Após o surgimento da Covid-19, o trabalho remoto, que já era uma tendência no mercado, tornou-se uma opção necessária para a sobrevivência de inúmeros negócios. Segundo pesquisa divulgada pelo ISE Business School, devido ao isolamento social no Brasil, 54% das empresas nacionais e familiares, e 74% das multinacionais, precisaram aderir a esse modelo.

O estudo mostrou, ainda, que cerca de 80% das pessoas entrevistadas gostaram da experiência e acreditam que o home office atende aos requisitos de suas funções. Ou seja, a transformação do modelo tradicional de trabalho será uma tendência ainda mais forte no mundo pós-pandemia.

Mas você sabe como funciona o trabalho remoto? Quer descobrir como é possível garantir a produtividade e se dar bem nessa modalidade? Neste post, explicamos essas e outras dúvidas. Você pode conferir nos seguintes tópicos: 

  • O que é trabalho remoto
  • Trabalho remoto: para quem e quais áreas
  • Vantagens e desvantagens do trabalho remoto
  • Dicas para se dar bem no trabalho remoto
  • Ambiente de trabalho remoto: sugestões para montar seu home office

Fique conosco e tenha uma ótima leitura!

O que é trabalho remoto

Em termos simples, o trabalho remoto é definido como qualquer atividade profissional realizada a distância. Por isso, as pessoas que atuam nessa modalidade precisam de uma boa conexão com a internet e contam com o auxílio de tecnologias e ferramentas de comunicação, como Zoom e Slack.

Mesmo sendo uma proposta mais liberal, de certa forma, o trabalho remoto é tão exigente quanto o modelo convencional. Afinal, horários, definição de tarefas, metas e controle da produtividade ficam todos sob a responsabilidade de quem opta por esse tipo de atuação.

Além disso, requisitos, habilidades e conhecimentos necessários para o serviço não sofrem nenhuma alteração. Vale ressaltar que, ao contrário do que muitos pensam, o trabalho a distância não abrange apenas a categoria freelancer.

Na verdade, a modalidade, que também é chamada de teletrabalho, passou a ser reconhecida por lei com a Reforma Trabalhista de 2017. Assim, empresas de todo o país podem estabelecer contratos de trabalho fixo que serão realizados remotamente.

Outro ponto a ser destacado é que nem sempre ele é feito em home office. Devido à modernização, é possível ter acesso às tecnologias necessárias para o ofício nos mais diversos lugares, como coworkings, hotéis ou restaurantes.

Trabalho remoto: para quem e quais áreas

Apesar de ser uma modalidade muito vantajosa, nem todas as pessoas têm o perfil ideal para se adaptar ao trabalho remoto. Isso porque existem características de personalidade e comportamento que são essenciais para esse tipo de atuação.

Uma delas, por exemplo, é a organização. Afinal, como as atividades profissionais podem ser exercidas em qualquer local, para algumas pessoas, torna-se difícil separar a vida pessoal do trabalho. Isso compromete tanto a produtividade quanto o seu bem-estar geral.

Elevado poder de concentração, autonomia, proatividade e capacidade de autogerenciamento são outros requisitos básicos para quem investe no trabalho a distância. Uma vez que não haverá alguém para chefiar suas atividades, acompanhando os processos e mantendo o foco no serviço, você será responsável por garantir o seu próprio desempenho e por liderar seus afazeres.

Além disso, existem algumas áreas que se encaixam melhor no modelo de trabalho remoto, devido às suas próprias características. Esse é o caso, por exemplo, dos ramos de produção de conteúdo, marketing digital e publicidade.

Contudo, a área que mais se destaca nesse meio é a de tecnologia. Atualmente, as empresas do setor ainda enfrentam dificuldades para suprir demandas que exigem certos conhecimentos técnicos, sendo necessário buscar pessoas em outras cidades e até outros estados.

O trabalho remoto ajuda a amenizar esse problema. Por isso, é mais comum encontrar vagas da área disponíveis nessa modalidade, como para os cargos de web design, desenvolvimento de aplicativos ou de jogos.

Vantagens e desvantagens do trabalho remoto

Agora que você já sabe como o trabalho remoto funciona e para quem ele é indicado, listamos alguns aspectos positivos e negativos que ele causa para empresas, profissionais e até para o meio ambiente. Veja!

