A pessoa profissional de TI é bastante requisitada pelas empresas. Eles são responsáveis pelas diversas áreas da tecnologia da informação, que estão em alta devido à transformação digital dos últimos anos e são determinantes para o desempenho no mercado.

Mas, para entrar no mercado de TI, os profissionais devem saber que a concorrência é grande e que é preciso ter uma boa qualificação, desde aprender a programar até gerenciar projetos. O caminho para conquistar seu espaço em TI exige estudo e dedicação, mas a recompensa é encontrar um mercado de trabalho bastante amplo e valorizado.

Neste artigo, vamos entender melhor o que faz o profissional de TI, qual a sua importância nas empresas e em quais áreas você pode atuar. Acompanhe agora para saber mais!

O que faz um profissional de TI?

Um profissional de TI atua nas diversas áreas de tecnologia das organizações, seja em pequenas empresas, seja em grandes corporações. Seu papel é gerenciar as informações do negócio a fim de proporcionar mais produtividade e inteligência.

Sua atuação é ampla e pode envolver diversas atividades, do operacional ao estratégico, do trabalho técnico à gestão de equipes. É possível atuar em inúmeras áreas, como desenvolvimento de softwares, análise de dados, design de experiência, segurança da informação, computação em nuvem e muitas outras.

Em todas essas áreas, o profissional de TI deve sempre utilizar as melhores tecnologias para resolver problemas das organizações, como criar sites de vendas, extrair informações relevantes dos dados coletados ou aumentar a segurança da infraestrutura.

Quando é o dia do profissional de TI?

Se você já é ou pretende ser profissional de TI, saiba que existe um dia em sua homenagem: 19 de outubro.

Não há registro do motivo da escolha da data, nem se trata de uma data oficial. Mas certamente é um momento para pensar na importância desse profissional para as empresas, para o desenvolvimento econômico e para a inovação no país — aliás, essa data também celebra o Dia da Inovação no Brasil.

Qual a importância do profissional de TI?

A tecnologia tem um papel central para o desempenho das organizações. Não por acaso, a transformação digital se tornou imprescindível para as empresas no mercado atual. As áreas de TI de uma empresa contribuem em diversas frentes:

·        Mais produtividade para a equipe;

·        Mais eficiência e agilidade nas suas atividades;

·        Mais segurança para os dados;

·        Mais inteligência para a tomada de decisões;

·        Desenvolvimento de produtos mais eficientes e inovadores;

·        Melhor experiência para os usuários das suas aplicações.

Por isso, o profissional de TI é essencial para as organizações. Os conhecimentos na área de tecnologia vão além do nível técnico e operacional e contribuem para as empresas de maneira estratégica.

Quais as competências para ser um bom profissional de TI?

Um bom profissional de TI precisa desenvolver habilidades técnicas, chamadas de hard skills, para desempenhar suas funções.

Mas é essencial também que a pessoa demonstre algumas habilidades sociais, emocionais e comportamentais, chamadas de soft skills, que contribuam para o bom desempenho nas suas atividades e o bom relacionamento com a sua equipe.

Vamos ver agora quais são as principais habilidades que profissionais de TI devem ter:

Soft Skills

O estereótipo do profissional de TI é aquela pessoa que vive imersa no seu computador, criando seus códigos sem falar com mais ninguém. Porém, essa imagem é equivocada, já que esses profissionais estão sempre interagindo em equipe para desenvolver seus projetos.

Nas suas relações sociais e no desempenho das suas atividades, profissionais de TI devem demonstrar algumas soft skills, como:

·        Pensamento crítico, para analisar situações e soluções de diversos ângulos;

·        Capacidade analítica, para extrair inteligência dos dados;

·        Visão de negócio, que orienta suas atividades para os objetivos estratégicos;

·        Liderança, para assumir a gestão de projetos em TI;

·        Comunicação, para interagir com equipes, usuários e clientes;

·        Empatia, para entender as necessidades dos clientes e propor melhores soluções.

