As perguntas de entrevista de emprego são o pilar principal que estrutura um processo seletivo. Elas representam o primeiro contato direto entre a empresa e a pessoa candidata em que há troca de informações, experiências e habilidades. 

Muitas vezes, tais perguntas podem ser motivo de angústia para diversas pessoas candidatas. Afinal, nunca se sabe o que a empresa poderá perguntar e como respondê-las de uma forma que seja adequada e pertinente o suficiente para conseguir aquela tão desejada vaga. 

Por mais que pareça impossível antever quais perguntas serão feitas para poder se preparar de maneira efetiva, a verdade é que é possível compreender a fundo como funciona o processo seletivo e a etapa da entrevista de emprego para deduzir o que a empresa pode querer saber de uma pessoa candidata.

Assim, preparamos um conteúdo completo para explicar como funcionam as perguntas da entrevista de emprego e seus tipos. Ao conhecê-las e entender o que busca a pessoa recrutadora, será mais fácil dar uma resposta satisfatória. Confira:

Boa leitura!

Qual a importância de responder bem às perguntas na entrevista de emprego?

Imagine por um segundo que você é a pessoa recrutadora da empresa que está oferecendo uma vaga. Para ela, você teve de analisar centenas de currículos, escolhendo somente aqueles que realmente se destacaram. Depois disso, você precisa chamar essas pessoas para uma entrevista de emprego. São muitas pessoas, como você decide qual delas se encaixa melhor no que a empresa oferece e busca? Conhecendo-as melhor por meio de perguntas. 

Voltando a ser uma pessoa candidata e fazendo parte desse conjunto de várias pessoas dando o seu melhor para conseguir a vaga de emprego, você concorda que deverá causar uma ótima impressão para conseguir se destacar? Logo, responder essas perguntas de uma maneira assertiva, objetiva, relevante e única é o que fará com que você sobreviva a essa competitiva realidade do mercado de trabalho

Antes de prosseguir, aproveite e faça o download do checklist de currículo para aprender o passo a passo para fazer um currículo completo e atraente para as empresas.

banner para download de checklist. imagem como botão escrito "baixar"

Como se preparar para responder as perguntas na entrevista de emprego?

Para aumentar a chance de sucesso em uma entrevista de emprego, você deve começar a se preparar dias antes de se encontrar com as pessoas que vão entrevistar-lhe. Você pode pensar inicialmente sobre tópicos que você acredita que serão discutidos, como se posicionar de maneira a transmitir a pessoa que você é e como fazer uma primeira impressão impactante. Para isso, você pode seguir as 7 dicas a seguir:

1. Pesquise previamente tudo sobre a empresa e sobre a pessoa entrevistadora, se você souber quem será;

2. Pratique responder perguntas mais genéricas e gerais;

3. Leia (mais de uma vez) a descrição da vaga e anote quais são as habilidades requeridas, as qualidades e experiências;

4. Chame uma pessoa amiga para ajudar você a praticar a resposta de perguntas;

5. Esteja com exemplos de situações de experiências prévias na ponta da língua;

6. Prepare perguntas inteligentes e instigantes para fazer para a pessoa recrutadora;

7. Prepare respostas que se conectem com suas experiências anteriores. 

As 20 principais perguntas de entrevistas de emprego: como respondê-las!

As empresas, normalmente, querem saber uma variedade de informações sobre você, não somente acerca de seu desempenho profissional. Assim, prepare-se para precisar responder perguntas de qualquer tipo. A seguir, apresentaremos algumas possíveis categorias de perguntas que podem ser levantadas em uma entrevista de emprego. Cada pergunta tem uma resposta que seria adequada para a situação. Apesar de serem apenas exemplos fictícios, você pode observar como foram construídas e utilizar de base para a construção da sua própria. 

Perguntas pessoais

As perguntas pessoais normalmente são as primeiras de uma entrevista de emprego. Elas têm um tom mais informal e servem para “quebrar o gelo” entre a pessoa entrevistadora e a pessoa candidata, permitindo que ambas se sintam mais à vontade. No entanto, a partir do momento em que a pessoa entrevistadora colocar os olhos em você, a entrevista já terá começado. Desse modo, utilize esse momento para mostrar outras facetas e qualidades que vão além de seu lado profissional

1.“Me conta mais sobre você”

O que a pessoa recrutadora quer saber?

Essa primeira pergunta é uma das mais difíceis de serem respondidas. Afinal, ela é tão aberta e geral que você pode ter uma infinidade de respostas para ela. Porém, o que a pessoa entrevistadora quer saber é se você é uma pessoa cuja personalidade é compatível com a vaga e com a cultura da empresa. Além do mais, ela quer saber como você lida com uma pergunta tão ampla. 

Como responder?

A melhor coisa a ser feita é incluir detalhes da sua vida pessoal que poderão ser indiretamente uma vantagem. Isso inclui, hobbies, atividades esportivas, passatempos, etc. Por exemplo, você pode citar que têm atividades extracurriculares que auxiliam na lógica, como xadrez ou palavras cruzadas. Ainda, uma pessoa pode citar que cuida da sua saúde mental por meio da prática de Yoga. 

