bom humor, fazendo com que seja confortável estar perto de você. Crie e estabeleça vínculos. 

Entretanto, cuidado com a autopromoção. Falar sobre si e suas qualidades o tempo todo pode soar arrogante. Deixe com que as pessoas percebam naturalmente seus pontos fortes e os divulguem para você. 

Conte sua história

Nenhuma história é desinteressante demais se contada da maneira certa. Um bom personal branding passa pelo processo de narrar os fatos mais importantes e pessoais da sua vida. É uma dica muito importante, pois é através da sua história que haverá conexão entre você e seu público. Procure contar fatos que sejam relevantes e interessantes, equilibrando profissional e pessoal, sem sobrecarregar nenhum lado.

Seja consistente

Por mais que seja difícil construir uma marca pessoal que seja fiel a você em todos os aspectos da vida, não a torne excessivamente diferente de quem você é. Quanto mais distante for a imagem que construir de sua personalidade verdadeira, mais difícil será de manter uma consistência e, consequentemente, ter credibilidade. 

Ações que não vão de encontro com o personal branding que está promovendo farão com que não alcance a expectativa que seu público deposita em você. Caso não atenda à essas, ou as contradiga, sua imagem pode se voltar contra você. Um político eleito que não cumpre as promessas de campanha dificilmente será reeleito. 

Torne-se uma fonte de informações 

Esteja sempre atento ao que acontece em sua área de interesse e alimente suas redes sociais com notícias e novidades o tempo todo. Aos poucos terá credibilidade como um canal de informações relevante e as pessoas entenderão que é alguém atualizado. 

Não se esqueça do offline

Por mais que as redes sociais sejam o principal meio de acesso à informação, a velha publicidade boca a boca está longe de se aposentar. Sempre tenha um cartão de visitas com seu nome, profissão e redes sociais. Pode parecer antiquado, mas a verdade é que funcionava décadas atrás e continua funcionando!

Com essas dicas você poderá começar a trabalhar no seu personal branding e garantir que seja uma pessoa reconhecida e influente em sua área, seja ela qual for! 

Gostou do conteúdo e quer continuar aprendendo? Conheça as soft skills e descubra como elas podem contribuir na sua formação!

0 Shares:
Você também pode gostar