Hard Skills

Profissionais de TI devem dominar diversas habilidades técnicas. Conhecimentos em lógica, matemática e estatística devem estar na base do seu aprendizado, já que embasam outras diversas competências.

Dependendo da sua especialidade, o profissional de TI deve desenvolver habilidades em diferentes áreas. Estas são algumas hard skills que costumam ser exigidas:

·        Linguagens de programação, como Python, PHP, CSS e HTML;

·        Linguagens de banco de dados, como SQL e MySQL;

·        Infraestrutura de redes

·        Segurança da informação

·        Ferramentas de business intelligence

Além desses conhecimentos, é importante que os profissionais de TI dominem também tecnologias emergentes, que prometem dominar a área no futuro.

Blockchain, criptografia, deep learning e robótica são alguns conhecimentos técnicos que também devem ser exigidos pelo mercado daqui a alguns anos. Por isso, profissionais de TI também devem estar sempre conectados com a inovação.

Quais os profissionais mais procurados na área de TI?

A seguir, vamos saber quais são os profissionais de TI mais requisitados pelo mercado atual. Conheça agora as melhores possibilidades de atuação na área de tecnologia:

1 – Desenvolvedor front-end

O que faz um desenvolvedor front-end?

A pessoa desenvolvedora front-end é responsável pelo desenvolvimento da interface dos sites com o usuário, com o uso de linguagens como HTML, CSS e JavaScript. É a parte que o visitante do site vê e com a qual interage. Por isso, deve oferecer a melhor experiência de navegação e interação.

De quais projetos esse profissional pode participar?

Esse profissional pode participar da construção da interface de páginas para web dos mais diversos tipos, como sites, blogs, lojas virtuais e landing pages.

Por que está em alta?

Esse profissional é essencial no desenvolvimento de páginas para web que, invariavelmente, as empresas precisam ter em seus projetos. O desenvolvedor front-end, então, pode proporcionar a melhor experiência ao usuário, que é essencial para o marketing e relacionamento.

2 – Desenvolvedor back-end

O que faz um desenvolvedor back-end?

A pessoa desenvolvedora back-end é responsável pela criação da interface com o servidor e a comunicação do site com o banco de dados. Utiliza linguagens como PHP, Java, Python e SQL para desenvolver a estrutura interna dos sites.

De quais projetos esse profissional pode participar?

Um desenvolvedor back-end também pode participar da criação de páginas da web de diversos tipos (sites, blogs, lojas virtuais e landing pages etc.), como responsável pela sua comunicação com o servidor.

Por que está em alta?

Esse profissional também tem um amplo mercado de atuação, assim como o front-end. Um bom desenvolvedor back-end é capaz de garantir a funcionalidade de um site e a segurança dos usuários ao interagir com a aplicação.

3 – Desenvolvedor full-stack

O que faz um desenvolvedor full-stack?

Uma pessoa desenvolvedora full-stack reúne as funções e habilidades do desenvolvedor front-end e back-end. Portanto, tem uma atuação mais ampla, já que é responsável pelo desenvolvimento da interface do site com o usuário e com o servidor.

De quais projetos esse profissional pode participar?

Esse profissional também pode participar da criação de páginas da web de diversos tipos, sendo responsável por todo o seu desenvolvimento.

Por que está em alta?

Muitas empresas procuram desenvolvedores full-stack para contar com profissionais mais completos e multidisciplinares. Por isso, essa profissão está em alta no mercado de tecnologia, especialmente em startups e pequenas e médias empresas.

4 – Analista de qualidade

O que faz um analista de qualidade?

Analista de qualidade é o profissional responsável por controlar a qualidade dos produtos e aplicações das empresas. Deve realizar testes e auditorias, elaborar normas e procedimentos e definir processos que garantam o bom funcionamento das soluções desenvolvidas.

De quais projetos esse profissional pode participar?

Esse profissional pode participar de projetos de softwares, sistemas e infraestrutura, ao longo do seu desenvolvimento e manutenção, sempre com o objetivo de garantir a qualidade das aplicações da empresa.