Exemplo de respostas

“Quando eu não estou no trabalho, eu gosto de sair pela cidade e tirar fotos. As fotos são uma forma de eu conseguir transmitir a forma que eu enxergo o mundo. Eu gosto muito dessa atividade pois tirar fotos exige que você possa parar a correria do dia a dia para observar um pequeno detalhe que está ali todos os dias e você não vê.”

Por que funciona?

Essa resposta geralmente funciona porque você compartilhou um fato que não está no seu currículo, mas já demonstra que você é capaz de parar e observar, perceber outro ângulo de algo que já é bem conhecido. Assim, a principal dica é encontrar a vantagem que essa característica sua pode trazer para o trabalho e utilizar ela em sua resposta. 

2.“Qual sua maior qualidade e/ou sua maior fraqueza?”

O que a pessoa recrutadora quer saber?

Ao mesmo tempo que a pessoa entrevistadora quer saber se suas qualidades são adequadas para a vaga, ela também quer saber se há disposição em você para aprender e evoluir. 

Como responder?

Para responder essa pergunta, você terá de ter cuidado. Primeiramente, a qualidade não pode soar como arrogância ou algo muito fora da realidade. Dessa forma, você terá de citar algo que seja provado por meio de suas experiências profissionais anteriores. Para a fraqueza, você não poderá citar algo que prejudique sua performance no trabalho em questão. Logo, prefira uma característica mais geral, mas dê a entender que você está aprendendo e superando-se dia após dia. 

Exemplo de respostas

“Eu diria que minha maior qualidade é minha ética profissional. Você pode conferir que eu tive experiências profissionais bastante longas e sólidas, além de sempre haver reconhecimento desse fato, como mostra minhas recomendações. Para meu maior defeito, eu diria que eu costumava ter o péssimo hábito de organizar as coisas no último minuto. Por exemplo, no meu antigo emprego eu marcava reuniões na semana um dia antes ou até mesmo no dia. Fui percebendo que isso prejudicava tanto minha organização quanto a das demais pessoas colaboradoras. Desse modo, estou praticando me organizar com antecedência e já notei que tenho mais controle em relação à minha agenda e atividades”.

Por que funciona?

Perceba que nessa resposta demos uma qualidade que pode ser corroborada por meio de documentos que estão no currículo, e para o defeito, dissemos algo que já percebemos que é uma falha e que estamos no caminho para consertar. Isso é importante para demonstrar que você pratica autoconhecimento e é capaz de analisar seus próprios erros. Evite citar perfeccionismo nessa, pois é algo muito utilizado. 

3.“O que faz de você uma pessoa única?”

O que a pessoa recrutadora quer saber?

Aqui, a pessoa recrutadora quer saber se você tem noção de suas particularidades e como você as utiliza para se destacar das demais pessoas candidatas. Pessoas recrutadoras normalmente preferem pessoas que já tem esse senso de empoderamento próprio e que já tem noção de suas principais qualidades. 

Como responder?

Para essa resposta fazer efeito, o que você deve apresentar deve ser, de fato, único. Perceba agora que você não precisa ter uma qualidade excepcional ou implicar que você é a única pessoa do mundo a ter tal característica. A forma como você percebe e apresenta essa característica para a pessoa é o que tornará ela única. 

Adicionalmente, pesquise profundamente sobre a missão e a cultura da empresa, para que você destaque uma característica que seja relevante para ela. 

Exemplo de respostas

“Eu sou uma pessoa que adora enxergar como duas coisas que normalmente não se misturam podem trabalhar juntas. Uma vez, no meu antigo trabalho, eu tive muita dificuldade em conhecer melhor as pessoas do meu time. Como eu amo jogos de tabuleiro, eu sugeri para a pessoa supervisora que fizéssemos um encontro quinzenal da equipe para jogar um jogo cooperativo. Depois disso, a equipe se conectou de uma forma excepcional”

Por que funciona?

Note que uma situação simples foi apresentada como se fosse única. Adicionalmente, ela foi vinculada a uma experiência que melhorou a qualidade do ambiente de trabalho da equipe. Procure por situações assim. Não precisa ser nada muito extravagante, você só precisa se atentar a forma como apresentará essa situação. 

4.“Como você lida com o fracasso?”

O que a pessoa recrutadora quer saber?

Nessa pergunta, a pessoa quer saber quais serão suas atitudes, comportamentos e se você é capaz de manter sua compostura diante de uma situação que não foi bem sucedida. 

Como responder?

A melhor forma de responder a essa pergunta é identificar previamente cenários de fracasso em sua trajetória profissional e utilizar a seguinte fórmula: situação – problema – tentativa – fracasso – aprendizado. Descreva a situação e como surgiu um problema a partir dela. Mostre como você tentou, mas mesmo assim fracassou. Depois, deixe explícito qual foi a lição que você aprendeu com essa situação. 

