Pode ser que você esteja começando sua vida profissional agora ou esteja vivendo um momento em que uma transição de carreira seria interessante. 

Em ambos os casos, você poderá ter a mesma dúvida: como escolher uma profissão para seguir?

Essa decisão não é só importantíssima como também não é nada fácil de se fazer, podendo acarretar momentos de ansiedade e desconforto. 

Pensando nisso, decidimos trazer um guia passo a passo para ajudar você a decidir qual o melhor rumo profissional para sua vida no momento!

Abaixo, você poderá conferir os tópicos que representam o conteúdo que preparamos para lhe ajudar nessa difícil tarefa:

Boa leitura!

Por que escolher uma profissão é tão difícil?

escolher uma profissão

Parte desse desafio se deve ao fato de que a escolha da profissão é anterior a sua prática. Isso significa que não sabemos exatamente o que vamos encontrar nesse caminho profissional a não ser uma ideia mais geral e teórica. É evidente que não existem muitas formas de contornar essa situação, afinal, é somente vivendo tal profissão que saberemos o que de fato gostamos e o que não gostamos nela. 

É exatamente por essa razão que ainda existem muitas pessoas profissionais inseridas no mercado de trabalho que decidem radicalmente mudar de carreira para outra área. E não existe absolutamente nada de errado nisso, afinal, pode ser que de fato as expectativas que elas tinham de determinada profissão não correspondam com a realidade. 

Apesar dessa possibilidade sempre existir, há formas da gente atenuar essa situação e conseguirmos aumentar as chances de escolher a profissão certa logo de cara. É por essa razão que, no seguinte tópico, apresentaremos quais práticas podemos adotar para nos ajudar a compreender como escolher uma profissão adequada para nós. 

Como escolher uma profissão da forma certa em 10 passos!

Confira, abaixo, um passo a passo de uma das maneiras seguras de conseguir escolher uma profissão que terá grandes chances de fazer parte da sua carreira profissional dos sonhos. Confira!

PASSO 1: Desconstruir mitos e ideias

Quando estamos nos desenvolvendo e tentando decidir o que queremos ser quando crescermos, sempre sonhamos com a carreira ideal, aquela que seremos absolutamente felizes em todos os aspectos e amaremos incondicionalmente nosso trabalho. Adicionalmente, acreditamos que essa carreira é a única coisa em que somos bons e é nossa “vocação ideal”. Por isso, leve em consideração as seguintes dicas:

  1. Apesar de que é completamente possível (e necessário!) encontrar uma profissão que resulte em satisfação profissional e pessoal, é importante ter em mente que independentemente da profissão que você escolher haverão tarefas empolgantes e desafiadoras e outras que não vão ser assim tão legais. É necessário pensar sobre isso para não deixar passar uma profissão que você tenha afinidade, mas acredita que não seja adequada por não gostar de uma ou duas tarefas que ela exige. 
  2. Devemos deixar de lado a ideia de que cada um de nós nasceu para desempenhar somente uma coisa na vida. Enquanto pessoas, temos diversas habilidades distintas que servem para diversas profissões, enquanto outras ainda podem ser desenvolvidas. Dessa forma, antes de começar a escolher uma profissão, esteja disponível a conhecer todas sem pré-julgamentos.
  3. Não pense que as profissões são caixinhas fechadas de conhecimento. Ao contrário, todas as áreas de conhecimento se relacionam direta ou indiretamente. Muitas vezes, escutamos uma pessoa dizer que “é de humanas” ou “de exatas”, se limitando a profissões que refletem as habilidades dessa área. A verdade é que ter um conhecimento multidisciplinar permitirá que qualquer profissão desempenhada seja ainda mais completa.

PASSO 2: Autoavaliar-se

Depois de afastarmos ideias falaciosas e desconstruirmos mitos, devemos realizar uma avaliação de nossa própria personalidade, desejos, valores e expectativas. É muito importante esse movimento de olhar para si próprio e praticar o autoconhecimento, pois, se há alguém no mundo que sabe dizer qual é a melhor escolha de carreira, somos nós mesmos!