Por que está em alta?

As empresas precisam garantir a qualidade dos seus produtos e a satisfação dos seus usuários. Por isso, analistas de qualidade são bastante requisitados nos projetos, especialmente em empresas de tecnologia e startups.

5 – Tech lead

O que faz um tech lead?

Tech lead ou líder de tecnologia é o profissional que lidera projetos na área de TI. O tech lead é uma referência técnica, por isso deve ter um profundo conhecimento em tecnologia, além de um perfil de liderança, a fim de garantir o bom desempenho da sua equipe.

De quais projetos esse profissional pode participar?

Um profissional tech lead pode participar de diversos projetos na área de TI, mas atua principalmente no desenvolvimento de softwares. Também pode participar de projetos em data science, cloud computing e segurança da informação.

Por que está em alta?

Um líder de tecnologia é essencial para promover o alinhamento técnico entre os integrantes de uma equipe, em torno de objetivos em comum. Então, esse profissional pode ser bastante procurado, especialmente em startups, para fortalecer a área de TI e manter a equipe motivada e engajada nos projetos.

6 – Profissional de infraestrutura

O que faz um profissional de infraestrutura?

O profissional de infraestrutura é responsável por criar e manter os alicerces da tecnologia nas organizações. Eles devem garantir a conexão de sistemas de computadores e o funcionamento da infraestrutura de redes.

De quais projetos esse profissional pode participar?

O profissional de infraestrutura de TI participa de projetos de planejamento e instalação das redes de computadores, manutenção e segurança da estrutura, além de atendimento e suporte ao usuário.

Por que está em alta?

As empresas devem garantir a disponibilidade, a estabilidade e a segurança da sua infraestrutura de rede. Sem isso, elas perdem produtividade e podem ter grandes prejuízos. É por isso que o profissional de infraestrutura é bastante requisitado no mercado.

7 – Profissional de segurança da informação

O que faz um profissional de segurança da informação?

O profissional de segurança da informação deve criar políticas, procedimentos e mecanismos de proteção aos dados da empresa e dos seus usuários. É responsável por implementar ferramentas para garantir a segurança da informação.

De quais projetos esse profissional pode participar?

Esse profissional pode participar da implantação de sistemas de gestão da segurança da informação, além de integrar projetos de desenvolvimento de softwares e produtos garantindo a segurança dos dados.

Por que está em alta?

A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, em vigor desde 2021 no Brasil, pressionou as empresas para que adotassem medidas de segurança para os dados. Além disso, tentativas de roubos e fraudes têm se tornado mais frequentes na era digital. Por isso, o profissional de segurança da informação é essencial para proteger as empresas desses riscos.

8 – Product owner

O que faz um product owner?

O profissional product owner, também chamado apenas de PO, é responsável por gerenciar projetos de desenvolvimento de produtos. Geralmente essa posição existe em startups ou empresas de base tecnológica.

De quais projetos esse profissional pode participar?

Esse profissional pode gerenciar equipes e projetos de desenvolvimento de qualquer produto de tecnologia, como sites, aplicativos, softwares, programas, entre outros.

Por que está em alta?

A função de product owner é bastante utilizada em empresas que desenvolvem produtos tecnológicos, porque esse profissional traz mais eficiência e agilidade para os processos, principalmente por dominar metodologias ágeis.

9 – Analista de dados

O que faz um analista de dados?

Um analista de dados é responsável por extrair inteligência dos dados que a organização coleta. Seu papel é analisar grandes volumes de dados, por meio de ferramentas e análises estatísticas, para embasar as decisões e estratégias da empresa.

De quais projetos esse profissional pode participar?

O profissional de análise de dados participa do data science, em projetos de insights e de machine learning, que contribuem para o planejamento estratégico da organização e para a mensuração de desempenho das estratégias.

Por que está em alta?