Exemplo de respostas

“No meu emprego X, minha equipe precisava bater uma meta até o final do mês. Eu sugeri que nos dividíssemos em grupos menores para conseguir cumprir com todas as tarefas. No entanto, estávamos tão focados nas pequenas tarefas a serem feitas que nem percebemos que o tempo havia passado. As tarefas estavam cumpridas, mas elas não refletiam resultados para a meta que precisávamos cumprir. Toda a equipe ficou um pouco desmotivada, inclusive eu, confesso. Porém, aprendemos a olhar o quadro-geral e percebemos que algumas tarefas tinham mais relevância do que outras. No mês seguinte, fomos com esse foco e essa nova estratégia. Ao final, batemos a meta do mês e a anterior juntas, o que resultou em um crescimento de X%. Essa história reflete perfeitamente como eu lido com o fracasso”.

Por que funciona?

Perceba que a fórmula foi utilizada para contar uma história. No final, foi inserido um dado estatístico sobre crescimento. Trazer dados é sempre importante para tornar a história mais palpável e verossímil. 

5.“O que motiva você?”

O que a pessoa recrutadora quer saber?

Mais uma pergunta aberta. A pessoa recrutadora quer saber se você é capaz de se automotivar e se sua motivação é suficiente para acompanhar o ritmo e a cultura da empresa. 

Como responder?

Essa pergunta também requer que você conheça muito bem a companhia para qual está se candidatando. Após extensa pesquisa, pense em momentos anteriores que fizeram você sentir animação e entusiasmo. Geralmente são dias que você volta para a casa com histórias e situações para contar. Depois, tente mesclar o que você espera que a empresa queira ouvir com suas experiências, e dê uma resposta honesta. Quanto mais você demonstrar animação, mais crível será sua resposta. 

Exemplo de respostas

“Minha maior motivação é saber que outras pessoas vão utilizar aquilo que eu fiz. Eu adoro estar em contato com possíveis clientes. Uma vez, eu estava na equipe de desenvolvimento de um novo aplicativo, cuidando da parte de experiência do usuário. Uma senhora fez questão de ir até nosso escritório para dizer que começou a usar a aplicação e que queria agradecer, pois havia facilitado muito a vida dela. Esse feedback foi muito importante para mim, eu não consegui mais tirar o sorriso do rosto pelo resto do dia.”

Por que funciona?

A resposta não precisa ser muito elaborada e complexa. Situações simples também podem levar uma pessoa a estar bastante motivada. Perceba que uma situação de exemplo ajuda a ilustrar e demonstrar aquilo que você está tentando retratar.

Perguntas sobre experiências prévias

Após perguntar sobre você e conhecer mais sobre sua personalidade, características e posicionamento, as perguntas mais específicas começam a ser feitas. Está na hora de responder perguntas sobre seus trabalhos anteriores, que foram apresentados no currículo. Lembre-se: se não tiver nada de positivo para dizer sobre uma experiência, a melhor opção é manter-se em silêncio em relação a isso.

6.“Por qual razão você deixou seu último emprego?”

O que a pessoa recrutadora quer saber?

Essa pergunta pode vir na forma de “Por que você foi demitido(a)?” ou “Por que você está deixando seu trabalho atual?”. Em todas essas hipóteses, a intenção é sempre entender o que deu errado na posição anterior. Essa pergunta revela muito sobre você: se você sofreu uma demissão, se você decidiu sair voluntariamente e se há possibilidade de isso se repetir agora nessa nova contratação. 

Como responder?

Por ser muito delicada, você tem que preparar-se para responder essa pergunta de maneira direta, completa e assertiva. Os motivos devem ser completamente honestos. A forma como você apresentará é que definirá se eles vão compreender sua saída ou não. É importante manter um posicionamento positivo e apresentar os fatos de forma imparcial. Se você conseguir demonstrar como a cultura e as oportunidades oferecidas pela empresa são mais adequadas para você, isso será um adicional. 

Exemplo de respostas

Caso você ainda esteja trabalhando:

“Respondendo com sinceridade, não estava nos meus planos deixar minha atual posição. No entanto, eu não pude deixar de me interessar ao ler a proposta da vaga de vocês. De certa forma, acredito que me adequarei melhor a essa posição, afinal, é um setor no qual eu sempre quis trabalhar!”

Caso tenha sido por conta de demissão:

“A minha demissão foi causada por um corte de gastos no meu setor. A empresa estava diminuindo o número de pessoas funcionárias. Por isso, estou procurando uma nova posição.”

Caso tenha sido por conta de pedir conta:

“Eu saí do meu antigo emprego pois senti que havia chego em um patamar em que não haveria mais mudanças expressivas. Eu quero novos desafios e oportunidades, o que eu acredito que encontrarei nesta nova posição. 

Por que funciona?

Todas as respostas funcionam a partir do momento que são honestas. Caso a causa da demissão ou saída não seja tão amigável, escolha termos que façam com que não pareça que houve conflitos em sua saída. No caso de estar ainda na posição atual, cuidado apenas para não elogiar demais a empresa atual, pode acabar soando artificial. 

7.“O que você mais gostava e o que você menos gostava no seu emprego anterior?”

O que a pessoa recrutadora quer saber?

Atenção! Essa pergunta é uma pegadinha!

A pessoa recrutadora normalmente não está interessada em saber o que você mais gostava ou não gostava no emprego anterior. Em vez disso, ela vai estar analisando a escolha de palavras, o tom e a forma como você se refere a ele. Uma pessoa que demonstrar desprezo e rancor não pontuará nesse tipo de questão. 