É importante fazer esse exercício de maneira escrita, para que você possa ler e alterar posteriormente. Por isso, você pode fazê-lo em um pedaço de papel ou digitar em um documento no seu editor de texto de preferência. 

O exercício de autoavaliação consiste em responder algumas perguntas que acreditamos que serão essenciais para descobrirmos mais sobre o que tarefas gostaríamos de desempenhar. Quanto mais completas forem suas respostas, mais fácil será enxergar. Abaixo, você encontrará algumas delas para que você possa começar o seu processo. Sinta-se livre para adicionar mais perguntas caso sinta a necessidade. 

#PERGUNTAExemplo de resposta
1.Quais são os pontos mais importantes para minha vida?“Independência, liberdade, conforto, segurança…”
2.O que sucesso significa para mim?Sucesso para mim é ser reconhecido como autoridade em um determinado assunto
3.O que eu gosto de fazer no tempo livre?Ouvir música, jogar videogames e assistir televisão
4.Eu preferiria um trabalho mais físico ou mental?“Eu gosto bastante de resolver problemas e charadas, então um trabalho que envolvesse mais a mente seria melhor.”
5.Eu preferiria trabalhar em um local fechado ou ao ar livre?Eu amo estar em contato com a natureza, logo, se eu pudesse trabalhar ao ar livre para mim seria mais interessante
6.Quais três temas eu gostaria de conversar sobre se eu estivesse em uma reunião com amigos?Eu adoraria falar sobre os livros que eu li, programas de televisão e novas e impressionantes tecnologias
7.Quais as minhas principais habilidades técnicas?Eu trabalho bem com computadores e sei falar três línguas
8.Quais as minhas principais soft skills (habilidades interpessoais)?Acredito que eu seja uma pessoa bastante comunicativa, de raciocínio rápido e bastante proativa
9.Como as pessoas à minha volta definem a minha personalidade? Me dizem que sou uma pessoa atenciosa, amigável porém bastante impaciente e inquieta
10.Quais coisas eu acredito que eu faça bem? Eu acredito que eu saiba como jogar futebol, tirar fotos e escrever

PASSO 3: Identificar necessidades

Parte de uma escolha segura e adequada de uma profissão em potencial não passa só pelo que a gente gosta e faz bem, mas também por quais são nossas necessidades no presente e possivelmente no futuro. Logo, fazer esse exercício de pensar “o que eu preciso” é bastante necessário. 

Você pode considerar algumas coisas como:

  • O quão importante é ter uma remuneração alta em detrimento do tempo para se chegar nesse valor; 
  • A necessidade de benefícios específicos, como convênios;
  • Disponibilidade de contratação (como trabalhar como freelancer ou em regime CLT);
  • O quão flexível pode ser o trabalho;
  • O quão dinâmico precisa ser o trabalho;
  • Se é necessário que seja presencial, remoto ou híbrido;
  • Se é necessário ter um plano de carreira e oportunidades de crescimento bem definidas.

O importante é fazer uma junção de seus desejos com suas atuais necessidades. Isso por si só já ajudará o caminho da escolha da profissão começar a surgir. 

PASSO 4: Faça uma lista de carreiras

Agora que já definimos o que queremos e o que precisamos, vamos pesquisar um pouco sobre o mercado de trabalho. 

  • DICA: Caso você não saiba por onde começar, você pode começar a fazer do sentido mais geral para o mais específico. Comece primeiramente elencando as principais áreas do mercado, como: Tecnologia, Educação, Saúde, Entretenimento, Economia, Ciências Humanas, Sociais e Políticas. A partir daí, você vai explorando quais carreiras se encaixam em cada uma e, posteriormente, quais profissões iniciam cada carreira. 