Cada vez mais as empresas se tornam data driven, ou seja, orientadas por dados, a fim de que eles gerem informações relevantes e embasem as tomadas de decisão. Mas essa atividade se torna desafiadora no contexto da era digital e do big data. Por isso, analistas de dados são profissionais estratégicos para as organizações.

10 – CTO

O que faz um CTO?

Chief Technology Officer é o diretor de tecnologia de uma empresa. É a posição responsável por gerenciar e liderar equipes e projetos na área de TI, geralmente ocupada por profissionais com alto nível de experiência e qualificação.

De quais projetos esse profissional pode participar?

Esse profissional deve controlar todos os projetos e processos da área de TI, embora não atue diretamente neles. Sua função não é operacional — está mais voltada para a visão de negócio e a gestão estratégica.

Por que está em alta?

Um CTO é um cargo importante para estruturar e gerenciar a área de TI, em empresas que colocam a tecnologia em um papel central. Esse profissional garante a eficiência das operações técnicas da TI, em alinhamento com os objetivos estratégicos.

11 – Web designer/UX

O que faz um Web designer/UX?

Web designers são profissionais que criam a interface visual das aplicações com os usuários. Porém, esses profissionais perderam espaço hoje para UX designers e UI designers, que são especializados na experiência e na interação do usuário, respectivamente.

De quais projetos esse profissional pode participar?

Profissionais de web design podem atuar em projetos de sites, lojas virtuais, landing pages e outros tipos de páginas da web, além de outros recursos digitais, como posts de redes sociais, e-books e infográficos.

Por que está em alta?

User experience é um conceito em alta na área de TI e no marketing digital. Por isso, profissionais de design para web são essenciais para as empresas, já que, em parceria com desenvolvedores front-end, oferecem a melhor usabilidade e navegabilidade aos usuários.

12 – DevOps

O que faz um DevOps?

DevOps é o profissional que atua na integração entre as áreas de desenvolvimento e operações. É responsável por alinhar as equipes e otimizar as operações de desenvolvimento de softwares.

De quais projetos esse profissional pode participar?

Um profissional de DevOps pode integrar projetos de diversos tipos de aplicações, com a função de promover a otimização e integração das operações ao longo de todo o desenvolvimento.

Por que está em alta?

O papel do DevOps está em alta, porque traz mais eficiência, agilidade e colaboração para a cultura de desenvolvimento. Porém, de acordo com o Indeed (G1), o cargo de DevOps é o mais difícil de ser preenchido: 59% das vagas ficam abertas por mais de 60 dias na plataforma.

Quais as áreas de atuação de um profissional de TI?

O profissional de TI tem inúmeras possibilidades de atuação dentro das organizações. Veja agora quais são as principais áreas da tecnologia:

a) Desenvolvimento de software

A área de desenvolvimento de software engloba profissionais como desenvolvedores web (front-end, back-end e full-stack), mobile, desktop e de jogos, além de gerentes de projetos de software e analistas de testes.

Como está o mercado de trabalho?

O mercado de trabalho para desenvolvedores de software está aquecido, já que toda empresa, em algum momento, precisa desenvolver páginas, sites e aplicações. Profissionais dessa área podem participar dos mais diversos projetos de desenvolvimento.

Quanto ganham os profissionais de TI em desenvolvimento de software?

Profissionais de TI em desenvolvimento de software recebem um salário que pode ir de R$ 3.000 a R$ 10.000, dependendo da sua experiência, nível de qualificação e localização. Nas posições de gerência, o salário pode subir bastante, chegando a até R$ 20.000.

b) Design

Profissionais de TI que atuam com design podem ser web designers, mas atualmente são mais conhecidos como UX designers ou UI designers. Eles são responsáveis por desenvolver a interface das aplicações com os usuários que os programadores devem codificar.

Como está o mercado de trabalho?

Designers de experiência e interface do usuário atuam em conjunto com desenvolvedores. Por isso, o mercado para esses profissionais também é amplo e valorizado. São eles que garantem uma boa experiência de interação e navegação, que é essencial para ganhar a satisfação do usuário.

Quanto ganham os profissionais de TI em design?