Como responder?

Outra pergunta muito delicada. Por ser uma pegadinha, as duas coisas que você dirá devem ser bastante cautelosas. Você não pode enaltecer seu antigo emprego ou poderão questionar o motivo de você ter saído de lá. Igualmente, falar mal de pessoas e empresas não é uma opção. Assim, você deverá ir com cuidado. 

Para o que você mais gostava, escolha uma característica geral que pode ser aplicada a toda e qualquer companhia. Desse modo, a pessoa recrutadora saberá que a empresa atual poderá lhe oferecer isso também. Para a coisa que você menos gostava, prefira puxar a culpa para você e como você não se adequou a cultura da empresa. Desse modo, você não estará falando mal e nem assumindo um papel de rancor.

Exemplo de respostas

“A melhor coisa no meu antigo trabalho era minha equipe. As pessoas eram de fato muito talentosas e dispostas a ajudar. Elas com certeza tornavam o trabalho mais leve e o ambiente muito mais acolhedor. Por outro lado, eu sentia que a cultura da empresa não era exatamente para mim. Eu concordava com a missão e com os valores, mas não sentia que eu era um encaixe perfeito para a posição. Então, eu não sentia que a vaga era perfeita para mim…” 

Por que funciona?

Em momento nenhum a empresa foi desmoralizada ou um adjetivo negativo foi utilizado. Ao contrário, é comum que conexões que eram esperadas acabem por não ocorrer. Portanto, isso é compreensível. Já utilizar as pessoas como positivo da empresa é outra estratégia interessante, uma vez que as pessoas não são de fato algo que remete diretamente à marca e imagem de uma companhia, e, possivelmente, a empresa atual terá equipes e pessoas tão competentes quanto. 

8.“Qual foi sua maior conquista em experiências prévias?”

O que a pessoa recrutadora quer saber?

Questões sobre experiências prévias envolvendo sucesso normalmente dizem bastante da sua ética profissional e da maneira como você trabalha. Possivelmente, a pessoa recrutadora quer reconhecer isso na sua história. 

Como responder?

A maior dificuldade aqui será equilibrar o fato de que você não quer parecer arrogante, mas humildade demais também pode ser prejudicial. Logo, escolha uma conquista que você pode falar abertamente sobre seu protagonismo, mas que o resultado final foi mais vantajoso para a empresa em si. Lembre-se de contar uma breve história de como isso aconteceu. 

Exemplo de respostas

“Quando eu cheguei na minha antiga posição, a empresa ainda era bastante jovem e a equipe havia sido formada há pouco tempo. Então, você já pode imaginar que ainda havia muito a aprender e também havia muito espaço de crescimento. O maior obstáculo é que ainda estávamos enfrentando um pouco de desorganização e problemas de comunicação por conta dessa falta de maturidade da equipe. Eu me reuni com a pessoa supervisora e sugeri a implementação de um framework com o qual já havia trabalhado. Nas próximas semanas, eu exaustivamente ajudei cada pessoa a compreender como ele funcionava e criei um plano de execução do framework. Seis meses depois, éramos a equipe com mais resultados da empresa, e outros setores passaram a utilizar a mesma ferramenta.”

Por que funciona?

A resposta é uma história que é contada a partir de um conflito. Perceba como a maior vantagem da história recai sobre a empresa, que conseguiu melhorar sua organização interior e aumentar sua produtividade. 

Perguntas sobre suas intenções na empresa

Aqui a empresa quer saber por que você acredita que seja uma adição importante, qual seu objetivo pessoal na vaga, e como preenchê-la fará com que você esteja mais próximo disso. Assim, a dica aqui é ter em mente seus objetivos profissionais e pessoais e alinhá-los com os da empresa em questão. 

9.“Por que deveríamos contratar você?”

O que a pessoa recrutadora quer saber?

Mantenha em mente que o objetivo da empresa em oferecer uma vaga é preencher um espaço necessário para solucionar um determinado problema dentro da empresa. Assim, você deve provar definitivamente que é a melhor pessoa para ocupar esse espaço. Não existe melhor pergunta para evidenciar isso do que esta. 

Como responder?

Essa pergunta requer preparação prévia. Você deve listar todas suas qualidades e habilidades de um lado. Do outro, coloque todos os objetivos e requerimentos da vaga que está aplicando. Pergunte-se também o que possivelmente a empresa está procurando resolver com essa vaga. Conecte suas habilidades com os objetivos da empresa e descubra em que ponto você se destaca. Está aí sua resposta. Não deixe de demonstrar que você leu cuidadosamente a proposta de emprego. 

Exemplo de respostas

“Baseado em experiências minhas, em antigos empregos e posições, eu percebo que é muito difícil aliar habilidades interpessoais com técnicas, ainda mais pensando na área de tecnologia. Ao ler mais sobre a vaga oferecida, eu percebi que é exatamente essa pessoa que vocês estão procurando e que eu me adequaria perfeitamente a ela, uma vez que tenho experiências na área X e Y, e já atuei com gestão de pessoas, como indica meu currículo.”

Por que funciona?