Para a empresa

As empresas que adotam o modelo de trabalho remoto conseguem obter uma série de vantagens, como a redução dos custos operacionais. Afinal, é possível diminuir os gastos com serviços de manutenção do espaço físico da companhia, aluguel, luz, e vale-transporte dos funcionários, por exemplo.

Além disso, o índice de satisfação entre as pessoas aumenta, o que garante resultados mais expressivos para a empresa. Fora isso, podemos citar como benefícios:

  • maior engajamento;
  • melhor controle de dados e informações, já que os arquivos são compartilhados e armazenados em ambiente virtual;
  • mais agilidade na comunicação.

No entanto, apesar das vantagens que o modelo oferece, é preciso salientar que a empresa pode ter mais dificuldade para implantar sua cultura, já que seus funcionários terão liberdade para escolher como querem trabalhar. Vale lembrar que esse contratempo pode ser resolvido com treinamentos online e reuniões frequentes.

Para a pessoa que vai trabalhar remotamente

Entre os benefícios que podemos citar para quem adota o home office, sem dúvidas, a melhora evidente da qualidade de vida é o principal. Imagine uma rotina de trabalho na qual não é preciso enfrentar diariamente o estresse do trânsito, o cansaço gerado pelas horas de deslocamento e os atrasos causados pelos imprevistos do percurso.

Parece maravilhosa, não é mesmo? Mas não é só isso. Essa modalidade também permite que as pessoas tenham mais controle sobre a própria vida.

Assim, elas podem ter melhores noites de sono, alimentação mais balanceada e caseira, além da prática regular de atividades físicas. Consequentemente, esses fatores geram profissionais mais satisfeitos, competentes e engajados.

Por outro lado, é possível que algumas pessoas sintam dificuldade ao adotar esse modelo. Afinal, é preciso muita disciplina, organização e autocontrole para não se deixar levar pelas distrações, o que causaria a redução da produtividade.

Para o meio ambiente e para a sociedade

A sociedade e o meio ambiente também sofrem impactos positivos gerados pela adoção do trabalho remoto. O principal motivo disso é que, devido à redução de carros circulando nas ruas, há uma melhora significativa na poluição das cidades e na mobilidade urbana.

Além disso, visto que as empresas não precisam manter espaços físicos para a realização do trabalho, também é possível economizar recursos como água e energia elétrica.

Dicas para se dar bem no trabalho remoto

O trabalho remoto pode andar de mãos dadas com a produtividade e oferecer bons resultados. Mas, para que isso aconteça, é essencial saber lidar com as particularidades dessa modalidade. Por isso, separamos algumas dicas para você garantir o seu sucesso trabalhando à distância. Veja!

Mantenha-se conectado

Apesar do que muitas pessoas pensam, trabalhar remotamente não é sinônimo de isolamento. Muito pelo contrário, essa modalidade exige que a comunicação entre a equipe seja ainda mais eficiente e bem estruturada.

Não estamos falando apenas do uso de e-mails para a troca de informações. Também é preciso utilizar ferramentas de gestão, como o Trello, aplicativos de bate-papo, como Gtalk, Slack ou Skype, e sistemas de compartilhamento de arquivos, como Google Drive, Dropbox e iCloud.

Além de tudo isso, você ainda terá que participar de treinamentos, calls e reuniões online. Deu para perceber que estar sempre conectado é um requisito básico para quem trabalha remotamente, certo? Por isso, o investimento em um bom sinal de internet deve ser encarado como uma prioridade.

Faça pausas regulares

No trabalho a distância, você se torna responsável pela administração dos seus horários. O grande problema disso é que, devido às distrações do ambiente, é fácil perder o foco, gerando atrasos no serviço que precisarão ser recompensados com horas seguidas de trabalho.

Infelizmente, esse comportamento prejudica a qualidade das suas tarefas, além de desgastar a mente e o corpo. Criar uma espécie de cronograma para o seu dia, incluindo nele pausas regulares, é uma excelente forma de evitar tal problema.

Utilizar a técnica Pomodoro é uma maneira eficaz de colocar isso em prática. Basicamente, o método consiste em dividir o seu tempo da seguinte forma: 25 minutos de foco total no trabalho, seguidos por cinco minutos de pausa. Após esse ciclo se repetir por quatro vezes, é permitido realizar uma pausa longa de 30 minutos.