A faixa salarial de UX designers e UI designers varia de R$ 3.500 a R$ 8.000 no Brasil, sendo que a média fica em torno de R$ 6.000 ao mês.

c) Aplicações e integração de sistemas

A área de aplicações e integração de sistemas reúne profissionais como coordenadores de sistemas, analistas de negócios, analistas de sistemas, arquitetos de software e analistas de DevOps. Eles são responsáveis pela implementação e integração de aplicativos de software.

Como está o mercado de trabalho?

O mercado de trabalho na área de aplicações e integração de sistemas é amplo, já que é um requisito para qualquer empresa. Com o surgimento de novas aplicações a todo momento, é essencial contar com profissionais capacitados para integrá-las aos sistemas computacionais com eficiência.

Quanto ganham os profissionais de TI em aplicações e integração de sistemas?

Um analista de sistemas ou um analista de negócios pode ter um salário mensal de R$ 4.000 a R$ 11.000, dependendo da sua região e qualificação. No nível de coordenação dos projetos, a faixa salarial pode subir para até R$ 20.000.

d) Big data

A área de big data engloba profissionais especialistas em dados, como cientistas de dados e analistas de BI. Eles devem saber trabalhar com grandes volumes de dados, a fim de extrair conhecimento deles e gerar inteligência de negócio.

Como está o mercado de trabalho?

O mercado de trabalho em big data está muito aquecido. Os dados são ativos estratégicos para as organizações, e o crescimento do volume de dados nos últimos anos torna o trabalho de coleta e análise cada vez mais desafiador. Por isso, profissionais de big data estão bastante valorizados no mercado, que ainda carece de qualificação.

Quanto ganham os profissionais de TI em big data?

A faixa salarial de um cientista de dados varia entre R$ 8.000 e R$ 15.000. Já os analistas de BI recebem em torno de R$ 5.000 a R$ 9.000 por mês.

e) Segurança/Governança

Na área de segurança e governança, os profissionais de TI trabalham com proteção dos dados das organizações, em posições como coordenador ou analista de segurança ou pentester, que realiza testes de intrusão para avaliar os sistemas de segurança.

Como está o mercado de trabalho?

Segurança da informação não é apenas uma preocupação das empresas na era digital, mas também uma obrigação determinada pela LGPD. Por isso, essa área está em alta no mercado, já que as empresas buscam profissionais e soluções para a proteção dos dados.

Quanto ganham os profissionais de TI em segurança e governança?

Um analista de segurança da informação tem uma faixa salarial entre R$ 4.000 e R$ 11.000 no Brasil. Como coordenador da área de segurança, o profissional pode receber entre R$ 10.000 e R$ 18.000 ao mês.

f) Liderança executiva para área de TI

Os profissionais em liderança executiva de TI estão em posições de C-Level. É possível atuar como CIO (Chief Information Officer), CTO (Chief Technology Officer) ou CSO (Chief Security Officer), além de gerente de desenvolvimento, de sistemas, de dados, entre outras áreas.

Como está o mercado de trabalho?

Cargos de alto escalão na tecnologia surgiram para estruturar melhor as empresas na era digital. Esses profissionais são responsáveis por gerenciar as áreas de TI nas organizações, geralmente com maior nível de experiência e qualificação. Por isso, são bastante valorizados, especialmente em empresas de base tecnológica ou de grande porte.

Quanto ganham os profissionais de TI em liderança executiva?

A faixa salarial de profissionais em cargos executivos está acima da média da área de TI. CIOs, CTOs e CSOs podem receber de R$ 20.000 a R$ 35.000. Embora também acima da média, a faixa salarial de um gerente de desenvolvimento ou de dados fica um pouco abaixo, entre R$ 10.000 e R$ 24.000.

g) Infraestrutura/Cloud/Help Desk/Redes

Na área de infraestrutura, o profissional de TI lida com hardware, redes de computadores, computação na nuvem e suporte ao usuário. Alguns cargos dessa área são coordenador ou analista de infraestrutura, especialista em cloud e analista de suporte (help desk).