Essa resposta conecta o que é esperado para a vaga com as habilidades e experiências que podem ser conferidas no currículo. Assim, você demonstrará que é uma boa escolha para ocupar essa posição

10.“Como esse emprego se encaixa na sua carreira profissional?”

O que a pessoa recrutadora quer saber?

A pessoa quer entender se o plano de carreira oferecido pela empresa tem relação com o que você planeja para sua vida profissional. Isso definirá se tem encaixe entre as suas expectativas e as da empresa. Ela não espera que você se comprometa a ficar longos anos dentro dela, mas também, ela quer ter certeza de que os recursos utilizados em treinamento e preparação não sejam desperdiçados caso você saia logo em seguida. 

Como responder?

Após ler novamente a descrição da vaga oferecida, procure algumas características que podem se relacionar com seus objetivos de carreira. Caso você ainda esteja pensando em sua carreira profissional, foque nas habilidades que você tem para cumprir as tarefas. 

Exemplo de respostas

“Eu sempre quis aliar meu conhecimento na área de gestão de pessoas com minhas habilidades técnicas, mas não estava conseguindo pensar em uma forma de fazer isso anteriormente e construir uma carreira em cima disso. No entanto, ao ler a descrição para a vaga, eu percebi que posso ter uma oportunidade de fazer isso aqui, nessa companhia. Afinal, a vaga une o melhor de dois mundos para mim.”

Por que funciona?

Essa resposta demonstra que você pesquisou sobre a posição e leu cautelosamente a descrição da vaga. Além disso, ela demonstra que você enxerga oportunidades de crescer dentro da empresa, o que é um benefício. 

11.“Por que NÃO deveríamos contratar você?”

O que a pessoa recrutadora quer saber?

Atenção! Essa pergunta é uma pegadinha!

O objetivo dessa pergunta é surpreender a pessoa candidata com uma pergunta que possivelmente ela não tem a resposta. De certo modo, ninguém pensa no motivo para não ser contratado, afinal, todo mundo quer ocupar a vaga para qual se candidatou. Assim, a pessoa recrutadora quer ver como você sai dessa saia justa.

Como responder?

A melhor escolha é virar o jogo e transformar o motivo para não ser contratado(a) em uma vantagem para ser contratado(a). Escolha uma qualidade que possa ser vista com bons olhos dentro da cultura da empresa. Depois, jogue com isso, fazendo com que na verdade ela se torne um motivo para a contratação. Lembre-se sempre de ajustar essa característica com a visão da empresa. Se você errar nesse ponto, a resposta não será efetiva.

Exemplo de respostas

“Você não deveria me contratar se espera uma pessoa colaboradora que precisa seguir à risca ordens e instruções para conseguir atuar. Eu gosto de receber alinhamentos gerais e objetivos bem nítidos, porém com autonomia para executar a melhor estratégia.”

Por que funciona?

Nesse caso, a empresa exercita o empoderamento e a independência das pessoas colaboradoras como parte de seus valores. Assim, você estará na verdade dizendo algo que querem em uma pessoa colaboradora. 

Perguntas sobre salário

Falar sobre salário nunca é fácil. Normalmente, a descrição da vaga pode conter o valor oferecido para o cargo. Em outros casos, a negociação do salário vem após a aprovação na entrevista. Porém, é sempre importante preparar-se para responder essa pergunta em uma entrevista de emprego, especialmente naquelas com valores a negociar.

12.“Quais são suas expectativas de remuneração?”

O que a pessoa recrutadora quer saber?

A pessoa recrutadora faz essa pergunta para saber principalmente se você se satisfará com o valor que eles podem oferecer. Caso você diga um valor muito acima, isso pode ser razão para desqualificação. Se for muito abaixo, isso dá margem para que a empresa reduza a proposta. 

Como responder?

O importante para essa questão é sempre estar ciente das habilidades e experiências que você possui. Depois, você deverá fazer uma extensa pesquisa em empresas similares o quanto cargos semelhantes remuneram. Com esses dados, você será capaz de formular uma resposta. Cuidado apenas para não falar valores muito precisos e específicos, ou parecerá que você não tem disposição para negociação. 

Exemplo de respostas

“Tenho completa disponibilidade para negociar valores, e a extensão de remuneração desejada é flexível. No entanto, tendo em vista minhas habilidades e experiências em Y, X e Z, vi que outras empresas remuneram pessoas de mesmo nível com salários de, em média, R$X,00”.

Por que funciona?

Essa resposta demonstra que há espaço para diálogo e negociação com a empresa. Além do mais, demonstra que você tem ciência do quanto vale seu trabalho, o que não permitirá que ofereçam um salário muito abaixo do indicado apenas porque sabem que você aceitará. 

13.“Por que você está aplicando para uma posição com remuneração inferior?”

O que a pessoa recrutadora quer saber?

Essa situação pode acontecer por diversas maneiras, mas jamais ficará explícito para um empresa por que você aceitaria sair de uma posição que remunera um pouco melhor. Um exemplo é se você aplicar para uma vaga de pleno, mesmo sabendo já atuou como senior.

Como responder?