O importante dessa sua lista de profissões e carreiras é que você destaque junto a elas o que exatamente elas fazem, com o intuito delas, como fazer para tornar-se essa pessoa profissional, quais são as habilidades técnicas e interpessoais necessárias e como é o dia a dia de pessoas da área

Como são muitas profissões no mercado, separe aquelas que chamaram sua atenção de alguma forma e que você acredita que conseguiria desempenhar bem.  Nesse passo, pode permitir-se separar muitas profissões. Mais adiante, vamos filtrar até ficarmos com uma menor quantidade de opções.

PASSO 5: Faça uma análise cruzada

Coloque lado a lado as respostas das duas perguntas, as suas necessidades e a descrição das profissões pesquisadas no passo anterior. A partir disso, comece a cruzar informações

Por exemplo, vamos supor que você tenha colocado que suas habilidades são trabalho em equipe, organização, resolução de problemas e lógica. Você gostaria de um trabalho mais flexível e que pudesse ser feito de qualquer lugar do mundo, pois sua intenção é viajar. Ao olhar na lista de profissões disponíveis, você marcou algumas que permitiam isso, como desenvolvimento de software. 

Esse primeiro filtro é o mais importante. Ele vai eliminar profissões que não se adequarão à sua personalidade ou estilo de vida, fazendo com que a escolha seja mais acertada. 

PASSO 6: Conversar com pessoas profissionais

Quando você tiver sua lista reduzida a partir da sua análise, o próximo passo é tentar compreender como cada uma dessas profissões funciona na prática. Prepare uma entrevista breve com algumas perguntas que você considera que sejam importantes para você, como por exemplo:

  • “Quais são as tarefas que você normalmente desempenha?”
  • “Qual foi o maior desafio que você já teve que enfrentar na sua profissão?”
  • “Como você conseguiu seu primeiro emprego na área?”
  • “Quais são as partes positivas e negativas do seu trabalho?”
  • “Se você pudesse me dar um conselho, qual seria?”

Quando sua entrevista estiver pronta, logue ou crie uma conta no LinkedIn, uma rede social voltada ao mundo profissional, e busque por pessoas que ocupam os cargos que você selecionou. Ao encontrar uma pessoa, peça para se conectar com ela e envie uma mensagem dizendo que você tem interesse em seguir na área dela e se seria possível que ela respondesse algumas perguntas sobre o trabalho dela para você.

Apesar de não ser uma regra, diversas pessoas profissionais se disponibilizarão para ajudar você nesse processo. Muitas delas gostam de passar seus conhecimentos e transmitir conselhos e avisos. Ao ter as perguntas respondidas, agradeça à pessoa profissional e verifique se as respostas lhe agradam. 

PASSO 7: Tentar escolher a profissão

Sua lista, após todos os processos de filtragem, deve ser consideravelmente menor agora. Com tudo que você já aprendeu sobre as profissões, sua personalidade, seus gostos, seus desejos, necessidades e as respostas de pessoas profissionais da área, você deverá ter tudo necessário para conseguir enxergar alguma que se destaca em meio às outras. 

  • DICA: Por mais que esse seja literalmente um momento decisivo, tente não colocar muita pressão em cima de você. Lembre-se de que é completamente normal ingressar em uma carreira e não se sentir confortável, ou depois de um tempo você decidir que continuar na profissão já não faz mais sentido. Sempre será possível realizar uma transição de carreira mais tarde. 

PASSO 8: Construir um projeto de carreira

Sabemos que uma carreira profissional não é e não pode ser formada por apenas uma profissão. Afinal, não queremos estar estagnados pelo restante de nossas vidas em uma mesma posição. Ao contrário, para nossa própria motivação e satisfação profissional precisamos sentir que estamos progredindo, melhorando e, consequentemente, avançando em nossa carreira. 