Como está o mercado de trabalho?

Profissionais de infraestrutura são sempre requisitados nas empresas, pois são essenciais para o bom funcionamento das redes. Mas alguns profissionais nessa área estão ainda mais em alta, como os especialistas em cloud computing, já que muitos sistemas estão migrando para a nuvem.

Quanto ganham os profissionais de TI em infraestrutura e redes?

Um analista de infraestrutura pode ter um salário de R$ 3.000 a R$ 8.000, enquanto um coordenador nessa área pode receber de R$ 10.000 a 16.000. Um analista de suporte, por sua vez, tem uma faixa salarial entre R$ 2.000 e R$ 4.000.

Qual a melhor área de TI?

Não existe uma área melhor ou pior em TI. Tudo vai depender dos seus interesses e dos seus objetivos profissionais. Por isso, primeiramente é importante conhecer bem as especialidades em tecnologia e ter autoconhecimento para entender as suas afinidades.

Depois disso, você pode analisar as demandas do mercado, a valorização salarial e as perspectivas para o futuro. Dessa forma, você pode seguir carreira em uma área com a qual você se identifica e que oferece boas oportunidades.

Quais os principais cursos para entrar na área de TI?

A área de TI pode ter várias portas de entrada. Você não precisa necessariamente de uma formação em nível superior, mas uma faculdade de programação pode oferecer uma boa base de conhecimento e experiência para entrar nesse mercado.

A seguir, confira as principais formações que você pode cursar para entrar na área de TI:

I. Ciência da Computação

A faculdade de Ciência da Computação é uma das mais procuradas por quem quer entrar na área de TI. O curso costuma ser oferecido no nível de graduação, com duração de 4 a 5 anos. É uma faculdade mais voltada para a teoria da computação e a aplicação da matemática na resolução de problemas.

II. Sistemas da Informação

O curso de Sistemas da Informação oferece uma formação voltada para análise, desenvolvimento e gerenciamento de sistemas computacionais. Pode ser oferecido como curso de bacharelado, com duração média de 4 anos, ou tecnológico, com duração média de 2 anos.

III. Análise de Sistemas

O curso de Análise de Sistemas também existe no nível superior, no bacharelado (cerca de 4 anos) ou no tecnológico (cerca de 2 anos). Nessa formação, o aluno também aprende sobre sistemas computacionais e pode se tornar programador ou programadora.  

IV. Curso de desenvolvimento de software

Cursos de desenvolvimento de software também podem oferecer uma formação completa para quem deseja entrar na área de TI. Você não precisa de um diploma de graduação para isso, mas deve ter um conhecimento sólido para enfrentar os desafios do mercado.

O Curso de Desenvolvimento Web da Trybe é um caminho para a sua entrada no mercado de TI. A formação dura 12 meses e oferece conteúdos sobre linguagens de programação, desenvolvimento front-end e back-end, além de fundamentos da ciência da computação.

Quais os níveis de qualificação de um profissional de TI?

Um profissional de TI pode ter diferentes níveis de qualificação dentro de uma empresa, que variam conforme a sua experiência, conhecimento e tempo no cargo. Para cada nível, há diferentes exigências, funções e faixas salariais.

Em geral, os níveis de qualificação do profissional de TI se dividem assim:

·        Trainee: até 2 anos no cargo

·        Júnior: de 2 a 4 anos

·        Pleno: de 4 a 6 anos

·        Sênior: de 6 a 8 anos

·        Master: acima de 8 anos

Quais as vantagens de ser um profissional de TI?

Ser um profissional de TI significa atuar em um mercado bastante valorizado e repleto de oportunidades. No Brasil, sobram vagas para profissionais de TI qualificados.

Você pode encontrar sua colocação em diversos segmentos e portes de organizações, no setor privado ou público, além de atuar em startups ou seguir carreira como empreendedor ou freelancer. Dentro de uma empresa, você ainda pode alcançar posições de gerência e liderança de projetos, que valorizam ainda mais a profissão.