Muitas vezes é a flexibilidade, problemas pessoais ou até mesmo mudanças de cidade que exigem que aceitemos um cargo com remuneração menor que o anterior. Independentemente do motivo, você deve sempre explicitar ele de uma forma que haja coerência. 

Utilize também o argumento de que salário não é a única coisa que você está buscando em um ambiente de trabalho, porém de maneira indireta. 

Exemplo de respostas

“Recentemente, eu percebi que tenho passado muito pouco tempo com minha família. Meu antigo trabalho, apesar de ter uma remuneração mais alta, demandava que eu me dedicasse quase que a tempo integral. Reconhecendo os meus limites, eu decidi me candidatar a uma posição cujo salário fosse menor, mas que me daria mais tempo e flexibilidade para poder cuidar de mim mesmo e das pessoas que eu amo.”

Por que funciona?

É uma resposta sensível e vulnerável que reflete coisas que dinheiro nenhum pode comprar, que é o tempo e a interação com as pessoas. Por ser tão simples, é uma resposta muito efetiva e que cumpre com o papel de informar a empresa o motivo de você estar aceitando esse outro cargo. 

Perguntas sobre nível profissional

Perguntas sobre nível profissional podem envolver qualificação, nível de vaga (sênior, júnior e pleno) e formação acadêmica.

14.“Me fale um pouco sobre sua formação”

O que a pessoa recrutadora quer saber?

Ao perguntar sobre sua formação, tanto profissional e educacional, a pessoa recrutadora quer saber como foi que os cursos, faculdades ou estágios prepararam você para esse emprego. Com pessoas que acabaram de sair da faculdade, essa pergunta normalmente aparece para saber o que você consegue resgatar dos estudos para utilizar no dia a dia profissional. 

Como responder?

Lembre-se de utilizar as informações que estão disponíveis no seu currículo ou portfólio

Comece por destacar quais foram as habilidades desenvolvidas na faculdade que são essenciais para o trabalho. Para isso, você precisará saber quais são as habilidades requeridas para a vaga. 

Se você não tiver uma extensa trajetória educacional, você pode criar conexões novas entre o trabalho e a informação que você recebeu nas suas formações. 

Exemplo de respostas

“Eu me graduei recentemente na universidade, no curso de Letras Português. Apesar do curso não ter uma relação direta com a vaga, eu tenho conhecimentos técnicos e práticos de como funciona o discurso e a veiculação de uma mensagem. Assim, posso dizer que a faculdade me tornou uma excelente pessoa comunicadora, habilidade que é imprescindível para qualquer posição.”

Por que funciona?

Optamos por demonstrar um exemplo em que a trajetória educacional é curta e não tem relação com a vaga proposta. Foi escolhido uma habilidade que é indispensável para qualquer cargo que você ocupe dentro de uma empresa ou em uma equipe. Assim, você demonstra que a multidisciplinaridade ainda pode ser o seu diferencial. 

15.“Você não acha que você é qualificado(a) demais para a vaga?”

O que a pessoa recrutadora quer saber?

Isso pode ocorrer com pessoas que são um pouco mais experientes e já possuem uma extensa trajetória profissional, educacional e pessoal. Porém, muitas vezes, aplicar para determinada posição na qual somos qualificados pode ser complicado pela ausência de vagas e alta competitividade. Assim, optamos por vagas um pouco inferiores.

A pessoa recrutadora quer saber, acima de tudo, se você não está apenas preenchendo aquela vaga temporariamente até surgir uma posição melhor. 

Como responder?

Para essa questão, você terá que provar que você tem interesse na vaga e, caso a consiga, você não vai simplesmente mudar para outra logo em seguida. Existem duas formas de reagir a isso: a primeira é reformular a pergunta, focando nas suas qualidades; a outra é focar em outros objetivos de vida para criar um balanço com a vida profissional

Exemplo de respostas

Reformulando a pergunta:

“Apesar da minha extensa experiência e qualificação, eu também desenvolvi um senso de saber o que eu quero para meu futuro. Antes de analisar os meus títulos, salários e experiências prévias, eu gostaria de destacar o fato de que minhas habilidades e conhecimentos permitiram que eu sempre estivesse à frente do que minha área requer…” 

Mudando a motivação:

“Como você pode ver, eu já trabalhei em posições mais altas e percebi que o que eu preciso no momento é uma posição exatamente como essa. Meu objetivo é ser capaz de balancear melhor a minha vida pessoal e profissional, algo que não era possível nos meus cargos anteriores. ”

Por que funciona?

No primeiro caso, a pergunta foi reformulada para apontar as habilidades da pessoa candidata. No segundo, foi dada uma razão para aceitar um trabalho para o qual você é qualificado demais. Apenas tome cuidado no primeiro caso para não soar rude. Caso não haja espaço, a pessoa recrutadora pode se sentir desafiada. 

Perguntas sobre performance e comportamento

Esse tipo de pergunta envolve compreender como você se comporta no ambiente de trabalho e como atua. 

16.“Por qual razão você recebe críticas das pessoas ao seu redor?”

O que a pessoa recrutadora quer saber?

Essa é uma pergunta para saber o quão bem você lida com críticas e com o quão sensível você é a ponto de reconhecer essas críticas. As pessoas recrutadoras podem estar atentas a sinais de nervosismo ou hesitação na resposta dessa pergunta. 