Portanto, você deverá trilhar todas as possibilidades de caminhos possíveis, pensando em como você pode crescer e se desenvolver, inclusive para áreas adjacentes. Por exemplo, uma das possibilidades caso você comece como pessoa desenvolvedora Júnior é progredir a Pleno e depois Sênior, avançando para a vaga de gerente de desenvolvimento e, quem sabe, até mesmo CTO de uma empresa. 

Essa etapa é essencial pois, caso você não enxergue cargos ou posições que lhe agradem no futuro, você ainda pode retornar ao passo anterior e tentar o mesmo processo com outra profissão. 

PASSO 9: Aprender as habilidades necessárias para a profissão

Agora que sabemos o que queremos fazer, precisamos nos preparar! Nesse momento, liste novamente todas as habilidades técnicas que são necessárias para a carreira, destacando aquelas que você ainda não possui

Após destacá-las, você precisará criar um plano de como desenvolvê-las. Será necessário um curso universitário? Ou é possível conseguir desenvolver essas habilidades a partir de um tecnólogo? Ainda, é possível estudar por conta própria por meio da internet?

Não importa qual seja o caminho, o importante é que você as desenvolva. Isso poderá inclusive dar uma prévia de como será a profissão, ajudando a fazer você sentir que fez ou não a escolha correta nos passos anteriores. 

PASSO 10: Preparar-se para o mercado de trabalho

Quando tiver confiança de que já desenvolveu as habilidades necessárias, você pode fazer estágios, trabalhar por conta própria ou desenvolver um portfólio com projetos para ajudar a demonstrar sua experiência. Depois, prepare seu currículo para a vaga escolhida e tente se apresentar no mercado de trabalho. 

Esse processo é lento e demanda bastante tempo, dedicação e foco. Porém, com o tempo, você conseguirá ingressar no seu trabalho desejado!

5 áreas de trabalho para conhecer!

As áreas abaixo foram destacadas pois apresentam grande potencial de crescimento no presente e para os próximos anos. Então, se você estiver ainda passando pelo nosso passo a passo, você pode usar essa lista para conhecer essas áreas e se inspirar.

Confira:

1. Mercado Financeiro

Você é uma pessoa que se interessa pela dinâmica da bolsa de valores, por investimento e pela compra e venda de ativos? Se sim, o mercado financeiro pode ser para você. Essa área, para quem gosta e se dedica, é bastante promissora. 

Principais profissões:

  • Trader;
  • Pessoa consultora de investimentos;
  • Pessoa Bancária;
  • Pessoa gestora de patrimônio;
  • Analista Financeiro.

Trabalha com:

  • moedas;
  • ações;
  • commodities;
  • mercadorias;
  • imóveis;

Habilidades necessárias:

  • Equity research;
  • Compliance;
  • Fusões e aquisições;
  • capacidade analítica;
  • Vontade de fazer pesquisas.

Onde trabalhar:

  • Bancos;
  • Bancos de Investimento;
  • Fintechs;
  • Bolsa de valores;

2. Marketing

A área de Marketing é bastante conhecida, afinal, toda empresa e marca que deseja atingir a um determinado público consumidor deve contar uma uma boa estratégia de Marketing. Assim, Marketing é sobre conferir valor a determinado produto e transformá-lo em objeto de desejo no mercado. 

Principais profissões:

  • Social media;
  • Designer;
  • Pessoa produtora de conteúdo;
  • Pessoa redatora;
  • Analista de SEO;

Trabalha com:

  • produtos/serviços;
  • público consumidor;
  • marca;
  • imagem;
  • dados e métricas;

Habilidades necessárias:

  • Criatividade;
  • Comunicação;
  • Redes Sociais;
  • Ferramentas de edição de conteúdo (imagem, vídeo, texto);
  • Capacidade Analítica

Onde trabalhar:

  • Empresas variadas;
  • Comércios;
  • Órgãos públicos

3. Engenharia 

Engenharia é uma área muito ampla e necessária. O objetivo da engenharia é proporcionar soluções que sejam práticas e eficazes para problemas reais. Há engenharias específicas para muitas áreas, então, é possível escolher essa profissão a partir de diversos pontos de vista. 

