Uma das temáticas recorrentes da atualidade tem relação com a proteção digital. Ataques cibernéticos são cada vez mais comuns, fazendo com que haja uma necessidade de investir em cibersegurança. A personagem “Hacker”, portanto, tem feito mais aparições na indústria cinematográfica, algumas vezes retratada como vilã, outras como a esperança em um movimento conhecido como “ciberativismo”.

Das séries atuais, a que engloba com mais sucesso essas questões é Mr. Robot, que foi fenômeno no ano de 2015 e, até hoje, conta com uma grande rede de fãs. A série é um thriller psicológico que aborda alguns temas importantes para a vida contemporânea, como saúde mental, disparidade econômica, ativismo digital e ameaças cibernéticas

Gostou do tema e quer se aprofundar mais? Não precisa dizer duas vezes! É só conferir o conteúdo que preparamos para você, representado pelos tópicos a seguir:

Boa leitura, e vamos lá!

O que é Mr. Robot? Conheça a série!

Mr. Robot é uma série de televisão norte-americana criada por Sam Esmail, transmitida nos Estados Unidos pela USA Network e no Brasil pela Amazon Prime Video. A série estreou em junho de 2015 na plataforma norte-americana e encerrou em dezembro de 2019, totalizando 45 episódios. As temáticas abordadas pela série envolvem ataques cibernéticos e ciberativismo, assim como desigualdade social e desordens mentais como depressão clínica e ansiedade social. 

O criador de Mr. Robot revela que se inspirou em três eventos para a criação da série: primeiro foi o avanço da tecnologia, que originou o clandestino submundo das pessoas hackers; segundo, a crise financeira de 2008 que devastou a economia e, por fim, as injustiças que deram início à Primavera Árabe em 2010. 

Resumo do enredo

Elliot (Rami Malek) durante o dia é um engenheiro de cibersegurança com diversos problemas psicológicos. Durante a noite, porém, ele assume o papel de um hacker vigilante, que acredita que 1% dos 1% mais importantes da elite mundial estão brincando de Deus sem permissão.

Com isso em mente, Elliot acaba se encontrando em um dilema quando recebe a oportunidade de revidar contra esses “deuses” invisíveis destruindo a corporação que o paga para cuidar de sua segurança durante o dia: a E Corp, o maior conglomerado do planeta.

É aí que entra em cena Mr. Robot, um misterioso indivíduo, líder de um grupo anarquista em Nova York. Ele começa a atrair Elliot para o lado do ciberterrorismo para conseguir dar procedimento em seu audacioso plano de criar o “único maior incidente de redistribuição de renda da história”.

O que aprender sobre segurança da informação com Mr. Robot?

Mr. Robot discute temas pertinentes ao mundo atual — que é quase completamente tecnológico: até que ponto os dados de todas as pessoas estão seguros? Será que existem vulnerabilidades que podem ser exploradas? Se existem, qual é o impacto que o vazamento desses dados pode causar?

Todas essas questões podem ser apreendidas e refletidas em Mr. Robot. Ao ver em uma representação fidedigna de como agem as pessoas que praticam ciberterrorismo, podemos tirar algumas lições de como proteger nossas informações. Acompanhe algumas delas a seguir!

Redes sociais dizem muito sobre você!

Assim como Elliot, muitas pessoas hackers vasculham os perfis das vítimas a fim de encontrar informações relevantes que poderiam ter sido utilizadas como senhas. Logo, se você posta absolutamente tudo que faz nas suas redes, está na hora de tomar mais cuidado!Além de fornecer muitas informações pessoais, essa é uma prática muito perigosa e que pode ser utilizadas contra você durante golpes.

Pense em senhas improváveis

Em Mr. Robot, Elliot conseguia acesso com facilidade aos dados pessoais de suas vítimas por conta das senhas óbvias. Logo, esse é um ponto importante ao se pensar na segurança de seus dados na internet! Tanto que, recentemente, instituições financeiras proibiram senhas facilmente dedutíveis, como datas de nascimento — e não é pra menos. Qualquer um com acesso ao seu perfil nas redes sociais poderia inferir isso e conseguir acesso à sua conta.

Por isso, pense em informações mais complexas e pessoais para criar senhas que sejam realmente imprevisíveis. Outra boa prática é misturar letras maiúsculas e minúsculas, números e caracteres especiais. Já, se a senha for somente numérica, não utilize sequências conhecidas, como aniversários ou datas importantes. 

Hackers não atuam somente no mundo virtual!

Uma das habilidades que Elliot apresenta na série é a engenharia social, ou seja a manipulação psicológica de pessoas para conseguir informações pessoais. Portanto, tenha cuidado quando alguém que não é de total confiança começar a fazer perguntas demais. Também tente treinar sua inteligência emocional para não se apresentar em um estado vulnerável e evitar que outras pessoas se aproveitem disso.

Além disso, outro recurso que Elliot utiliza para conseguir o que quer na série é invadir manualmente o que precisa. Ou seja, ir até o dispositivo em questão e instalar malwares. Desse modo, tome cuidado ao deixar seus dispositivos na posse de outras pessoas que não são de sua total confiança, pois isso facilita o acesso aos seus dados pessoais. 

3 curiosidades sobre Mr. Robot!

Agora que você já conferiu as principais lições sobre segurança da informação que podemos aprender com Mr. Robot, vamos conferir algumas curiosidades sobre a produção da série.

Os hacks são reais!

Foram contratados um ex-agente da força-tarefa contra ciberataques e um agente especial cibernético, ambos do FBI, para garantir que o enredo e os ataques apresentados na série fossem todos verossímeis e possíveis de acontecer. 

As cenas de hacking são feitas por pessoas profissionais

Todas as cenas em que os atores e atrizes aparecem codificando e hackeando algo são reais. Os produtores contrataram pessoas que são profissionais na área para criar o conteúdo e depois o reconstruíram com animações, tudo para ser o mais verídico possível!

A prática faz a perfeição

O ator principal, Rami Malek, compareceu a seminários sobre hacking e teve aulas de digitação para se preparar para o papel de Elliot. 

Mr. Robot é uma série que toda pessoa profissional de TI deveria assistir. Isso por conta de seu conteúdo relevante e o olhar para questões atuais como hacking e cibersegurança. Há muito que pode ser aprendido com a série, e muitas reflexões podem ser feitas a partir dela. 

Gostou de conhecer Mr. Robot? Que tal agora você conferir um pouco sobre o documentário da Netflix, “O dilema das redes”?

0 Shares:
Você também pode gostar