Planeje as tarefas com antecedência

Para garantir a produtividade no trabalho remoto, é essencial fazer uma boa gestão do seu tempo. Manter o hábito de planejar suas tarefas com antecedência, listando as prioridades, é uma forma simples de se fazer isso.

Além de evitar a desorganização e o acúmulo de trabalho, a lista de tarefas impede que você se esqueça de algo importante e pode ser usada como um guia de desempenho. Com ela, é possível conferir quanto tempo gastou em cada tarefa, o progresso que fez durante a jornada e quais atividades ficaram para o dia seguinte.

Ao elaborar essa lista, é interessante organizar os projetos e tarefas importantes de acordo com os horários em que você tem mais produtividade. Contudo, evite colocar atividades demais para o mesmo dia, pois a sobrecarga de trabalho gera desmotivação e prejudica a qualidade das entregas.

Ambiente de trabalho remoto: sugestões para montar seu home office

Se você quer apostar no trabalho remoto, mas não pretende frequentar coworkings, adotar o home office será uma boa opção. Nesse caso, seu ambiente de trabalho deve ser confortável o suficiente para garantir a produtividade, mas também, organizado, para que seu desempenho não seja comprometido.

Quer saber como encontrar esse equilíbrio? Preparamos algumas dicas para ajudar você a montar um escritório dentro de casa. Veja!

Invista em equipamentos para o seu bem-estar

Um dos cuidados mais importantes que você deve ter ao montar o home office se refere à escolha dos móveis que serão usados durante o expediente. Além de garantir o seu bem-estar e melhorar o seu rendimento, os equipamentos certos evitam problemas de saúde, como tendinite, dores no corpo e LER (Lesão por Esforço Repetitivo).

Para evitar o seu próprio desconforto e manter uma rotina agradável, invista em uma cadeira ergonômica, pois elas são ajustáveis e protegem a região lombar. Também é indicado utilizar uma mesa de tamanho adequado, além de suportes para mouse, teclado, monitor ou notebook.

Tenha cuidado com a iluminação

Ambientes muito escuros, além de forçar as vistas — o que, em longo prazo, prejudica a visão —, costumam nos deixar mais preguiçosos, afetando negativamente o nosso desempenho. Por isso, é essencial escolher um local bem iluminado para montar o seu home office.

Uma boa dica é trabalhar em um ambiente com janelas grandes. Isso porque elas permitem a entrada de luz natural e você não precisará investir tanto em iluminação artificial.

Preste atenção à organização do seu equipamento

Para que seu fluxo de tarefas não seja interrompido, é fundamental criar um ambiente organizado, separando um local específico para cada equipamento. Afinal, muitos objetos vão compor seu home office, como canetas, papéis, blocos de notas e notebook — e não devem ser deixados espalhados pela casa.

Além de evitar que você perca tempo procurando algo, um espaço organizado traz mais tranquilidade para a mente trabalhar. Por isso, não tenha medo de investir em estantes, gavetas, caixas, escrivaninhas ou armários que possam ser usados para armazenar seus objetos. Chegado o fim do expediente, tenha o cuidado de guardar tudo no seu devido lugar.

Personalize seu ambiente de trabalho

Certamente, trabalhar em um ambiente divertido e inspirador melhora nossa satisfação e produtividade. No home office, você tem ainda mais liberdade para transformar seu espaço em um lugar agradável. Para isso, basta utilizar a imaginação e apostar em elementos decorativos do seu gosto.

Papéis de parede, quadros, pôsteres, adesivos e porta-retratos, por exemplo, ajudam a tirar o ar de seriedade, deixando o ambiente mais descontraído. Outra dica interessante é colocar algumas plantas no local, já que a cor verde estimula a criatividade.

Como você pode perceber, o trabalho remoto é uma opção interessante para quem quer fugir do estresse presente no modelo convencional. No entanto, é preciso muito compromisso, disciplina e organização para se dar bem nessa modalidade e, consequentemente, aproveitar seus benefícios.

Gostou do conteúdo e quer mais dicas relacionadas a esse tipo de assunto? Então, confira nosso próximo post e descubra tudo o que precisa saber sobre home office!

0 Shares:
Você também pode gostar