Principais profissões:

  • Pessoa Engenheira Civil
  • Pessoa Engenheira Elétrica
  • Pessoa Engenheira Mecânica
  • Pessoa Engenheira Química
  • Pessoa Engenheira Ambiental

Trabalha com:

  • soluções;
  • equipes;
  • cálculos;

Habilidades necessárias:

  • Resolução de problemas;
  • Raciocínio lógico;
  • Proatividade;
  • Liderança;
  • Habilidade com cálculos.

Onde trabalhar:

  • Empresas variadas;
  • Comércios;
  • Órgãos públicos

4. Gestão

Gestão é uma área semelhante à administração. Em ambas, o objetivo é ser capaz de planejar, organizar, delegar, gerenciar e dirigir processos empresariais. Também é uma área bastante ampla. 

Principais profissões:

  • CEO (Chief Executive Officer);
  • Product Manager;
  • Scrum Master;
  • Recursos Humanos;

Trabalha com:

  • Ferramentas de gestão;
  • Dados;
  • Métricas;
  • Pessoas;
  • Prazos.

Habilidades necessárias:

  • Organização;
  • Liderança;
  • Visão estratégica;
  • Conhecimento em metodologias ágeis;
  • Conhecimento em processos empresariais e empreendedorismo.

Onde trabalhar:

  • Corporações;
  • Empresas;
  • Startups.

5. Tecnologia

A área de tecnologia é uma das mais proeminentes e amplas atualmente no mercado, afinal, ela está presente em todos os âmbitos de nossa vida, a cada instante. Por conta disso, é uma excelente decisão para quem quer competir no mercado por salários consideráveis em pouco tempo de atuação.

Principais profissões:

  • Pessoa desenvolvedora Web;
  • Pessoa desenvolvedora Front-end;
  • Pessoa desenvolvedora Back-end;
  • Cientista de Dados;
  • Analista de banco de dados;

Trabalha com:

  • Linguagens de programação;
  • Softwares;
  • Hardwares;
  • Dados;
  • Soluções tecnológicas.

Habilidades necessárias:

  • Raciocínio lógico;
  • Conhecimento nas ferramentas da área escolhida;
  • Conhecimento em computação;
  • Comunicação;
  • Trabalho em equipe;

Onde trabalhar:

  • Empresas variadas;
  • Comércios;
  • Órgãos públicos

Por que a área de TI é uma das melhores áreas para escolher uma profissão? 3 motivos!

No tópico anterior, falamos um pouco sobre como a área de Tecnologia da Informação é uma das que mais estão em evidência no momento. Caso você esteja em dúvida se essa poderia ser uma opção para você, abaixo deixaremos 3 motivos inquestionáveis sobre o porquê você não deveria mais ter essa dúvida. Confira:

RAZÃO #1: Você não precisa ser de “exatas”

Se uma das razões que está fazendo você não escolher essa área é por que você acredita que não tem aptidão para cálculos e matemática, pode ser que você esteja perdendo uma oportunidade! 

O fato de que essa área é bastante associada à matérias de exatas é por conta de que habilidades como lógica e solução de problemas (essenciais para matemática e estatística, por exemplo), fazem parte do cotidiano de muitas das profissões dela. No entanto, é totalmente possível desenvolvê-las, caso você não se sinta muito confiante!

Ainda, como a área de TI é realmente ampla, nem todas as profissões exigem que você realmente desenvolva algoritmos e soluções complexas. Um exemplo é a área de Front-End, em que a pessoa desenvolvedora tem uma preocupação maior com a funcionalidade de um aplicativo ou site, assim como sua aparência e apresentação à pessoa usuária. 