Como responder?

Essa é uma pergunta capciosa, afinal, você não quer dar a impressão que recebe constantes críticas, mas também não quer dizer que é uma pessoa perfeita, sem defeitos. Tenha certeza de encontrar críticas que não se relacionam diretamente com as funções desempenhadas nessa nova posição. 

Você ainda pode mencionar uma fraqueza que é na verdade um ponto forte nessa nova posição. 

Exemplo de respostas

“Algumas vezes, algumas pessoas chegaram a me dizer que eu era muito rígido com o trabalho de outras pessoas colaboradoras. Após me dizerem isso, eu percebi que as pessoas têm diferentes ritmos e formas de aprender, e que eu precisava também me adaptar a elas ao invés de cobrar que as coisas fossem feitas da maneira que eu esperava. Tenho praticado dialogar mais e trocar feedbacks, o que tem sido muito bom e já me disseram que eu melhorei nesse quesito.”

Por que funciona?

Ser rígido demais, sob a ótica de uma empresa, é melhor do que ser desorganizado ou ter conflitos. Ainda assim, no final, demonstramos que já tomamos nota da crítica, aceitamos e fomos capazes de pensar sob outra perspectiva. Assim, pudemos começar a colocar em prática outra maneira de se trabalhar. 

17.“O que uma pessoa, que é sua antiga colega de trabalho, diria se eu perguntasse se você deveria ser contratada(o)?”

O que a pessoa recrutadora quer saber?

Essa pergunta é bastante delicada. A pessoa recrutadora quer ter uma noção de como as pessoas veem você, porém, acima de tudo, como você acha que é visto. Assim, se você passar uma imagem muito irreal sobre uma opinião alheia, provavelmente ela saberá que se trata de uma mentira. 

Como responder?

A ideia aqui é se pautar em uma situação real. O tempo inteiro recebemos feedbacks, formais ou informais, sobre nosso trabalho e nosso comportamento. Pense no momento em que uma pessoa disse algo benéfico sobre quem você é. Caso ainda tenha o contato de algumas, pergunte pessoalmente o que elas responderiam. Por vezes, algumas coisas que você não pensou podem surgir. 

Junte essa informação com as habilidades necessárias para preencher a vaga. 

Exemplo de respostas

“As pessoas do meu antigo trabalho sempre confiavam em mim para trazer alguma inovação para a reunião. Quando algo não saía como o esperado, elas já olhavam para mim sabendo que possivelmente eu já teria alguma ideia criativa de como solucionar o problema. Dessa forma, acredito que eles ressaltariam o fato de que eu sou uma pessoa extremamente versátil e criativa, e, por isso, seria um encaixe ideal para a vaga.”

Por que funciona?

A resposta delimita algo que as outras pessoas reconheciam e que serve também como diferencial no ambiente de trabalho. Se alguém que trabalhava com essa pessoa de fato fosse questionada, existe uma boa possibilidade de citarem essa característica. Assim, é uma resposta específica e verossímil.

Perguntas sobre liderança e trabalho em equipe

Ainda mais para cargos que são de liderança, essas perguntas refletem as habilidades de alguém em gerenciar uma equipe e a relação com as demais pessoas colaboradoras. 

18.“Quais estratégias você usa para motivar sua equipe?”

O que a pessoa recrutadora quer saber?

Essa pergunta é realizada para tentar ter uma ideia de como você vai interagir com uma equipe — ainda mais se for uma vaga de liderança — e quais são seus pontos de vista sobre o que é o sucesso de uma equipe. 

Como responder?

Para responder essa pergunta, é importante demonstrar que você está ciente daquilo que é mais importante dentro de uma equipe de determinado ramo. Você deve demonstrar também compreender quais são os fatores que podem levar uma equipe a se desmotivar e como dar a volta por isso. 

Você pode contar uma história que ilustre o seu ponto de vista nessa questão. 

Exemplo de respostas

“Acredito que a situação que melhor responde essa pergunta é quando a empresa em que eu trabalhava estava passando por alguns problemas financeiros e a equipe foi reduzida. As pessoas que sobraram ficaram bastante desmotivadas e a carga adicional de trabalho se tornou um problema. Pensando nisso, eu conversei individualmente com cada pessoa. Depois que elas colocaram para fora suas frustrações, fomos capazes de pensar juntos em soluções para passar por aquele problema. Mesmo com tudo, a equipe conseguiu manter sua performance. Afinal, a equipe se sentiu compreendida e ouvida.”

Por que funciona?

Foi contada uma história que demonstram técnicas para lidar com a frustração das pessoas mediante uma situação desconfortável. É importante sempre escolher um momento em que a estratégia funcionou. 

19.“Como você se sente trabalhando em uma equipe?”

O que a pessoa recrutadora quer saber?

Como a maioria dos trabalhos hoje em dia exigem que você consiga se relacionar com mais pessoas no ambiente de trabalho, é bem provável que a pessoa recrutadora queira saber como você se sente em um ambiente de trabalho em conjunto. 

Como responder?