Mas a área de TI não se limita ao Brasil: diversas empresas estrangeiras procuram profissionais por aqui, com remunerações ainda mais vantajosas.

Além disso, o profissional de TI detém um conhecimento valioso para os próximos anos, em que a importância da tecnologia deve se intensificar. Por isso, é uma área também que garante boas perspectivas para o futuro.

Quais os principais desafios de ser um profissional de TI?

Embora o mercado seja amplo e valorizado, existem também alguns desafios para o profissional de TI. Já no início da sua formação em tecnologia, você vai perceber que o aprendizado exige bastante estudo e dedicação, já que são conhecimentos complexos.

Além disso, a entrada no mercado de trabalho também é um desafio para os profissionais de TI, já que existe muita concorrência. Há anos se anuncia que TI é a profissão do futuro, o que atrai muitos e muitos profissionais. Porém, nem todos estão qualificados ou têm afinidade com a área. Por isso, o grande diferencial do profissional de TI é a sua qualificação.

No dia a dia, o cumprimento de prazos e a compreensão das necessidades dos usuários também são desafiadores. Embora sejam capacidades básicas do profissional de TI, nem todos que estão nessa área conseguem fazer isso.

Além disso, como a tecnologia é uma área dinâmica e em constante evolução, outro desafio para o profissional de TI é se manter atualizado. Quem consegue acompanhar as atualizações do mercado, como novas linguagens, ferramentas e metodologias, também adquire um diferencial.

Como começar na área e se tornar um profissional de TI? 5 dicas!

Então, gostou de saber mais sobre o profissional de TI e agora quer se tornar um? Vamos ver agora algumas dicas de como começar nessa e conquistar o seu espaço no mercado. Confira:

1. Informe-se sobre as áreas de TI

Conheça as áreas e especialidades da tecnologia da informação. Um profissional de TI pode seguir vários caminhos, e você precisa conhecê-los antes de dar os primeiros passos. A boa notícia é que, ao ler este artigo, você já está dando esse primeiro passo.

2. Busque qualificação

Você pode começar a estudar de forma autodidata, ler blogs, assistir a vídeos no YouTube e fazer cursos gratuitos na internet. Assim, você começa a se aproximar da área de TI. Mas é importante cursar uma formação completa em tecnologia, em uma faculdade ou um curso de desenvolvimento. A Trybe pode ajudar você nessa etapa!

3. Interaja com a comunidade

A comunidade de tecnologia é bastante ativa na internet. Você pode encontrar diversos fóruns e grupos de desenvolvedores pela web e começar a interagir com eles para criar networking. Vale a pena também conhecer alguns profissionais e professores de TI para conversar de perto com eles.

4. Tenha seus primeiros clientes

Quando você já tiver um conhecimento inicial, já pode começar a criar seus primeiros projetos e construir seu portfólio. Uma boa ideia é iniciar como freelancer ou com clientes conhecidos, em projetos pequenos, que permitam evoluir gradualmente. Assim, quando você buscar uma melhor posição no mercado, já vai ter experiência no currículo.

5. Prepare-se para testes e entrevistas

Para entrar no mercado, é muito provável que você precise passar por testes e entrevistas nas empresas. Então, prepare-se para esse momento. Na área de TI, os processos seletivos costumam analisar seus conhecimentos técnicos, mas também é importante demonstrar suas soft skills, que podem ser o diferencial em relação a outros candidatos.

Ser um profissional de TI exige bastante estudo e dedicação. Você deve ter percebido que a área de tecnologia tem diversas especialidades e oferece inúmeras oportunidades em um mercado bastante aquecido. Mas essa área também requer bastante qualificação para enfrentar os desafios do dia a dia e a concorrência pelas melhores colocações.

Agora, se você quer seguir acompanhando os conteúdos sobre a área de TI que publicamos aqui, siga a gente pelas redes sociais, no Facebook, no Instagram e no Twitter

Você também pode gostar