RAZÃO #2: O futuro é digital

Durante a pandemia do coronavírus, observamos um movimento em que empresas precisaram sair do analógico e converter seu negócio em uma plataforma virtual. Então, ambientes de trabalhos presenciais se tornaram remotos, os grandes arquivos de documentos se tornaram banco de dados, e etc. Esse movimento somente acelerou o que já sabíamos que aconteceria: a transformação digital. 

Em alguns anos, essa tendência poderá ter se tornado uma realidade. Estamos nos limites de uma realidade que mescla realidade e virtualidade. O metaverso já começa a se consolidar no mercado e vende seus primeiros terrenos. 

Estar na área de tecnologia é uma garantia de que estaremos fazendo parte desse futuro completamente digital.  

RAZÃO #3: A demanda é alta

Diversas entidades e instituições realizaram pesquisas em diversos países e chegaram à mesma conclusão: não tem gente suficientemente capacitada para atuar em todas as áreas emergentes do mercado atual. Então, a demanda está altíssima. Com isso, há muito espaço para desenvolver-se e maior facilidade em encontrar um trabalho que ofereça uma boa remuneração. 

Quais as principais carreiras da área de TI?

A área de TI engloba uma infinidade de tarefas, cargos e profissões. No entanto, essas estão organizadas em algumas áreas majoritárias. Vamos conhecer as principais abaixo:

1. Desenvolvimento

Não é surpresa que o desenvolvimento seja uma das áreas mais famosas e também mais buscadas da área de TI por aquelas pessoas que estão escolhendo uma profissão. O motivo para isso é a diversidade de linguagens de programação e funções que se pode desenvolver com elas. Essas pessoas são como construtoras, criando toda e qualquer estrutura do mundo digital, desde suas fundações até a roupagem externa. 

2. Segurança da Informação

Você já deve ter alguma vez assistido ou visto algum filme ou série de pessoas hackers, que conseguem descobrir senhas e invadem sistemas. Apesar de diversas vezes isso ter sido representado como uma ação criminosa, a verdade é que essa é uma área bem rentável da Tecnologia da Informação. Empresas e outras entidades costumam pagar pessoas para realizar testes de invasão e buscar brechas em seu sistema para garantir que seja completamente seguro

Adicionalmente, a também chamada Cibersegurança está em alta devido ao fato da questão da privacidade e utilização de dados de pessoas usuárias, que se tornou uma questão bastante importante nos últimos anos. 

3. Inteligência Artificial & Machine Learning

Apesar de serem duas áreas distintas, ambas andam lado a lado, por serem interdependentes em diversos âmbitos. Inteligência artificial é a área da tecnologia que estuda como fazer com que as máquinas desenvolvam uma capacidade analítica e comportamental mais parecida com a dos seres humanos, enquanto Machine Learning foca em fazer com que máquinas sejam capazes de aprender e se aperfeiçoar por conta própria. 

Essas duas áreas englobam uma série de outras profissões. Dessa forma, com essas habilidades, dá para seguir para distintos caminhos e áreas, inclusive em paralelo com assuntos diversos, como medicina, direito, linguagem, etc. 

4. Internet das coisas

De uns tempos para cá, outros aparelhos que não são exatamente celulares, tablets e computadores passaram a se conectar com a internet. Estamos falando de semáforos, sistemas de iluminação, geladeiras, televisores, etc. Essa área busca gerenciar toda essa relação, assim como sua conectividade, funções e dados. 

5. Computação em Nuvem

A área de computação em nuvem é outra que está crescendo cada vez mais. Essa área lida com a gestão e armazenamento de dados em formato de arquivos na própria internet, tornando possível acessá-los a qualquer momento por meio de um navegador. 

Quais os benefícios da área TI?