Não existe negativa para essa resposta. Afinal, dizer que você não se dá bem com pessoas é garantir que qualquer vaga que necessite de trabalho em grupo não seja adequada para você. Assim, seja você uma pessoa extrovertida, que se relaciona bem com todo mundo, ou introvertida, que tem mais dificuldade em relações interpessoais, a resposta deve ser sempre positiva. 

Exemplo de respostas

“Como uma pessoa introvertida, diversas vezes as pessoas pensam erroneamente que sou tímida e não consigo falar em público. Posso não ser a pessoa que estará o tempo todo falando com todas as pessoas, mas certamente estarei observando e analisando qual será a melhor forma de transmitir a mensagem. Por conta disso, as pessoas que trabalhavam comigo costumavam dizer que eu sou muito assertiva e direta no que eu quero, o que foi visto como uma vantagem. Assim, certamente trabalhar em equipe não é um desafio maior ou menor para mim.”

Por que funciona?

Como a pessoa extrovertida tem naturalmente uma resposta nítida para essa questão, preferimos responder da ótica de uma pessoa que não se dá tão bem com mais pessoas. Perceba que não houve mentiras, apenas uma apresentação diferente dos fatos. Assim, a pessoa, mesmo se for menos comunicativa, consegue demonstrar que tem um posicionamento importante dentro de uma equipe. 

20.“Que papel você desempenha dentro de uma equipe?”

O que a pessoa recrutadora quer saber?

É evidente que, apesar de todas as pessoas poderem demonstrar ações de liderança, há pessoas líderes e pessoas que seguem. A pessoa recrutadora quer saber em qual posição você se encontra e se você é uma possível pessoa candidata a funções de liderança. 

Como responder?

Essa pergunta tem um porém: você deve demonstrar que tem o que é necessário para a liderança, mas ao mesmo tempo sem se autodenominar uma pessoa líder. Dessa forma, deve haver um equilíbrio entre as imagens que você vai construir. 

Exemplo de respostas

“Eu sou conhecida por trabalhar muito bem em equipe, e certamente não tenho problemas em ser orientada. No entanto, às vezes eu sinto que preciso assumir um papel um pouco mais de liderança pois acredito que tenho muitas habilidades organizacionais que podem ser benéficas. Dito isso, eu diria que sou adepta a um modelo mais autônomo em que todas as pessoas podem deixar suas habilidades de liderança aparecerem.” 

Por que funciona?

Nessa resposta, você já deixou explícito que sabe que pode assumir papéis de liderança caso surja a oportunidade. No entanto, você também afirmou que não tem problema em trabalhar como integrante da equipe, ou seja, não é uma pessoa sujeita a insubordinação, e também que você tem noção de que todas as pessoas precisam desse espaço, e não somente você. 

EXTRA: Perguntas sobre o futuro

“Como você se vê daqui a 5 anos?”

O que a pessoa recrutadora quer saber?

Com essa pergunta, a pessoa quer saber o que você pensa sobre o seu futuro. Se você responder algo totalmente diferente, como estar trabalhando em uma área completamente distinta, ela pensará que você só está querendo ocupar a vaga temporariamente e não tem intenções de contribuir e construir uma carreira. 

Como responder?

Mesmo se você já planeja outros passos para sua vida que envolvam deixar esse emprego, você não poderá dizer isso para a pessoa entrevistadora. Então, a melhor escolha seria dizer algo que esteja relacionado àquele cargo. 

Portanto, veja qual seria os próximos passos para uma carreira relacionada à vaga em questão. 

Exemplo de respostas

“Daqui há cinco anos eu pretendo estar trabalhando com programação assim como agora. Porém, quero ter aprendido mais ferramentas e linguagens diferentes para diversificar meu trabalho. Notei também que, dentro da empresa, há a possibilidade de avançar para o nível sênior. Seria o cenário ideal eu estar trabalhando nessa posição”.

Por que funciona?

A resposta demonstra que você pretende ter uma trajetória duradoura e que contribua para o desenvolvimento da empresa. Além do mais, demonstra que você já pesquisou e já projetou onde quer chegar, que é algo bastante reconhecido por pessoas recrutadoras. 

Como NÃO responder a perguntas em entrevistas de emprego

A seguir, confira algumas dicas sobre como não responder perguntas de entrevistas de emprego.

  • Evite respostas genéricas e vagas;
  • Evite mentir ou poderá cair em contradição;
  • Não fale mal do emprego ou da pessoa empregadora anterior;
  • Procure não contar histórias negativas ou de fracasso;
  • Evite abrir muitos parênteses ao contar uma história;
  • Evite hesitar e responder sem entusiasmo;

Pode ser que nem todas as perguntas que apareçam em sua entrevista de emprego estejam aqui, mas essas certamente são perguntas clássicas que a maioria das pessoas recrutadoras gostam de fazer. Você pode sempre se basear nelas para planejar-se e responder outras que sejam similares. 

Com um pouco de planejamento, pesquisa e prática, você será capaz de conquistar a simpatia da pessoa que lhe entrevistará e ainda estará um passo mais perto de conseguir o emprego dos sonhos

Esse texto foi útil para você? Veja agora o que colocar no campo “Objetivo Profissional” do currículo!

Deixe um comentário
Você também pode gostar