  • Não é tão difícil conseguir um emprego na área;
  • Os salários são geralmente bons;
  • É possível trabalhar em outras áreas de maneira interdisciplinar;
  • O plano de carreira é bem visível;
  • O aprendizado e crescimento é constante;
  • Permite trabalhar com maior flexibilidade e muitas vezes fazer seu próprio horário de trabalho;
  • Permite trabalhar remotamente;
  • É possível conseguir empregos em outros países, pois a tecnologia é idêntica;

Quais os desafios da área de TI?

  • É necessário desenvolver diversas habilidades técnicas e interpessoais;
  • O caminho até conseguir o primeiro emprego exige bastante tempo, dedicação e esforço;
  • Exige constante estudo, aprimorando e atualização;
  • É uma área bastante desafiadora, e a trajetória até entrar na área pode não ser fácil.

Como escolher uma profissão da área de TI?

Se você tem interesse na área de TI, o processo para conseguir uma profissão na área é bastante semelhante ao nosso passo a passo acima. No entanto, é importante conhecer cada subárea dela para saber qual você prefere. Veja:

1. Pensar no que você gosta. Como dissemos, a área de TI é muito ampla, tem várias oportunidades de atuação dentro dela (e inclusive fora!). Por isso, é importante que você considere o que você gosta de fazer e ver como isso pode se reproduzir nessa área. Por exemplo, você gosta de ter um trabalho mais criativo, usando cores? Talvez UX Design seja para você!

2. Pesquisar mais sobre cada subárea e suas profissões. Conheça tudo sobre as profissões da área, como quais as ferramentas que são necessárias aprender, salário médio para as profissões envolvendo a carreira, tarefas que normalmente desempenha…

3. Procure por pessoas que desempenham essa função. Busque em plataformas como LinkedIn por pessoas que desempenham essa função. Veja como funciona o trabalho delas, quais tarefas elas normalmente fazem e peça conselhos sobre o que é importante você saber antes de começar e quais são as melhores formas de fazer isso. 

Como começar uma carreira na área de TI?

Caso você tenha decidido dar uma chance para a área de TI, saiba que há diversas formas de começar uma carreira na área. Antes de começar a desenvolver habilidades mais específicas, procure cumprir com essas habilidades básicas anteriormente:

  • Ter uma noção geral sobre o que é software, hardware e sistema operacional;
  • Ter curiosidade para compreender como funciona um computador;
  • Ter uma noção básica sobre o que são algoritmos e linguagens de programação;
  • Compreender brevemente o que é a internet;
  • Comunicação;
  • Capacidade analítica;
  • Resolução de problema.

Caso você tenha tudo isso, você pode começar sua jornada na área de TI! 

Primeiro de tudo, você deve desenvolver as habilidades técnicas e interpessoais para alguma área desejada. Por isso, estude, participe de fóruns, bootcamps, pesquise na internet, faça cursos rápidos… Qualquer coisa vale. 

No entanto, caso você queira ser uma pessoa programadora e ainda se sente que não sabe muito bem por onde começar, uma boa formação na área pode ajudar! Nisso você pode com toda certeza contar com a Trybe. Sua formação completa em Desenvolvimento Web dará uma sólida base de conhecimento e experiência para atuar no mercado de trabalho. 

Adicionalmente, ela oferece desenvolvimento das soft skills, ou habilidades interpessoais, necessárias para a área. A melhor parte é que, com o modelo de sucesso compartilhado, você não precisará pagar nada enquanto estuda, podendo se preocupar com isso somente quando conseguir um emprego com uma remuneração mínima. 

Independentemente se você optar pela área de TI ou não, esperamos que nosso passo a passo tenha ajudado você a conseguir selecionar sua profissão ideal. Lembre-se de que não existem escolhas totalmente certas e erradas, apenas aquelas que são bem pensadas, organizadas e, consequentemente, mais adequadas. 

Depois disso, você precisará criar um currículo impecável para conseguir seu primeiro emprego. O que acha de continuar sua leitura aprendendo a criar um com a gente?

Você também pode gostar